• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2017.tde-17032017-102153
Documento
Autor
Nome completo
Tiaraju Salini Duarte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Yazigi, Eduardo Abdo (Presidente)
Galvani, Emerson
Rossini, Rosa Ester
Telles, Daniel Hauer Queiróz
Valduga, Vander
Título em português
A identidade territorial como estratégia de planejamento do turismo rural: interfaces entre o Vale dos Vinhedos e o Alto Douro Vinhateiro
Palavras-chave em português
Alto Douro Vinhateiro
Identidade territorial
Multifuncionalidade da agricultura
Planejamento
Turismo rural
Vale dos Vinhedos
Resumo em português
A pesquisa intitulada a identidade territorial como estratégia de planejamento do turismo rural: Interfaces entre o Vale dos Vinhedos e o Alto Douro Vinhateiro tem por objetivo analisar, a partir das regiões representativas citadas, se as construções identitárias podem contribuir para planejamento territorial do Turismo Rural no Brasil. Parte-se do princípio que este segmento se apresenta atualmente como uma estratégia de desenvolvimento do rural que cresce significativamente na contemporaneidade e necessita de políticas de planejamento. Partindo desse prisma, a hipótese deste trabalho centra-se no pressuposto que a forma de organização adotada para o turismo rural no Brasil não está suprindo as demandas necessárias para a consolidação deste setor. Este contexto vem contribuindo para a manutenção de um modelo imediatista de turismo que só será superado tendo como princípio um planejamento assentado nas identidades territoriais. Nosso caminho metodológico para compreender este fenômeno centra-se na perspectiva de analisar o mesmo como uma pratica socioespacial que possuiu dinâmicas próprias, as quais estão intimamente relacionadas a emergência da ruralidade como uma construção centrada na autopoieses rural. Esta apresenta-se como um forte atrativo turístico, tendo em vista os novos olhares lançados ao rural brasileiro. Como universo empírico de pesquisa elencou-se duas regiões que se utilizam da identidade territorial para construir as estratégias de planejamento: O Vale dos Vinhedos, localizado no estado do Rio Grande do Sul/Brasil e o Alto Douro Vinhateiro, localizado no norte de Portugal. A partir deste universo de análise foi possível compreender as formas que ambas regiões pensam o turismo rural, os conflitos oriundos desta prática bem como as possíveis organizações que são arquitetadas para este setor. Com base nestas discussões, partiu-se para a análise do turismo rural no Brasil, visando problematizar as políticas que este país vem adotando dentro da esfera de ordenamento territorial; as leis que regem este segmento e a inserção do mesmo nos Planos Nacionais de Turismo. Concluiu-se que o território nacional ainda carece de um planejamento voltado ao turismo rural, tendo em vista as confusões teóricas acerca deste setor nas diversas escalas de planejamento. Além disso constatou-se uma ausência de integração dos roteiros municipais, a ascensão de diversos atores que falsificam as ruralidades e uma legislação na escala nacional e municipal que não contribui para a consolidação deste setor. Por conseguinte, é proposto um Plano Nacional de Turismo Rural centrado em quatro pilares: a identidade territorial como principal estratégia para organizar os roteiros; a regionalização do turismo a partir da intermunicipalidade; a multifuncionalidade da agricultura e a construção de Áreas de Proteção do Turismo Rural.
Título em inglês
The territorial identity as planning strategy of the rural tourism: interfaces between the Vale dos Vinhedos and the Alto Douro Vinhateiro
Palavras-chave em inglês
Alto Douro Vinhateiro
Multifunctionality of agriculture
Planning
Rural tourism
Territorial Identity
Vale dos Vinhedos
Resumo em inglês
The research entitled The territorial identity as planning strategy of the rural tourism: Interfaces between the Vale dos Vinhedos and the Alto Douro Vinhateiro it aims to analyse, from the representative regions cited, if the identity constructions can contribute for the rural planning of the Rural Tourism in Brazil. Part of it is assumed that this segment is now present as a rural development strategy that grows up significantly currently and needs planning politics. From this perspective, the hypothesis of this work focuses on the assumption that the adopted form of organization for rural tourism in Brazil is not supplying the necessary demands for the consolidation on this sector. This context has been contributing for the maintenance of a immediatist model of tourism that will only be overcome first taking a seated planning in territorial identities. Our methodological approach to understand this phenomenon focuses on the perspective of analyzing the same as a sociospatial practice that owned their own dynamics, which are closely related to the emergency of rurality as a construction focused on rural autopoiesis. This is presented itself as a strong tourist attraction, in view of the new looks thrown into the brazilian rural. As empirical universe of research has listed two regions that use of territorial identity to build the planning strategies: The Vale dos Vinhedos, located in the state of Rio Grande do Sul/Brazil and the Alto Douro Vinhateiro, located in the north of Portugal. Starting from this universe of analysis it was possible to understand the ways that both regions think the rural tourism, the conflicts resulting from this practice as well as the possible organizations that are architected for this sector. Based on this discussions, departed to the analysis of the rural tourism in Brazil, aiming to problematize the politics that this country has taken in the ordainment territorial sphere; the laws governing this segment and the insertion of the same in the National Tourism Plan. It was concluded that the national territory still lacks a planning directed to rural tourism, in view of the theoretical confusions about this sector in the several planning scales. Besides this it was evidenced an absence of the integration of the municipal itineraries, the ascension of several actors who falsify the ruralities and a legislation at the national and municipality scale that does not contribute to the consolidation of this sector. Therefore, it is proposed a Rural Tourism National Plan centered on four pillars: the territorial identity as the main strategy to organize the itineraries; the regionalization of tourism from the intermunicipality; the multifunctionality of the agriculture and the construction of Protection Areas of the Rural Tourism.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.