• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2001.tde-20042022-165056
Documento
Autor
Nome completo
Maria Mónica Arroyo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Souza, Maria Adélia Aparecida de (Presidente)
Cacciamali, Maria Cristina
Mamigonian, Armen
Moraes, Antonio Carlos Robert
Sposito, Eliseu Savério
Título em português
Território Nacional e mercado externo: uma leitura do Brasil na virada do século XX
Palavras-chave em português
Circuitos espaciais de produção
Fluidez territorial
Mercado externo
Porosidade territorial
Produtividade espacial
Território nacional
Resumo em português
O comércio transfronteiras tem influído decisivamente na conformação dos territórios nacionais. O mercado coloca-se assim como um elemento central desse processo. A oposição protecionismo/livrecambismo instalou-se, com distintos matizes e intensidades, nos diferentes períodos históricos e continua ainda vigente (embora assuma outras facetas). Trata-se de um debate e uma ação que têm como ponto de partida a formação socioespacial e supõem, portanto, a existência de um determinado modelo de país, de nação, de Estado. O comércio exterior aparece como um dos elementos desse modelo, ligado diretamente às instâncias do processo produtivo (produção propriamente dita, distribuição, troca e consumo) e associado, também, ao quadro político da formação socioespacial. Pode tornar-se um dos caminhos para desvendar a regulação do território, tanto econômica quanto política, tanto estatal quanto privada. Pretendemos estudar o comércio exterior brasileiro a partir da dinâmica do território, em particular, na década de 1990, quando se verificam mudanças significativas com os processos de liberalização econômica no contexto da globalização.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Foreign market
National territory
Spatial circuits of production
Spatial productivity
Territorial porosity
Territorial fluidity
Resumo em inglês
Transfrontier commerce has decisively influenced the configuration of national territories, with the market considered a central element to this process. The opposite trade regimes - protectionism/free exchange - have been implemented in various forms and intensities within different historical periods and is still in force (even though it has taken on different facets ). lt regards a debate and an action that has as its starting point socio-spacial formation and therefore, presumes the existence of a detennined model of country, nation and State. Foreign trade emerges as one of the elements of this model, which is directly linked to the stages of the productive process (production, itself considered distribution, exchange and consumption) and also associated to the politics of socio-spacial formation. This could become one of the paths to unveil the regulation of territory, be it economic or political, state- or private-controlled. We intend to study Brazilian foreign trade utilizing the territorial dynamic, specifically in the 1990s, when significant changes were verified with the process of economic Iiberalization within the context of globalization.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-04-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.