• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.74.2013.tde-24042013-153323
Documento
Autor
Nome completo
Amoracyr José Costa Nuñez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2013
Orientador
Banca examinadora
Nogueira Filho, José Carlos Machado (Presidente)
Gomes, Rodrigo da Costa
Leme, Paulo Roberto
Rodrigues, Paulo Henrique Mazza
Silva, Saulo da Luz e
Título em português
Uso combinado de ionóforo e virginiamicina sobre o metabolismo, a digestibilidade e o comportamento ingestivo de novilhos Nelore confinados com dietas de alto concentrado
Palavras-chave em português
Antibiótico
Confinamento
Gado de corte
Nutrição
Salinomicina
Resumo em português
Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar os efeitos do uso combinado de salinomicina e virginiamicina sobre o metabolismo ruminal, a digestibilidade, o comportamento ingestivo e as características sanguíneas de novilhos Nelore alimentados com dietas de alto concentrado. No experimento I, oito novilhos Nelore com 322 ± 26 kg de peso vivo (PV) inicial foram alocados no delineamento em quadrado latino 4 x 4 replicado, com quatro tratamentos em quatro períodos de 16 dias. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 2 x 2, com dois níveis de salinomicina (0 e 13 ppm) e dois níveis de virginiamicina (0 e 15 ppm) na matéria seca (MS) das dietas, que continham 80% de concentrado na MS. No experimento II, oito novilhos Nelore com 434 ± 35 kg de PV inicial foram alocados no mesmo delineamento, mas com períodos de 21 dias. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 2 x 2, com dois níveis de concentrado (70 e 90%) e dois níveis de virginiamicina (0 e 15 ppm) na MS das dietas. A salinomicina foi incluída em todas as dietas (13 ppm). Em ambos os experimentos, foram avaliados o consumo individual, a degradabilidade ruminal in situ, a digestibilidade aparente, a fermentação ruminal, o comportamento ingestivo, a população de protozoários ciliados ruminais e as características sanguíneas. As análises estatísticas foram realizadas pelo procedimento MIXED do SAS. No experimento I, houve efeito de nível de salinomicina e virginiamicina sobre as degradabilidades efetiva (DE) e potencial (DP) da fibra insolúvel em detergente neutro (FDN), sendo que os menores valores (P ≤ 0,05) foram observados para os animais tratados com os aditivos. A digestibilidade da proteína bruta (PB) foi maior (P = 0,01) para os novilhos que receberam salinomicina. Animais tratados com virginiamicina apresentaram maior (P = 0,01) concentração ruminal de propionato e menores (P ≤ 0,05) concentrações de acetato, butirato e lactato. Esses animais também apresentaram maior (P ≤ 0,03) tempo total de ruminação (TTR) e mastigação (TTM) e maior (P = 0,05) concentração de lactato no sangue. No experimento II, o aumento no teor de concentrado das dietas promoveu aumento (P = 0,01) no consumo de MS e nas digestibilidades aparentes da MS e PB, bem como redução (P < 0,01) na DE da FDN e PB. Animais tratados com ambos os aditivos apresentaram menor (P = 0,03) DE da FDN. As concentrações ruminais de acetato foram reduzidas (P < 0,01) com a inclusão de virginimicina, mas novilhos tratados com ambos os aditivos e alimentados com dieta contendo 90% de concentrado apresentaram aumento (P < 0,01) nas concentrações de propionato. O aumento no teor de concentrado promoveu redução (P < 0,01) no TTR e TTM dos animais, bem como na população de protozoários ciliados do rúmen e no pH sanguíneo. O uso combinado de salinomicina e virginiamicina apresentou efeitos positivos sobre a fermentação ruminal, especialmente quando a dieta com maior proporção de concentrado foi utilizada.
Título em inglês
Combined use of ionophore and virginiamycin on metabolism, digestibility, and feeding behavior of Nellore steers confined with high concentrate diets
Palavras-chave em inglês
Antibiotic
Beef cattle
Feedlot
Nutrition
Salinomycin
Resumo em inglês
Two experiments were conducted to evaluate the effects of the combined use of salinomycin and virginiamycin on ruminal metabolism, digestibility, feeding behavior, and blood characteristics of Nellore steers fed high concentrate diets. In experiment I, eight Nellore steers with 322 ± 26 kg of initial body weight (BW) were allotted to a replicated 4 x 4 Latin square, with four treatments and four 16-day periods. Treatments were arranged in a 2 x 2 factorial design, with two salinomycin levels (0 and 13 ppm) and two virginiamycin levels (0 and 15 ppm) in the diet dry matter (DM), which contained 80% concentrate on a DM basis. In experiment II, eight Nellore steers with 434 ± 35 kg of initial BW were allotted to the same experimental design, but with 21-day periods, in a 2 x 2 factorial arrangement of treatments, with two concentrate levels (70 and 90%) and two virginiamycin levels (0 and 15 ppm) in the diet DM. Salinomycin was included in all diets (13 ppm). In both experiments, individual intake, in situ ruminal degradability, apparent digestibility, ruminal fermentation, feeding behavior, ciliated protozoa counts, and blood characteristics were evaluated. Statistical analyses were conducted using the MIXED procedure of SAS. In experiment I, there were effects of salinomycin and virginiamycin on effective and potential degradabilities (ED and PD, respectively) of the neutral detergent fiber (NDF), with lower values (P ≤ 0.05) observed for animals receiving the additives. Crude protein (CP) digestibility was higher (P = 0.01) for salinomycin-treated steers. Animals receiving virginiamycin showed higher (P = 0.01) ruminal concentrations of propionate and lower (P ≤ 0.05) ruminal concentrations of acetate, butyrate, and lactate. These animals also showed higher (P ≤ 0.03) total time spent ruminating (TTSR) and total time spent chewing (TTSC), as well as higher (P = 0.05) blood lactate concentrations. In experiment II, increasing concentrate levels increased (P = 0.01) DM intake and DM and CP digestibilities, but also decreased (P < 0.01) ED of the NDF and CP. Ruminal concentrations of acetate were reduced (P < 0.01) due to the inclusion of virginiamycin, but steers receiving both feed additives within the 90% concentrate group showed increased (P < 0.01) ruminal concentrations of propionate. Increasing concentrate levels decreased (P < 0.01) TTSR and TTSC, as well as ciliated protozoa counts and blood pH. The combined use of salinomycin and virginiamycin showed positive effects on ruminal fermentation, especially when animals were fed the higher concentrate diet.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DO3294133COR.pdf (2.47 Mbytes)
Data de Publicação
2013-04-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.