• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.8.2020.tde-05112020-200447
Documento
Autor
Nome completo
Carla de Paiva Bezerra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Lavalle, Adrian Gurza (Presidente)
Amaral, Oswaldo Martins Estanislau do
Arretche, Marta Teresa da Silva
Tatagiba, Luciana Ferreira
Título em português
Ideologia e governabilidade: as políticas participativas nos governos do PT
Palavras-chave em português
Governabilidade
Ideologia
Instituições Participativas
Partidos Políticos
Políticas Públicas
Sociedade Civil
Resumo em português
O Brasil tem sido um lugar fértil para inovações democráticas bem-sucedidas desde sua redemocratização nos anos 80. Os exemplos vão desde o Orçamento Participativo local até formas mais complexas de Sistemas Participativos em diferentes níveis de governo. O Partido dos Trabalhadores (PT), como principal partido de esquerda do país, teve um papel de destaque nesse processo de difusão. Mas por quê? Argumento que a promoção de instituições participativas pelo PT é uma combinação de interesses ideológicos e pragmáticos. Ideologicamente, o PT forja sua identidade política na constituição mútua com movimentos sociais de base e um forte compromisso com políticas redistributivas. Do lado pragmático, a multiplicação dos canais de interação Estado-Sociedade permite a construção de uma coalizão social para apoiar o governo e sua agenda política, em um complexo arranjo de governabilidade. Meu argumento é baseado em uma análise process tracing, com análise documental e mais de 40 horas de entrevistas, na qual comparo dois níveis governamentais diferentes: o estado do Rio Grande do Sul e o governo federal.
Título em inglês
Ideology and Governance: participatory policies in the Brazilian Workers' Party governments
Palavras-chave em inglês
Civil Society
Governability
Ideology
Participatory Governance
Political Parties
Public Policy
Resumo em inglês
Brazil has been a fertile place for successful democratic innovations since its re-democratization in the 1980s, ranging from local Participatory Budgeting up to more complex forms of Participatory Systems at different government levels. The left leaning Workers' Party (PT) has had a prominent role in such diffusion process. But why? I argue that the promotion of participatory institutions by PT is a combination of ideological and pragmatic interests. Ideologically, PT forges its political identity in mutual constitution with grassroots social movements and a strong commitment with redistributive policies. On the pragmatic side, the multiplication of State-Society interaction channels enables the building of a social coalition to support the government and its political agenda, in a complex governance arrangement. My argument is based on in-depth process tracing, which compares two different government levels: the State of Rio Grande do Sul and the Brazilian Federal Government, between 1999 and 2014.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-11-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.