• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.8.2013.tde-11062013-120025
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Borges Leal da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Renato Janine (Presidente)
Cardoso, Sergio
Cortella, Mário Sérgio
Título em português
O rompimento do conceito de bom governo em O Príncipe de Maquiavel e a ética que pivilegia a consequência dos atos práticados
Palavras-chave em português
Ação criativa
Ética
Maquiavel
Política
Responsabilidade
Resumo em português
A hipótese levantada no presente trabalho é a de que Maquiavel propõe uma ação política criativa em O príncipe que não se insere no contexto da ética cristã, considerada própria da política em seu tempo. Na realidade, essa ação política está dentro de uma ética que se preocupa com os efeitos e as consequências do ato praticado. Maquiavel percebe a situação de insegurança do príncipe, na qual ele não tem regras fixas para agir e não está limitado pela ética convencional. Por não ter um modelo a seguir, a ação do príncipe será criativa. Isso não quer dizer, porém, que tudo é permitido, como na frase de Dostoievski (se Deus não existe, tudo é permitido), nem que os fins justifiquem os meios, como na frase erroneamente atribuída ao nosso autor; ao agir, o príncipe tem responsabilidade pelo resultado de seus atos, por suas consequências. Maquiavel assusta quando mostra que nem sempre se segue a moral convencional para produzir um bom resultado. De certa forma, é uma ética que também pode valer hoje para os cidadãos comuns.
Título em inglês
The disruption of the concept of good governance in Machiavelli's The Prince and the ethics that emphasizes the consequence of the committed acts
Palavras-chave em inglês
Creative action
Ethics
Machiavelli
Politics
Responsibility
Resumo em inglês
The hypothesis in this paper is that Machiavelli proposes a creative political action in The Prince that is not within the context of Christian ethics, considered trait of politics in his own time. Actually, this political action is within an ethics that concerns with the effects and consequences of the act. Machiavelli realizes the insecurity of the prince, in which he has no fixed rules to act and is not limited by conventional ethics. Not having a role model, the action of the prince will be creative. This does not mean, however, that everything is permitted, as in the phrase of Dostoevsky "If God does not exist, everything is permitted"), or that the ends justify the means, as in the phrase erroneously attributed to our author; acting, the prince has responsibility for the outcome of his actions by their consequences. Machiavelli scares when he shows that the conventional moral does not always makes a good result. In a way, it is an ethic that can also avail today for ordinary citizens.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-06-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.