• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-10092013-131204
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Guarnier Fagundes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Queiroz Filho, Alfredo Pereira de (Presidente)
Ferreira, Marcos César
Ross, Jurandyr Luciano Sanches
Título em português
Estudo comparativo da variação de escala na fragilidade ambiental e vulnerabilidade natural do solo na bacia hidrográfica do rio jundiaí
Palavras-chave em português
Estudo comparativo
Fragilidade ambiental
Geoprocessamento
Variação de escala
Vulnerabilidade natural à perda do solo
Resumo em português
Este trabalho apresenta um estudo comparativo sobre a variação de escala (1:50.000 e 1:250.000) nas metodologias desenvolvidas por ROSS (1994) e por CREPANI (2001), na geração de cartas de fragilidade ambiental e de vulnerabilidade natural à perda do solo. Cada metodologia apresenta uma forma particular de calcular os graus de fragilidade ambiental e vulnerabilidade à perda do solo, mas ambas se baseiam no princípio da ecodinâmica de Tricart, no qual os processos de pedogênese (formadores de solo) e morfogênese (modificadores das formas de relevo) são os principais atores na classificação do meio ambiente. Nesta classificação ocorre a compartimentação do meio ambiente em áreas homólogas, o que permite o agrupamento e a síntese das informações referentes ao meio físico, como também relativas às intervenções antrópicas dentro dessas áreas. Este processo é realizado dentro de um SIG (Sistema de Informação Geográfica). O efeito da variação de escala no modelo de fragilidade ambiental possui maior representatividade para o tema geomorfologia. Os demais temas não sofrem alteração significativa, na medida em que ficam subjulgados ao índice de dissecação do relevo, sendo esta variável a determinante do grau de fragilidade de cada área. Na metodologia de Crepani a vulnerabilidade à perda do solo é decorrente da média aritmética da ponderação dos temas, de modo que, independentemente da escala, as duas cartas de vulnerabilidade à perda do solo apresentam os valores extremos (muita baixa e muito forte) atenuados, e o valor mediano preponderante. Tendo em vista que em função do menor grau de detalhamento das curvas de nível e densidade de drenagem na escala 1:250.000, quando comparadas a 1:50.000, as formas de relevo, declividade e os tipos de solos a elas associados possuem valores reduzidos de ponderação quanto à estabilidade, sendo mais brandos na escala 1:250.000 e mais marcantes na escala 1:50.000. Deste modo, as classes de fragilidade ambiental forte e muito forte são mais expressivas na escala 1:50.000, enquanto as classes fraca e muito fraca aparecem com maior frequência na escala 1:250.000. O mesmo acontece no valor da média calculada para a determinação do grau de vulnerabilidade à perda do solo, de modo que as classes alta e muito alta são mais expressivas na escala 1:50.000, enquanto as classes baixa e muito baixa aparecem com maior frequência na escala 1:250.000.
Título em inglês
Comparative study of scale variation in environmental fragility and natural soil vulnerability in the Jundiaí River basin
Palavras-chave em inglês
Change scale
Comparative study
Environmental fragility
Geoprocessing
Natural vulnerability to soil loss
Resumo em inglês
This paper presents a comparative study on the variation of scale (1:50,000 and 1:250,000) on methodologies developed by Ross (1994) and CREPANI (2001), the generation of letters of environmental fragility and vulnerability to natural soil loss . Each methodology presents a particular form of calculating the degrees of environmental fragility and susceptibility to loss of the soil, but both are based on the principle of ecodynamics Tricart, which processes pedogenesis (forming ground) and morphogenesis (modifiers landforms ) are the main actors in the classification of the environment. This classification is the partitioning of the environment in homologous areas, allowing grouping and summary information relating to the physical environment, but also related to human interventions within these areas. This process is accomplished with a GIS (Geographic Information System). The effect of variation in the scale model of environmental fragility has greater representation to the theme geomorphology. The other themes will not change significantly since become subdued by dissection index relief, and this variable determining the degree of fragility of each area. In methodology Crepani vulnerability to soil loss is due to the arithmetic average of the weighting of topics, so that, regardless of the scale, two letters of vulnerability to loss of soil present extreme values (very low and very strong) attenuated and median predominant. Considering that due to the lesser degree of detail the contours and drainage density at 1:250,000 scale, compared to 1:50,000, the landforms, slope and soil types associated with them have reduced values of weighting for stability, being more lenient on the scale 1:250,000 and 1:50,000 most striking. Thus, the classes of environmental fragility strong and very strong are more significant on the scale of 1:50,000, while the low and very low classes appear more frequently in the scale 1:250,000. The same happens on the average value calculated to determine the degree of vulnerability to loss of the soil, so that the high and very high classes are more significant 1:50,000, while classes low and very low appear most frequently in 1:250,000 scale.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-09-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.