• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2020.tde-03062021-120220
Documento
Autor
Nombre completo
Igor Rafael de Paula
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Castellar, Sonia Maria Vanzella (Presidente)
Duarte, Ronaldo Goulart
Matias, Lindon Fonseca
Queiroz Filho, Alfredo Pereira de
Título en portugués
Cartografia escolar e pensamento espacial na construção do raciocínio geográfico no Ensino Médio
Palabras clave en portugués
Cartografia Escolar
Cidade
Condição Social
Pensamento Espacial
Raciocínio Geográfico
Resumen en portugués
Um dos maiores desafios para a aprendizagem em Geografia consiste em alinhar os conteúdos próprios da ciência às disposições curriculares aos desafios que o mundo globalizado impõe as situações sociais que se dão nos lugares. Reunir esses elementos consiste realizar um caminho metodológico que dialogue com diferentes realidades, ao mesmo tempo em que articulam-se categorias, conceitos, princípios e teorias que ofereçam razões sobre fatos e fenômenos. Neste sentido, a presente pesquisa pretende apresentar como a Cartografia e o Pensamento Espacial podem ser articulados teórico-metodologicamente para estruturar percursos de aprendizagem para construção do Raciocínio Geográfico. Como objeto de investigação de situação geográfica, escolhemos a precarização de condições sociais, de modo que os estudantes, apenas usando conjuntos de mapas, pudessem identifica-los na cidade de Porto Ferreira, no estado de São Paulo. Entende-se as cidades como espaços produzidos em um movimento histórico contínuo, fragmentado e conflituoso, estratificado socialmente, um território que reproduz relações sociais de produção, ideologias, condições que podem ser representadas de formas distintas. Para que processos que dão forma e explicam a vida na cidade possam ser compreendidos é necessário levar em consideração o papel da informação geográfica. Abdicar do uso de representações pode acarretar em sem que haja formulação argumentativa sólida a partir de elementos observados e confrontados. Nesse sentido pensamos em aliar os pressupostos teóricos e metodológicos da Cartografia Escolar e do Pensamento Espacial para avaliar de que maneira 116 estudantes, de uma escola predominantemente voltada para atender famílias de baixa renda e jovens trabalhadores, podem se valer da informação e do conhecimento geográfico em mapas para superar obstáculos e chegar a raciocínios mais elaborados. Para isso, o texto desenvolverá a experiência de pesquisa em quatro pontos: (I) a concepção do espaço urbano de Porto Ferreira-SP e as relações no espaço escolar; (II) uma discussão teórica relacionando o desenvolvimento teórico da Cartografia Escolar brasileira e as contribuições do Pensamento Espacial para o desenvolvimento do raciocínio geográfico; (II) A articulação entre categorias, conceitos e a organização de um vocabulário da Educação Geográfica enquanto base para formular percursos de aprendizagem, com base em cinco campos de conhecimentos; e (IV) os resultados da experiência a partir desta proposição metodológica e possíveis futuras perspectivas.
Título en inglés
School cartography and spatial thinking constructing geographical reasoning in the high school
Palabras clave en inglés
City
Geographical Reasoning
School Cartography
Social Condition
Spatial Thinking
Resumen en inglés
One of the biggest challenges in learning Geography is to bring its content into line with the curricular dispositions and their guidelines about the challenges posed by the globalized world to local social situations. Combining these elements means to follow a methodological pathway consistent with the different realities, and which, at the same time, connects categories, concepts, principles, and theories that explain the causes of events and phenomena. This research intends to present how Cartography and Spatial Thinking can interact theoretically and methodologically to build learning pathways. As a geographical situation case study, we decided to investigate the social-spatial precariousness and social conditions in Porto Ferreira, a city in the State of São Paulo, Brazil. We understand cities as spaces produced in a continuous historical movement, fragmented, confrontational, and socially stratified; a territory reproduces social relations of production and ideology - aspects that can be represented differently in spatial representations. However, the theoretical understanding of the city from the point of view of dialectical and historical materialism - the epistemic foundation on which authors about philosophy for everyday life and philosophy of sociology base their work - demands deep experience in abstraction. In order to understand the processes that shape and explain the life in the city, it is necessary to take into account the role of geographic information. Giving up the use of representation may lead to aprioristic practices and researches, and statements previously made and later repeated by the students, without their own elaboration of sound arguments through observing and confronting elements. In this regard, we thought of associating the theoretical and methodological assumptions of School Cartography and Spatial Thinking to evaluate how 116 students, from a school serving mainly low income families and young workers, can benefit from the geographic knowledge and information on maps in order to overcome obstacles and promote more complex reasoning. To this end, this text will present the research experience in three sections: (I) the urban space production and school social context students (II) a theoretical discussion relating School Cartography theoretical development, the obstacles the research area still needs to overcome, and the Spatial Thinking contributions for the enhancement of geographic reasoning; (III) the association of categories, concepts and vocabulary organization; and (IV) the discussion about the experience based on this methodological proposition, its outcomes and perspectives.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-06-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.