• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2021.tde-19052021-200003
Documento
Autor
Nombre completo
Iago Dias dos Santos
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2021
Director
Tribunal
Alves, Gloria da Anunciação (Presidente)
Alvarez, Isabel Aparecida Pinto
Ribeiro, Rovaine
Trindade Junior, Saint-Clair Cordeiro da
Título en portugués
As mudanças socioespaciais nos Portos e Orla central a partir da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte
Palabras clave en portugués
Altamira
Mudanças socioespaciais
Orla central
Portos
UHE Belo Monte
Resumen en portugués
Na Amazônia, as hidrelétricas foram pensadas como forma de geração de energia e política de "de-senvolvimento" para a região. O município de Altamira no sudoeste paraense é o local de uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), conhecida como UHE (Usina Hi-drelétrica) Belo Monte, e que, desde o início de sua implementação, alterou o espaço urbano da cidade. Dessa forma, o principal objetivo desta pesquisa é analisar as mudanças socioespaciais a partir da construção da UHE Belo Monte, tendo em vista como essa intervenção do Estado está gerando um novo processo de produção do espaço urbano na cidade, desde o espaço planejado pelo Estado e pela iniciativa privada até o espaço vivido. Buscou-se analisar também em que medida este planejamento alterou a forma e os conteúdos dos Portos e a Orla central que desenvolvem relevantes atividades que ligam os sujeitos aos elementos do modo de vida ribeirinho. Altamira é uma cidade que contém carac-terísticas marcantes que se baseiam ainda nas interações e relações de sua população como rio, onde o valor de uso é intenso e necessário à reprodução da vida humana. São nos Portos do Pepino, da Balsa, 6, Funai, Carroceiros ou Geleira e Prainha que diversas atividades são materializados pelos sujeitos que produzem o espaço vivido, por meio de usos e diferentes agentes e suas práticas espaciais diárias são constituídos diferentes territorialidades que formam o conteúdo urbano, pleno de peculiari-dades, marcados pela produção do espaço, a partir da articulação das dimensões do concebido, per-cebido e do vivido, ou seja, da tríade indissociável apontada por Lefebvre.
Título en inglés
Socio-spatial changes in the Ports and Central Coast following the construction of the Belo Monte Hydroelectric Plant
Palabras clave en inglés
Altamira
Belo Monte HPP
Central Border
Ports
Socio-spatial changes
Resumen en inglés
In the Amazon, hydroelectric dams were conceived as a way of generating energy and a "development" policy for the region. The municipality of Altamira in the southwest of Pará is the site of one of the main works of the Growth Acceleration Program (PAC), which is the Belo Monte Hydroelectric Plant (UHE), which has changed the urban space of the city since its implementation. Thus, we seek to analyze the socio-spatial changes from the construction of the Belo Monte HPP, as this State intervention is generating a new process of production of urban space in the city, from the planned space, by the State and private initiative, to the space lived, but more specifically how this plan changed the form and contents of the Ports and the Central Coast that develop relevant activities that link the subjects with elements of the riverside way of life. Altamira is a city with striking characteristics that are still based on the interactions and relationships of its population as a river. It presents spaces with strong experiences of these interactions, where the use value is intense necessary for the reproduction of human life. It is in the Ports of Pepino, Balsa, 6, Funai, Carroceiros or Glacier and Prainha that various activities and uses of the are materialized by these subjects who produce the lived space. Through uses and different agents, through their daily spatial practices that constitute different territorialities that form the urban content, full of peculiarities, marked by the production of space, from the articulation of the dimensions of the conceived, perceived and lived, that is, the inseparable triad pointed out by Lefebvre.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-05-19
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.