• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2019.tde-21022019-114439
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Andia Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Keinert, Maurício Cardoso (Presidente)
Marques, Ubirajara Rancan de Azevedo
Nadai, Bruno
Terra, Ricardo Ribeiro
Trevisan, Diego Kosbiau
Título em português
Kant e a história a priori da filosofia: os artifícios da reflexão e a ideia do tribunal na Crítica da razão pura
Palavras-chave em português
Filosofia
História da filosofia
Legislação
Reflexão
Tribunal
Resumo em português
Esta tese tem como objetivo mostrar que a metodologia empregada pela Crítica da razão pura também é um método de natureza transcendental que torna a história da filosofia relevante para a reflexão do passado. Porque, partindo-se do princípio a priori da razão que justifica a sua natureza arquitetônica, quando atrelada a ideia de uma legislação que tem por fundamento uma metafísica, a história da filosofia, concebida do ponto de vista kantiano, pode ser pensada como uma história filosofante da razão. Nossa justificativa para a comprovação dessa hipótese estará pautada na ideia do tribunal da razão como um método para reflexão de uma metafísica que julga o seu passado em função agora da filosofia transcendental. Pois, nessas circunstâncias, se detivermos nossa atenção para o lugar que ocupa o conceito de reflexão transcendental diante do pressuposto que associa o método crítico com a sua atividade legislativa alcançada, veremos que a natureza do sistema arquitetônico da razão justifica essa atividade da reflexão que faz também da história da filosofia um sistema da razão.
Título em inglês
Kant and the history a priori of philosophy: the artifices of reflection and the idea of the court in the Critique of pure reason
Palavras-chave em inglês
History of philosophy
Legislation
Philosophy
Reflection
Tribunal
Resumo em inglês
This thesis aims to demonstrate that the methodology used by the Critique of Pure Reason is also a method of transcendental nature that makes the history of philosophy relevant to the reflection of the past. Because, starting from the a priori principle of the reason that justifies its architectural nature, when tied to the idea of a legislation that is founded on a metaphysics, the history of philosophy conceived from the Kantian point of view, can be thought as a history philosopher of reason. Our justification for proving this hypothesis will be based on the idea of the tribunal of reason as a method for reflection on a metaphysics that judges its past in function now of transcendental philosophy. For in these circumstances, if we focus our attention on the place of the concept of transcendental reflection in the face of the presupposition that associates the critical method with its legislative activity, we will see that the nature of the architectural system of reason justifies this activity of reflection also from the history of philosophy a system of reason.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-02-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.