• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.8.2020.tde-20042021-210713
Documento
Autor
Nome completo
João Lucas Pimenta da Silva Pinto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Moura, Alex de Campos (Presidente)
Braida, Celso Reni
Ferraz, Marcus Sacrini Ayres
Teixeira Filho, Dario Alves
Título em português
Intencionalidade e existência: o paradoxo das representações sem objeto em Twardowski e Husserl
Palavras-chave em português
Existência
Filosofia da mente
Husserl
Intencionalidade
Twardowski
Resumo em português
A dissertação tem o objetivo de reconstruir a controvérsia entre Kazimierz Twardowski e Edmund Husserl a respeito do chamado paradoxo das representações sem objeto: a conjunção das teses incompatíveis toda representação representa um objeto (oriunda da psicologia descritiva de Franz Brentano) e nem toda representação tem um objeto correspondente (oriunda da teoria da ciência de Bernard Bolzano). Se Husserl, em seu manuscrito de 1894 "Objetos intencionais", é quem se propõe expressamente a resolver o conflito entre as duas teses, uma tentativa de solucionar o mesmo problema pode ser depreendida do ensaio de Twardowski Sobre a doutrina do conteúdo e do objeto das representações, publicado meses antes. Argumentaremos, em primeiro lugar, que uma versão prévia do paradoxo pode ser identificada no problema dos juízos negativos verdadeiros que surge na obra de Brentano, e que o exame deste problema pode ajudar a iluminar o que está em jogo na controvérsia entre Twardowski e Husserl. Em seguida, mostraremos que Twardowski, motivado a evitar o impasse brentaniano, desenvolve uma concepção radicalmente abstrata de objeto que lhe permite rejeitar a tese de Bolzano e sustentar que mesmo as representações de objetos inexistentes têm, afinal, objetos correspondentes. Por fim, apresentaremos a crítica de Husserl à solução twardowskiana e sua solução alternativa, a qual reabilita a tese bolzaniana e reformula a tese brentaniana com apelo à ideia de que podemos nos referir a objetos inexistentes somente pelo uso de um discurso que opere sob a hipótese de que tais objetos existem.
Título em inglês
Intentionality and existence: the paradox of objectless presentations in Twardowski and Husserl
Palavras-chave em inglês
Existence
Husserl
Intentionality
Philosophy of mind
Twardowski
Resumo em inglês
The dissertation aims to reconstruct the controversy between Kazimierz Twardowski and Edmund Husserl regarding the so-called paradox of objectless presentations: the conjunction of the incompatible theses every presentation presents an object (from Franz Brentano's descriptive psychology) and not every presentation has a corresponding object (from Bernard Bolzano's theory of science). If Husserl, in his 1894 manuscript "Intentional objects", is the one who expressly proposes to resolve the conflict between the two theses, an attempt to solve the same problem can be inferred from Twardowski's essay On the doctrine of the content and object of presentations, published months before. We will argue, first, that a previous version of the paradox can be identified in the problem of true negative judgments that arises in Brentano's work, and that examining this problem can help to illuminate what is at stake in the controversy between Twardowski and Husserl. Then, we will show that Twardowski, motivated to avoid the Brentanian impasse, develops a radically abstract conception of object which allows him to reject Bolzano's thesis and to maintain that even presentations of nonexistent objects, after all, have corresponding objects. Finally, we will present Husserl's criticism of the Twardowskian solution and his alternative solution, which rehabilitates the Bolzanian thesis and reformulates the Brentanian thesis with an appeal to the idea that we can refer to nonexistent objects only by using a discourse which operates under the hypothesis that such objects exist.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-04-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.