• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-01072013-090413
Documento
Autor
Nome completo
Eduardo Nasser
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Marton, Scarlett Zerbetto (Presidente)
Bonaccini, Juan Adolfo
Frezzatti Junior, Wilson Antonio
Itaparica, André Luís Mota
Silva, Franklin Leopoldo e
Título em português
Epistemologia e ontologia em Nietzsche à luz do problema do tempo
Palavras-chave em português
Epistemologia
Ontologia
Realismo
Tempo
Vir-a-ser
Resumo em português
Procurar-se-á evidenciar no presente trabalho o caminho que leva Nietzsche à sua ontologia do vir-a-ser. Será trazida a lume a hipótese de que é através de uma crise epistemológica provocada pelo problema do tempo que surge a ontologia nietzschiana. Por volta de 1873, Nietzsche depara-se, devido a controvérsias em torno do problema do tempo, com insolúveis contradições que se abatem sobre o idealismo, que até então contava com a sua aceitação. Desse episódio se seguem sérias e definitivas transformações estruturais da sua filosofia. Convencido de que a realidade do tempo não pode ser refutada, o filósofo envereda não só para um realismo, mas para um realismo que tem no tempo a sua única propriedade, o que implica tanto a adoção de um novo referencial epistemológico o sensualismo quanto a irrupção de um novo terreno de preocupações a ontologia ou, mais propriamente, uma ontologia do vir-a-ser. Em suma, o envolvimento de Nietzsche com uma discussão localizada sobre o tempo provoca efeitos globais, o que justifica a proposta deste estudo de que o itinerário epistemológico e ontológico da filosofia nietzschiana só pode ser corretamente compreendido à luz do problema do tempo.
Título em inglês
Epistemology and ontology in Nietzsche in light of the problem of time
Palavras-chave em inglês
Becoming
Epistemology
Ontology
Realism
Time
Resumo em inglês
This work will seek to evidence the path that takes Nietzsche to his ontology of becoming. It will be brought to light the hypothesis that it is through an epistemological crisis caused by the problem of time that the nietzschean ontology arises. Around 1873 and due to controversies related to the problem of time, Nietzsche comes across insoluble contradictions that bear on idealism, which until that point he accepted. From this episode, serious and definite structural transformations on his philosophy happen to follow. Convinced that the reality of time cannot be denied, Nietzsche turns not only to a realism, but to a realism that has in time its only property, which implies both the adoption of a new epistemological reference sensualism and the irruption of a new ground of concerns the ontology or, more properly, an ontology of becoming. In short, Nietzsches involvement with a localized discussion on time causes global effects, which justifies the proposal of this work, in which the epistemological and ontological itinerary of nietzschean philosophy can only be correctly understood in light of the problem of time.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.