• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-19022020-174708
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Correia do Amaral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Arruda, Maria Arminda do Nascimento (Presidente)
Barros, Sergio Miceli Pessoa de
Durand, José Carlos Garcia
Ridenti, Marcelo Siqueira
Título em português
Sob o jugo da musa: profissionalização e distinção entre os produtores e gestores culturais no Brasil
Palavras-chave em português
ACM
Cultura
Distinção
Gestores culturais
Gosto
Produtores culturais
Resumo em português
Nas últimas duas décadas o Brasil registrou uma expansão inédita nos cursos voltados à formação de produtores e gestores culturais, bem como o surgimento de um debate sistemático acerca desses agentes. Universidades, órgãos da burocracia cultural e institutos privados se enveredaram em conceituações sobre esse grupo, cuja polissemia a seu respeito se replica em diversos países. Ao mesmo tempo em que cooperam entre si, essas instituições também disputam a normatização deste agente, tendo em vista a conquista de proeminência sobre as políticas públicas para o setor. Com isso, fica obscurecida a compreensão sobre o que são os produtores e gestores culturais enquanto grupo social, quais são as condições para o seu ingresso no mercado de bens culturais, e como esses se associam e distinguem entre si. Esta tese busca traçar um perfil dos produtores e gestores culturais do Brasil a partir da observação das relações estabelecidas entre os meios de ingresso na área, as opiniões dos agentes sobre o exercício da atividade, as suas práticas culturais, as suas preferências quanto ao papel do Estado e seus históricos educacionais, pessoais e familiares. Para isso, a pesquisa realizou um survey que contou com 540 participações e realizou uma Análise de Correspondência Múltipla a partir dos dados reunidos. Iluminando um elemento distintivo ignorado pelas discussões correntes, os resultados revelam que as posições ocupadas pelos agentes dentro do espaço social da produção e gestão cultural variam em razão das suas práticas culturais. Quanto mais intensamente dedicados ao consumo de práticas legitimadas, maior é a correlação com a ocupação de posições de melhor remuneração, em cargos de direção/ propriedade, e melhor desempenho na mobilização de recursos públicos para os projetos culturais nos quais atuam, mesmo nos casos em que o participante não possui cursos de especialização. Com isso, a análise sociológica deste grupo social revela uma dinâmica de agregação e repulsão menos orientada pela ética do produtor/ gestor cultural proposta pelos grupos envolvidos no seu debate, e mais afeita às distinções pelo gosto, observáveis em outros contextos. A tese conclui que o debate sobre a formação profissional desses agentes subestima o papel desempenhado por outras dimensões da vida social, como as distinções operadas a partir do gosto, que terminam por excluir os aspirantes de menor capital cultural e social deste mercado.
Título em inglês
Under the Muse's yoke - professionalism and distinction among cultural producers and managers in Brazil
Palavras-chave em inglês
Cultural managers
Cultural producers
Culture
Distinction
MCA
Taste
Resumo em inglês
In the last two decades, Brazil has seen an expansion in courses aimed at the training of producers and cultural managers, a professional group historically undefined in many countries. The discussions about the best skilling of this social agent involve university institutions, cultural bureaucracy, and private institutes, which, simultaneously, cooperate among themselves and dispute through terminologies the symbolic domination over the classification of this agent. Differences between the social meaning of this professional group, conditions for their entry into the cultural goods market, and what are the aspects relevant to their qualification for the job remains fuzzy. Through a relational approach, this thesis sought to draw a profile of Brazilian cultural producers and managers observing the relations established between these agents and the cultural practices legitimated by the Brazilian State. For this, we conducted an online survey guided by the question 'what culture consumes the one that produces it?' and performed a Multiple Correspondence Analysis from the 540 participations received. The results reveal the existence of three clusters of producers and cultural managers distinguished by the intensity of their consumption of cultural goods. The group with the most frequent cultural consumption holds social properties that favor this habit, occupy leading positions, and best-paid jobs. As the frequency of this consumption decreases in the other two groups, the social properties become equally scarce. Based in these empirical findings, the thesis concludes that the debate about the professionalization of these agents underestimates the role played by different dimensions of social life, such as distinctions operated by the taste, that end up excluding the aspirants with smaller cultural and social capitals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.