• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Márcio Monteneri
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Julio Cesar Magalhães de (Presidente)
Machado, Carlos Augusto Ribeiro
Passos, Maria Cristina Nicolau Kormikiari
Silva, Marcelo Candido da
Título em português
As Domus Ostienses: Poder e Resistência na Antiguidade Tardia (séculos IV-V d.C.)
Palavras-chave em português
Antiguidade tardia
Aristocracia
Domus
Grupos subalternos
Óstia
Poder
Resistência
Resumo em português
Os estudiosos das casas de elite (domus) datadas da Antiguidade Tardia, em geral, têm como foco os usos das mansões pelos proprietários. Nessa perspectiva, considera-se que as mansões eram planejadas de maneira a possibilitar e maximizar o poder dos aristocratas em inúmeras ocasiões. Os demais usuários das casas, no entanto, são tidos como meros receptáculos passivos da hegemonia aristocrática. Essa dissertação, a partir de um estudo de caso da cidade de Óstia (séculos IV e V d.C.), leva em conta os usos das mansões enquanto formas de afirmação do poder dos proprietários, mas também suas apropriações pelos grupos subalternos. Analiso evidências arqueológicas, epigráficas e textuais com o intuito de ter uma visão mais aprofundada sobre o tema.
Título em inglês
The Ostian Domus: Power and Resistance in Late Antiquity (IV-V AD centuries)
Palavras-chave em inglês
Aristocracy
Domus
Late antiquity
Ostia
Power
Resistance
Subaltern groups
Resumo em inglês
The scholars of the elite houses (domus) dating from Late Antiquity, in general, focus on the uses of the mansions by the owners. From this perspective, the mansions are considered to be designed to enable and maximize the power of aristocrats on numerous occasions. The other users of the houses, however, are regarded as mere passive receptacles of aristocratic hegemony. This dissertation, based on a case study of the city of Ostia (4th and 5th centuries AD), takes into account the uses of the mansions as forms of affirmation of the power of the owners, but also their appropriations by the subaltern groups. I analyze archaeological, epigraphic and textual evidence with the intention of having a more in-depth view on the subject.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.