• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2012.tde-11122012-095214
Documento
Autor
Nome completo
Mirian Santos Ribeiro de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Menezes, Paulo Roberto Arruda de (Presidente)
Augusto, Maria Helena Oliva
Povoa Neto, Helion
Segrillo, Angelo de Oliveira
Usarski, Frank
Título em português
A nação e seus emigrantes: análise do discurso nacionalista hindu contemporâneo sobre a "comunidade hindu ultramarina"
Palavras-chave em português
Emigração
Identidades culturais
Índia
Nacionalismo
Transnacionalismo
Resumo em português
Diferentes organizações sociais no interior dos Estados-nação modernos, confrontadas com o aprofundamento e a diversificação dos processos de globalização contemporâneos, buscaram redefinir seus papéis, modos de atuação e percepções sobre a pertença à nação. Esta tese investiga processos de construção identitária ligados a migrações internacionais e, mais especificamente, a relações transnacionais entre organizações nacionalistas e emigrantes. Apresenta-se como objetivo a análise do discurso nacionalista hindu contemporâneo sobre a emigração, elaborado a partir da sociedade de origem, a Índia, concentrando-se no modo como processos nacionais influenciam a construção de identidades transnacionais. Para tanto, examina-se o processo de (re)construção da identidade hindu como uma identidade transnacional, por uma organização nacionalista específica: o Rashtriya Swayamsevak Sangh (Organização Nacional de Voluntários, RSS), atuante na Índia e em sociedades com quantidades significativas de migrantes indianos. Concentrou-se na análise do discurso oficial da Organização Nacional de Voluntários, ou seja, no exame de livros e panfletos publicados pelo grupo nacionalista hindu em questão. A pesquisa documental foi realizada durante o período de trabalho de campo na Índia (entre dezembro de 2010 e maio de 2011), principalmente em arquivos mantidos pela Organização, em Nova Déli. Os documentos nacionalistas hindus selecionados para análise podem ser divididos em duas categorias: narrativas sobre a nação hindu que tratam parcialmente do tema da emigração e discursos sobre a emigração propriamente dita. Em ambas as categorias de textos, verifica-se a ocorrência de: (i) reelaboração de percepções sobre a emigração (de modo mais específico, a construção de imagens positivas da emigração e dos emigrantes); ii) (re)construção de vínculos simbólicos com os emigrantes (ou seja, a reformulação da noção de pertença à comunidade nacional, com vistas à incorporação do emigrante nas narrativas sobre a nação). O exame dos processos de construção identitária empreendidos pela organização nacionalista em questão revela-se crucial para a análise da própria criação de canais institucionais que pretendem efetivar os vínculos simbólicos entre sociedade de emigração e emigrantes, uma vez que a formação de filiais ultramarinas, pela Organização Nacional de Voluntários, foi legitimada e estimulada pelo discurso nacionalista hindu sobre a emigração. Ademais, a análise realizada evidencia que a (re)construção de vínculos transnacionais entre a pátria e seus emigrantes, por organizações não estatais na sociedade de origem, promove a transnacionalização dos próprios ideários nacionalistas formulado por tais organizações. A representação da identidade hindu como uma identidade transnacional, a vincular indianos residentes na Índia ou no exterior a uma unidade sociocultural ampliada, o Grande Hindustão, implica, nesse sentido: i) a afirmação da predominância da noção de pertença à pátria hindu sobre outras identificações possíveis, entre os emigrantes; ii) a tentativa de reterritorialização das relações transnacionais entre as partes, isto é, a caracterização da sociedade indiana como o centro de redes transnacionais construídas ao longo de processos de emigração.
Título em inglês
The nation and its emigrants: analysis of the contemporary Hindu nationalist discourse on the "Hindu ultramarine community"
Palavras-chave em inglês
Cultural identities
Emigration
India
Nationalism
Transnationalism
Resumo em inglês
Distinct social organizations within modern nation-states seek to redefine their roles, strategies and perceptions of nationhood as contemporary globalization processes deepen. This thesis examines the construction of cultural identities in contexts significantly affected by international migrations. More precisely, we investigate transnational relations between nationalist organizations and emigrants. Since our objective is analyzing contemporary Hindu nationalist discourse on emigration, which is elaborated within the sending-society, India, we focus on the influence of national processes over the construction of transnational identities. In this connection, we examine the process of (re)construction of Hindu identity as a transnational identity by a particular nationalist organization: Rashtriya Swayamsevak Sangh (National Volunteer Organization, RSS), active in India and in receiving-societies with significant amounts of Indian migrants. We concentrate on the analysis of the official discourse of National Volunteers Organization, that is, on the exam of books and pamphlets published by such Hindu nationalist organization. Documentary research was done in India, from December, 2010 to May, 2011. Hindu nationalist documents selected for analysis can be divided in two categories: narratives on Hindu nation only partially related to emigration matters, and discourses on emigration properly speaking. Both categories highlight: (i) the reinterpretation of perceptions of emigration (more precisely, the construction of positive images of emigrants and emigration); ii) the (re)construction of symbolic linkages with emigrants (i.e. the reformulation of the idea of national belongingness, in order to include the emigrant in national narratives). The investigation of processes of identity construction, undertaken by the RSS, is crucial to the analysis of the very creation of institutional channels that intend to realize the symbolic linkages between sending-society and emigrants, once the foundation of Hindu nationalist overseas branches was legitimated and encouraged by the organizations discourse on emigration. Moreover, the analysis presented in this thesis reveals that the (re)construction of linkages with emigrants, from the homeland, furthers the transnationalization of nationalist ideologies. Thus, the representation of Hindu identity as a transnational identity, linking resident and non-resident Indians to a broad sociocultural entity, the Great Hindusthan, implies: i) the assertion of prevalence of the belongingness to the Hindu nation over alternative identifications constructed by the emigrants; ii) the attempt of reterritorialization of transnational relations between the parts, that is, the intention of depicting Indian society as the core of transnational networks formed during emigration processes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-12-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.