• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2013.tde-06012022-133027
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Santhiago Corrêa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Albieri, Sara (Presidente)
Bosi, Eclea
Ferreira, Marieta de Moraes
Patai, Daphne
Valente, Wagner Rodrigues
Título em português
Método, metodologia, campo: a trajetória intelectual e institucional da história oral no Brasil
Palavras-chave em português
Entrevistas
História institucional
História intelectual
História oral
Memória
Resumo em português
Esta tese documenta e analisa a trajetória intelectual e institucional da história oral no Brasil, dos anos 1950 aos dias atuais. Suas fontes são textos brasileiros sobre história oral e diversas entrevistas com intelectuais atuantes no campo. O modelo de interpretação proposto baseia-se na identificação de quatro matrizes que originaram os debates metodológicos na área, oriundas da Sociologia, da Psicologia Social, da história pública e do modelo arquivístico de origem estadunidense. Elas são apresentadas e discutidas de maneira aprofundada na parte 1, "Matrizes multidisciplinares da história oral no Brasil". Em seus capítulos, são avaliadas as diferentes contribuições técnicas, metodológicas, teóricas e políticas oferecidas por esta primeira geração de profissionais que cultivou o interesse por relatos orais a partir de suas áreas de atuação. Na segunda parte, "Um método em busca de um campo", o trabalho da geração seguinte é focalizado. Nos anos 1980 e 1990, a área de história oral expandiu-se significativamente e tornou-se um território com autonomia estrutural. Novos pesquisadores assimilaram, transformaram e organizaram as contribuições oferecidas por cada uma das matrizes com que tiveram contato. A partir disso, dedicaram-se a uma maior difusão do método, ao estabelecimento de padrões de pesquisa e à instituição de uma prática pedagógica voltada a condensar um corpo de conhecimento transmissível. Nesse processo, dilemas e conflitos naturais tiveram lugar, envolvendo aspectos como a dogmatização de princípios metodológicos, a instauração de regras de alcance geral e o equilíbrio entre o treinamento técnico e a liberdade criativa. Na última parte do estudo, "A face institucional", o processo de institucionalização do campo é visitado e problematizado. Ele consubstanciou-se na criação de uma sociedade científica, em 1994, e de eventos e publicações especializadas. Em seguida, mirou a inserção internacional, tanto intelectual quanto política, do campo brasileiro da história oral.
Título em inglês
Method, Methodology, Field: Intellectual and Institutional Trajectories of Oral History in Brazil
Palavras-chave em inglês
Institutional History
Intellectual History
Interviews
Memory
Oral history
Resumo em inglês
This thesis documents and analyzes the intellectual and institutional trajectories of oral history in Brazil, from the 1950s to the present. It draws on existing writings on oral history in Brazil, as well as on several dozen interviews conducted with leading figures in this field. The interpretive model set forth is based on four matrices that shaped methodological debates in the area, deriving from sociology, social psychology, public history, and the archival model originating in the United States. These are explained in detail in Part 1, "Multidisciplinary Matrices of Oral History in Brazil," with chapters exploring and appraising the different contributions - technical, methodological, theoretical and political - of the first generation of professionals whose work expressed an interest in oral narratives, stemming from their own areas of research. In the second part, "A Method in Search of a Field," the focus shifts to the work of the subsequent generation. In the 1980s and 1990s, oral history expanded greatly, becoming a terrain enjoying considerable structural autonomy. New researchers absorbed, transformed and organized the contributions offered by each of the four matrices. From that starting point, they undertook an extensive dissemination of oral history as a method, ranging from efforts to establish research norms to institutionalizing pedagogical practices, with the aim of creating a coherent body of knowledge capable of transmission. Unavoidably, dilemmas and conflicts emerged in this process, involving issues such as the hardening of methodological principles into dogma, the imposition of broad rules, and the uneasy balance between the need for technical training and the creative freedom of individual researchers and groups. In the final part of the study, "The Institutional Face of Oral History," the process of institutionalization of the field is explored and problematized. Concentrating first on the creation of a professional oral history association in 1994 and the events and specialized publications surrounding these efforts, this part concludes by focusing on how the field of oral history in Brazil took its place on the international scene, intellectually as well as politically.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-01-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.