• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2020.tde-10122020-222929
Documento
Autor
Nombre completo
Pablo Kehoma Costa Santos
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Girotto, Eduardo Donizeti (Presidente)
Fonseca, Fernanda Padovesi
Francischett, Mafalda Nesi
Juliasz, Paula Cristiane Strina
Título en portugués
Relações entre cartografia escolar e raciocínio geográfico: estudo de caso em uma escola da rede estadual de São Paulo
Palabras clave en portugués
Cartografia
Escola
Raciocínio Geográfico
Resumen en portugués
O presente trabalho discute as relações entre a cartografia escolar e o desenvolvimento do raciocínio geográfico. Partimos da premissa que os estudantes desenvolvem raciocínios geográficos antes de entrarem na escola, sendo que o ensino de geografia pode contribuir na ampliação de tais raciocínios, tendo a cartografia escolar como importante linguagem mediadora dos processos de ensino-aprendizagem. Em nossa perspectiva, raciocínios geográficos mais complexos são aqueles que possibilitam aos estudantes o entendimento da localização, distribuição e correlação de fenômenos espaciais, a partir da apropriação de conceitos e linguagens geográficas e da articulação de variáveis em diferentes escalas espaço-temporais. Para avaliar esta relação entre cartografia escolar e raciocínios geográficos, foram elaboradas situações de aprendizagem para alunos do sexto ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual José Chediak, localizada na zona leste da cidade de São Paulo. A sequências foram desenvolvidas entre abril e outubro de 2019. Os resultados reforçaram a premissa de que os estudantes já desenvolvem raciocínios geográficos antes de entrarem na escola, uma vez que já construíam hipóteses e argumentos, a partir duas vivências, para entender os desafios e problemas propostos nas aulas. Com o desenvolvimento das situações de aprendizagem, mediadas pela linguagem cartográfica muitos estudantes conseguiram construir interpretações complexas da realidade, correlacionando mais de duas variáveis e utilizando conceitos geográficos. Além disso, foi possível verificar que raciocínio geográfico e a cartografia escolar mantem uma relação dialética e não dual. A apropriação da linguagem cartográfica contribui para o desenvolvimento de raciocínios geográficos mais complexos que, por sua vez, possibilitam novas apropriações e usos da linguagem cartográfica.
Título en inglés
Relationships between school cartography and geographical reasoning: case study in a school in the state of São Paulo
Palabras clave en inglés
Cartography
Geographic reasoning
School
Resumen en inglés
The present work discusses the contributions that school cartography has to the development of geographic reasoning. We start from the premise that students develop geographic reasoning before entering school, and the teaching of geography can contribute to the expansion of such reasoning, with school cartography as an important mediating language of the teaching-learning processes. In our perspective, more complex geographic reasonings are those that enable students to understand the location, distribution and correlation of spatial phenomena, based on the appropriation of geographical concepts and languages and the articulation of variables at different spatiotemporal scales. To assess this relationship between school cartography and geographic reasoning, learning situations were developed for students in the sixth year of elementary school at the José Chediak State School, located on the east side of the city of São Paulo. The sequences were developed between April and October 2019. The results reinforced the premise that students already develop geographic reasoning before entering school, since they already built hypotheses and arguments, starting from two experiences, to understand the challenges and problems proposed in classes. With the development of learning situations, mediated by the cartographic language, many students were able to build complex interpretations of reality, correlating more than two variables and using geographical concepts. In addition, it was possible to verify that geographic reasoning and school cartography maintain a dialectical and not a dual relationship. The appropriation of cartographic language contributes to the development of more complex geographical reasoning, which, in turn, enables new appropriations and uses of cartographic language.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-12-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.