• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Vinicius Moraes da Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pericás, Luiz Bernardo Murtinho (Presidente)
Barsotti, Paulo Douglas
Coggiola, Osvaldo Luis Angel
Oliveira, Gilberto Maringoni de
Título em português
À procura da revolução brasileira: itinerários do Movimento pela Emancipação do Proletariado
Palavras-chave em português
Jornal Companheiro
MEP
PCB
POLOP
PT
Revolução brasileira
Teoria da dependência
Resumo em português
Este presente trabalho tem o objetivo de reconstruir a história do Movimento pela Emancipação do Proletariado (MEP), organização política que compôs o segundo momento da chamada Nova Esquerda, em meados dos anos 1970. Fazendo parte do tronco que tem em sua raiz a POLOP (Política Operária), o MEP compartilhava da visão que defendia o caráter socialista da revolução brasileira, uma vez que o Brasil possuía uma economia plenamente capitalista, embora atrasada e dependente dos centros metropolitanos da economia-mundo. Do ponto de vista teórico, o MEP seguia as formulações da Teoria da Dependência e as contribuições de autores como Caio Prado Júnior, Moniz Bandeira, Florestan Fernandes e Chico de Oliveira, dentre outros, para encontrar uma teoria da Revolução Brasileira. A partir dessas referências, a organização desenvolveu atuação clandestina contra a ditadura militar. Organizava-se com moldes no marxismo-leninismo e enxergava na classe operária o principal sujeito da revolução. Por fazer oposição ao regime, a organização foi vítima da máquina repressiva, sofrendo com prisões e tortura. O MEP desenvolveu atuação militante entre estudantes, professores, no meio operário e em bairros da periferia de grandes cidades e editou o jornal Companheiro. Além disso, atuou desde o início na fundação do Partido dos Trabalhadores. Em 1985, ao lado da Ala Vermelha do PCdoB e da Organização Comunista Democracia Proletária (OCDP), fundou o Movimento Comunista Revolucionário (MCR).
Título em inglês
Looking for a Brazilian Revolution - itineraries of Movement for the Emancipation of Proletariat
Palavras-chave em inglês
Brazilian revolution
Companheiro newspaper
Dependency theory
MEP
PCB
POLOP
PT
Resumo em inglês
The present study aims to rebuild the story of Movimento pela Emancipação do Proletariado (Movement for the Emancipation of Proletariat - MEP), a political organization that integrated the second moment of the so called New Left, in the mid- 1970s. Stemming from POLOP (Política Operária), MEP shared a vision that advocated the socialist character of Brazilian Revolution, once the country had an enterely capitalist economy, albeit backward and depending on the metropolitan centers of the world economy. From a theoretical standpoint, MEP had followed the statements of Dependency Theory to develop a Brazilian Revolution theory based on the contributions of scholars like Caio Prado Júnior, Moniz Bandeira, Florestan Fernandes and Chico de Oliveira, among others. From these referencies, the organization have developed a clandestine practice against the Military Dictatorship. Grounded on Marxist-Leninist principles, MEP considered the working class as the revolution protagonist. As opponents of the regimen, the organization members were victims of the repressive apparatus, suffering persecution and torture. MEP developed a militant work between students, teachers, the labor movement and on the outskirts of big cities and edited the Companheiro newspaper. Furthermore, MEP participated in the Workers Party (PT) foundation. In 1985, along with PCdoB red wing and the Organização Comunista Democracia Proletária (OCDP), founded the Movimento Comunista Revolucionário (MCR).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.