• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.8.2015.tde-16072015-111650
Documento
Autor
Nombre completo
Reinaldo Benedito Nishikawa
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2015
Director
Tribunal
Gallardo, Dario Horacio Gutierrez (Presidente)
Machado, Cacilda da Silva
Moura, Esmeralda Blanco Bolsonaro de
Nadalin, Sergio Odilon
Saes, Alexandre Macchione
Título en portugués
As colônias de imigrantes na Província do Paraná, 1854-1889
Palabras clave en portugués
Colônias
Imigração
Província do Paraná
Resumen en portugués
No ano de 1853, a Província do Paraná se emancipou administrativamente de São Paulo. A recém província passou então a se ocupar do processo de povoamento de seu território, ainda em sua grande maioria despovoados, pois na concepção da época, os indígenas que havia no território não participavam dessa contagem. Levando-se em conta as iniciativas criadas pelo fim do tráfico de escravos e da Lei de Terras, ambas aprovadas em 1850, o projeto colonizador do Paraná teve início. É válido lembrar que já haviam regiões colonizadas antes de 1853, mas o objeto de estudos de nosso trabalho condiz com o surgimento da província independente até o final do Império brasileiro. Dessa forma, buscamos apresentar as colônias formadas na província do Paraná entre 1860, ano em que se constituí a primeira colônia pós emancipação até 1889, onde o recorte de nossa tese é proposto. Obviamente que não é possível ignorar os períodos anteriores e posteriores para melhor contextualizar esse processo. As colônias estudadas em nosso trabalho também têm suas próprias características, ou seja, são colônias formadas, em sua maioria, por europeus, baseadas na pequena propriedade e como objetivo específico o abastecimento do mercado interno. A existência dessas colônias indica um trabalho, ao menos em parte, eficiente por parte do governo provincial e de seus agentes de colonização no processo de atração dessa desejada e esperada mão de obra. No recorte cronológico proposto, ficaram vivendo nesses espaços pouco mais de quatorze mil colonos distribuídos em sessenta e oito colônias. Nosso objeto de estudos, portanto, foi analisar esses imigrantes em seus espaços, buscando relacionar características como sexo, idade, etnia, religião, bem como a estrutura fundiária que se formou nos lotes de terras e a produção que essas colônias conseguiam produzir e se as mesmas tiveram possibilidades de prosperar e manter uma certa autonomia desejada por todos os envolvidos.
Título en inglés
Colonies of immigrants in the Paraná Province, 1854-1889
Palabras clave en inglés
Colonies
Immigration
Province of Parana
Resumen en inglés
In the year 1853, the Paraná Province emancipated administratively of. The new province then went on to occupy the settlement process of their territory, although mostly "depopulated" because the design of the time, the Indians who had not participated in the territory of that count. Taking into account the initiatives created by the end of the slave trade and the Land Law, both adopted in 1850, the colonizing project of Paraná began. It is worth remembering that had already colonized regions before 1853, but the object of our work studies is consistent with the emergence of independent province by the end of the Brazilian Empire. Thus, we present the colonies formed in the province of Paraná between 1860, the year that constitutes the first post emancipation colony until 1889, where the cut of our thesis is proposed. Obviously you can not ignore the earlier and later periods to better contextualize this process. The colonies studied in our work also have their own characteristics, ie are formed colonies, mostly by Europeans, based on smallholding and the specific objective of supplying the domestic market. The existence of these colonies indicates a job, at least in part, efficient by the provincial government and its colonization agents in the process of attraction of this desired and expected labor. In the proposed chronological cut, were living in these spaces just over fourteen thousand settlers divided into sixty-eight colonies. Our object of study, therefore, was to analyze these immigrants in their spaces, trying to relate in gender, age, ethnicity, religion, and the land structure that formed in lots of land and the production that these colonies could produce and the they had opportunities to thrive and maintain some autonomy desired by all involved
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2015-07-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.