• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Brenda Gomes Fanchiotti
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Carlos, 2019
Director
Tribunal
Cavalheiro, Carla Cristina Schmitt (Presidente)
Tiera, Márcio José
Neumann, Miguel Guillermo
Oliveira, Kleber Thiago de
Título en portugués
Estudo da estabilidade da curcumina em quitosanas comercial e anfifílica
Palabras clave en portugués
curcumina
fotofísica
quitosana
Resumen en portugués

O presente trabalho apresenta a síntese e a caracterização de um derivado de quitosana anfifílica preparado a partir da reação de despolimerização parcial da quitosana comercial, bem como a influência de ambos os polímeros (quitosana anfifílica e quitosana comercial) sobre as propriedades espectroscópicas da curcumina (CUR). Na etapa inicial, a quitosana comercial foi caracterizada e despolimerizada. Em seguida, foram realizadas reações de substituições para a inserção de grupos hidrofílicos (cloreto de 2-cloro-N,N-dietiletilamina - DEAE) e grupos hidrofóbicos (dodecil - DD) no polímero. O grau médio de substituição por grupos DEAE e DD foram determinados por Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear de Hidrogênio (RMN de 1H). A Concentração de Agregação Crítica (CAC) da quitosana anfifílica foi determinada (0,011 g L-1) utilizando pireno como sonda fluorescente. As propriedades fotofísicas da CUR na presença das quitosanas comercial e anfifílica foram estudadas por meio de técnicas de Espectroscopia de UV-Visível e de Fluorescência. Os espectros de absorção da desse corante na presença da quitosana modificada, em concentrações acima da CAC, apresentaram deslocamento para o azul, formação da banda em 360 nm e redução da absorbância em 420-425 nm, indicando que a quitosana modificada estabilizou as moléculas da CUR na forma ceto. Nos espectros de fluorescência também foi observado deslocamento para o azul, em contrapartida, a intensidade de emissão aumentou com o aumento da concentração do polímero modificado. Resultados similares foram obtidos para CUR em diferentes solventes, onde foi observado maior intensidade de emissão e deslocamento da banda para menores comprimentos de onda com a diminuição da polaridade do solvente. O equilíbrio tautomérico da CUR é deslocado para a forma ceto em solventes apolares. O valor de rendimento quântico obtido foi maior para o cromóforo em quitosana modificada (QM= 0,05 g/L, acima da CAC) do que nos outros ambientes poliméricos estudados. A porcentagem de degradação da CUR em QM 0,05 g L-1 foi menor em comparação a degradação nos outros meios. Essa concentração de QM está associada à sua forma agregada, onde estão presentes ambientes hidrofóbicos. A presença dos grupamentos DD na QM promove a formação de ambientes apolares que podem envolver as moléculas do corante, proporcionando maior estabilidade.

Título en inglés
Study of curcumin stability in commercial and amphiphilic chitosans
Palabras clave en inglés
chitosan
curcumina
photophysics
Resumen en inglés

This work presents the synthesis and characterization of an amphiphilic chitosan derivative prepared from deacetylation of commercial chitosan, as well as both polymers influence (amphiphilic and commercial chitosan) regarding the spectroscopic properties of curcumin. Firstly, the commercial chitosan was characterized and depolymerized. Then, the substitution reactions were carried out to insert hydrophilic groups (DEAE) and hydrophobic groups (dodecyl), being the average degree of substitution by DEAE and dodecyl groups determined by Hydrogen Nuclear Magnetic Resonance Spectroscopy
(1H NMR). The Critical Aggregation Concentration (CAC) of amphiphilic chitosan was determined (0,011 g L-1) using pyrene as a fluorescent probe. The photophysical properties of curcumin in the presence of commercial and amphiphilic chitosan were studied by UV-visible Spectroscopy and Fluorescence techniques. The absorption spectra of curcumin in the presence of amphiphilic chitosan, at concentrations above CAC presented a blue shifted, band formation at 360 nm and absorbance reduction at
420-425 nm, indicating that modified chitosan stabilized curcumin molecules in the keto form. The fluorescence spectra also presented a blue shifted, however, the emission intensity was raised with an increasing of modified polymer concentration. Similar results were obtained to curcumin in different solvents, it was observed the increasing of emission intensity and a band shift to smaller wavelengths due to a decreased of solvent polarity. The tautomeric equilibrium of curcumin is shifted to keto form in non-polar solvents. The fluorescence quantum yield obtained for curcumin in modified chitosan presence (QM= 0,05 g/L, above CAC) was higher than other studied polymer environments. The degradation percentage of curcumin in QM 0,05 g L-1 was smaller in comparison to degradation in other environments. This QM concentration is associated to their aggregated form, wherein presents hydrophobic environments for curcumin. DD groups in the QM promote the hydrophobic environments formation and it can involve the dye molecules, promoting more stability.

 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-06-06
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.