• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-15052013-082527
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Firmino Messias
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Alfredo, Anselmo (Presidente)
Baitz, Ricardo
Damiani, Amelia Luisa
Título em português
Modernização periférica e crise do trabalho: considerações sobre a reprodução social a partir da periferia metropolitana de São Paulo
Palavras-chave em português
Crise do trabalho
Metrópole de São Paulo
Modernização periférica
Periferias urbanas
Urbanização crítica
Resumo em português
O crescimento econômico brasileiro nas décadas de 60 e 70, sobretudo, levantava questões importantes referentes aos mecanismos nos quais se estabelecia a exploração da força do trabalho frente à modernização nacional e, por conseguinte, à consolidação de um padrão de acumulação urbano-industrial. Nessa direção, verificava-se a superexploração do trabalho como fundamental ao contexto do Milagre Econômico, assentado em relações de trabalho cuja especificidade estava no pagamento de um salário ao trabalhador que não correspondia às necessidades integrais para a sua reprodução. No interior deste debate, alcançavam-se os problemas da reprodução da força de trabalho que levava a cabo o processo econômico, dos quais se desdobram, nas grandes metrópoles brasileiras, principalmente, os termos da espoliação urbana. Diante deste quadro, a urbanização no Brasil, sobretudo a partir da dimensão que assumia o crescimento das periferias urbanas , foi compreendida como um momento deste processo, pois denotava uma modernização que, no limite, não apenas reproduzia os salários insuficientes dos trabalhadores e a carência por bens de consumo coletivos no âmbito de um diminuto salário indireto -, mas também os tinha como fundamento. Esta dissertação procura recuperar algumas questões deste debate acerca das periferias da superexploração do trabalho e tecer algumas considerações de modo a auxiliar na reflexão sobre a reprodução social contemporânea a partir da periferia de São Paulo. Para tanto, constitui nosso foco traçar uma interpretação a respeito da modernização brasileira, buscando seu fundamento na negatividade do trabalho. Nesta medida, não nos reservamos a negar a espoliação urbana como intrínseca à modernização nacional, mas sim a uma tentativa de deslocar os termos a que se refere, inserindo a sua razão de ser não em padrões distributivistas, mas como uma das formas de manifestação da crise do trabalho. O esforço, nesta direção, se fez com o resgate de alguns pontos do método e da teoria presente em obras de Lukács e Marx, além de alguns de seus interlocutores, o que nos permite reconhecer a pertinência da abstração valor como mediação não superada da sociedade capitalista. Pretende-se, assim, corroborar para uma análise que se permita trazer à discussão uma Comunidade da periferia de São Paulo a partir dos nexos sociais e dos processos fundamentais aos quais reporta. A Vila Nova Esperança, comunidade que trazemos à investigação nesta dissertação, situada na divisa entre os municípios de São Paulo e Taboão da Serra, se compõe de inúmeros processos que revelam, a partir de nossa interpretação, momentos capazes de descortinar o 10 sentido da reprodução social capitalista em sua universalidade, no âmago da modernização periférica.
Título em inglês
Modernization and peripheral crisis work: considerations for social reproduction from the periphery of metropolitan São Paulo
Palavras-chave em inglês
Crisis work
Metropolis of São Paulo
Modernization peripheral
Urban peripheries
Urbanization
Resumo em inglês
The Brazilian economic growth in the 60s and 70s, especially, raised important questions regarding the mechanism which was established in the exploitation of the labor force opposite the national modernization and therefore the consolidation of a pattern of urban-industrial accumulation. In this direction, it turned the overexploitation of labor as the fundamental context of the Economic Miracle, seated in labor relations whose specificity was in payment of a salary to workers who did not meet the full requirements for their reproduction. Within this debate, reached up the problems of reproduction of the labor force that was pursuing the economic process, of which unfold in big Brazilian cities, especially the terms of urban dispossession. Given this framework, the peripheral urbanization in Brazil was a moment of this process understood as denoting a modernization that, in the end, not only reproduced the inadequate wages of workers and the lack of collective consumption goods - within a miniature indirect salary - but also was based. This dissertation seeks to recover some issues of this debate about the peripheries of the overexploitation of labor and some considerations to assist in reflecting on contemporary social reproduction from the outskirts of São Paulo. Therefore, our focus is to draw an interpretation regarding the Brazilian modernization, seeking its foundation in the work of negativity. To this extent, we reserve not to deny the urban dispossession as intrinsic to national modernization, but rather an attempt to shift the terms referred to by entering your reason for not being in distributive patterns, but as one of the manifestations of labor crisis. The effort in this direction was made with the rescue of some points of method and theory in the present works of Marx and Lukács, and some of its partners, which allows us to recognize the relevance of abstraction mediation unsurpassed value to society capitalist. The aim is thus to corroborate an analysis which allows to bring a community discussion on the outskirts of São Paulo from the social nexus of the fundamental processes and to whom reports. The Vila Nova Esperança, the research community to bring this dissertation, located on the border between the cities of São Paulo and Taboão da Serra, is composed of numerous processes that reveal, from our interpretation, moments can unveiling the meaning of social reproduction capitalist in its universality, in the essence of modernization peripheral.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.