• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.74.2020.tde-19072021-151539
Documento
Autor
Nome completo
Wanley Eduardo Lopes Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2020
Orientador
Banca examinadora
Fiorelli, Juliano (Presidente)
Campos, Cristiane Inácio de
Soriano, Julio
Título em português
Estudo da durabilidade de painéis OSB de madeira Balsa residual com revestimento químico e natural
Palavras-chave em português
Cera de abelha
Madeira residual
Painel de partículas orientadas
Resina orgânica
Revestimento
Resumo em português
O OSB pode ser definido como um painel de partículas de madeira orientada, finas e longas (strands), consolidadas pelo uso de resinas, calor e pressão, madeiras com baixa qualidade e até mesmo resíduos não aproveitáveis, sendo a madeira Balsa (Ochroma Pyramidale) um desses resíduos. Este trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho físico e mecânico antes e após ensaio de envelhecimento natural e acelerado de painéis de partículas orientadas (OSB - Oriented Strand Board) com resíduo de madeira Balsa, proveniente de reflorestamento, aglomerado com resinas poliuretana à base de óleo de mamona (PU-Mamona), fenol-formaldeído (FF) e ureia-formaldeído (UF) e revestimento natural à base de cera de abelha e químico com resina PU-Mamona. Inicialmente foram determinadas as propriedades físicas, químicas e as características microestruturais das partículas de madeira Balsa com o intuito de analisar o seu potencial como matéria-prima para a confecção dos painéis OSB. Em seguida, os painéis OSB foram produzidos com a madeira Balsa residual, em escala laboratorial, com média densidade (650 kg/m³), teores adesivos (13%, 15% e 18%) em massa de partículas e caracterizados por meio da determinação das propriedades físicas e mecânicas. Os painéis 13% de resina PU-Mamona apresentaram o melhor desempenho físico-mecânico, sendo classificados como painéis OSB tipo 1 pela EN 300:2002. Os resultados obtidos foram comparados com as recomendações normativas a fim de selecionar a formulação que atendesse os requisitos exigidos. Para analisar a durabilidade, os painéis foram revestidos com cera de abelha e resina PU-Mamona e submetidos a ensaios de envelhecimento natural e acelerado. Os resultados obtidos mostraram que após os ensaios de envelhecimento natural e acelerado os painéis OSB de madeira Balsa residual revestidos com cera de abelha e com resina PU-Mamona apresentaram menor redução das propriedades mecânicas e alterações nas propriedades colorimétricas comparado aos não tratados, o que indica perda de massa, degradação da resina e descolamento das partículas. Portanto, esse trabalho permite concluir que painéis OSB de madeira Balsa residual com densidade 650 kg/m³ e 13% de resina PU-Mamona apresentaram a melhor formulação para as normas EN 300:2002 e devem ser aplicados em ambientes secos, distantes de fontes de umidade e radiação. Os 2 tipos de revestimentos (Cera de abelha e PU-Mamona) apresentaram desempenho similar em relação ao potencial de revestimento do material, sendo a cera de abelha uma opção natural para uso como impermeabilizante.
Título em inglês
Durability study of residual balsa wood OSB panels with chemical and natural coatings
Palavras-chave em inglês
Beeswax
Coating
Organic resin
Particleboards
Residual wood
Resumo em inglês
The OSB can be defined as a panel of wood-oriented, thin and long particles (strands), consolidated by the use of resins, heat and pressure, low quality woods and even non-usable waste, with Balsa wood (Ochroma Pyramidale) a of these waste. This work aimed to evaluate the physical and mechanical performance before and after natural and accelerated aging testing of oriented particle panels (OSB) with Balsa wood residue, from reforestation, agglomerate with polymerous resins based on castor oil (PU-Castor, phenol-formaldehyde (FF) and urea-formaldehyde (UF) and natural coating based on beeswax and chemical with PU-Castor resin. Initially, the physical, chemical and microstructural characteristics of Balsa wood particles were determined in order to analyze their potential as raw material for the manufacture of OSB panels. Then, OSB panels were produced with residual balsa wood, on a laboratory scale, with medium density (650 kg/m³), adhesive contents (13%, 15% and 18%) characterized by determining the physical and mechanical properties. Panels with density 650 kg/m³ and 13% PU-Castor resin presented the best physical-mechanical performance, being classified as OSB type 1 panels by EN 300:2002. The results obtained were compared with the normative recommendations in order to select the formulation that met the required requirements. To analyze the durability these panels were coated with beeswax and PU-Castor resin and submitted to natural and accelerated aging tests. The results obtained showed that after natural aging and accelerated the residual Balsa wood OSB panels coated with beeswax and PU-Castor resin showed a reduction in mechanical properties and changes in colorimetric properties, which indicates mass loss, resin degradation and particle detachment. Therefore, this work allows us to conclude that RESIDUAL Balsa wood OSB panels with density 650 kg/m³ and 13% PU-Castor resin presented the best formulation for EN 300:2002 standards and should be applied in dry environments, distant from sources of moisture and radiation. The 2 types of coatings (Beeswax and PU-Mamona) presented similar performance in relation to the coating potential of the material, and beeswax is a natural option for use as waterproofing.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME4211191COR.pdf (2.96 Mbytes)
Data de Publicação
2021-09-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.