• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.71.2016.tde-25042016-143132
Documento
Autor
Nome completo
Filippo Stampanoni Bassi
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Neves, Eduardo Goes (Presidente)
Blasis, Paulo Antonio Dantas de
Lima, Helena Pinto
Moraes, Claide de Paula
Villagran, Ximena Suarez
Título em português
A maloca Saracá: uma fronteira cultural no médio Amazonas pré-colonial, vista da perspectiva de uma casa
Palavras-chave em português
Arqueologia amazônica
Estruturas domésticas
Fronteiras culturais
Rio Urubu
Tradição Saracá
Resumo em português
Esta pesquisa pretende contribuir para o entendimento da formação e da manutenção de uma fronteira cultural no contexto do médio Amazonas, durante o período pré-colonial tardio. O objeto de estudo insere-se no âmbito do ápice demográfico na Amazônia central, decorrente da convergência de movimentos populacionais em larga escala, associados à expansão das duas últimas grandes tradições culturais pré-coloniais: a Polícroma da Amazônia e a Inciso-Ponteada. Tal período foi descrito ressaltando a ocorrência de fortes conflitos em um processo de reconfiguração cultural. Através de uma abordagem que considera as fronteiras como processos históricos, propomos que na região do baixo rio Urubu (AM), a partir do ano 1000 d. C., a penetração de elementos exógenos faça de contrapeso à formação de um estilo local, a tradição Saracá, capaz de incorporar tais elementos e naturaliza-los sobre a base de uma ideologia de persistência cultural. Portanto, a hipótese com a qual trabalhamos vira ao avesso a visão tradicional, ao sustentar que à base da formação dessa fronteira persistente tenhamos que admitir o desenvolvimento e a afirmação de uma política interacionista. Com o objetivo de testar tal hipótese, investigamos o contexto de uma casa, localizada no sítio arqueológico Bom Socorro (Itacoatiara-AM); partindo do pressuposto que o âmbito doméstico possa ser altamente informativo das relações que se instauram entre o nível local e o nível regional. A escavação de tal estrutura possibilitou inserir a variabilidade artefatual dentro da dimensão social de uma comunidade circunscrita. Os resultados apontam para um período de ocupação do sítio entre 1430 e 1650 AD, quando, a interação entre diferentes grupos na região tem levado a formação de grandes assentamentos, compostos por casas comunais dispostas segundo fileiras paralelas. No setor central da maloca foi encontrada uma área de consumo de alimentos, possivelmente associada ao âmbito político-convivial. As cerâmicas desse contexto condensam toda a variabilidade estilística regional, revelando a ocorrência de relações sociais que perpassam as fronteiras culturais. O estudo das relações estilísticas entre a cerâmica Saracá e os outros conjuntos demostra que essa tradição local compartilha muitos traços diagnósticos também com os estilos mais antigos; inclusive, é evidente uma forte semelhança iconográfica com a arte rupestre regional. Tais elementos apontam para a produção de um estilo local fortemente embasado na tradição, que possivelmente reflete a intenção de reificar uma fronteira social.
Título em inglês
The Saracá longhouse: a cultural boundary in the Pre-Colonial Middle Amazon from an house perspective
Palavras-chave em inglês
Amazonian Archaeology
Cultural Boundaries
Household Archaeology
Saracá Tradition
Urubu River
Resumo em inglês
This research aims to understand the formation and maintenance of a cultural frontier in the context of Middle Amazonas, during the late pre-contact period. The scope of this research is focused on the demographic peak period of central Amazonia, due to large population movements, along with the spread of the two last important traditions of pre-contact period: Polychrome and Incised and Punctate. This period has been characterized by heavy conflicts in a context of culture change. If we consider the frontier as an historical process, we argue that in this region, from 1000 AD onward, exogenous cultural elements are coexistent with a local style, Saracá tradition, which was able to include these items on a pre-existing ideological conservativism. Because of this, we argue the opposite of customary approach, stressing that at the very basis of this cultural frontier a cultural interchange has been developed and strengthened. In order to test this hypothesis, from the standpoint that domestic context is highly informative, we studied a communal house of Bom Socorro archaeological site (Amazonas state, Brazil). The excavation of this domestic structure made possible the contextualization of this artefactual variability in the social dimension of a small community, showing the connections of different cultural traditions with extra-frontier social bonds. Results point to an occupation period which extends between 1430 and 1650 AD, when the interaction between different groups lead to formation of large settlements made by large communal houses placed in parallel lines. In the central area of the house a feeding area has been recovered, possibly associated to a political or religious function. Ceramic production from this context is a synthesis of the entire regional stylistic variability, pointing to social relationships crossing cultural frontiers. The study of stylistic relationship between Saraca ceramics and other groups demonstrates that this local tradition shares many specific traits with the oldest stylistic assemblages. A strong iconographic relationship with regional rock art is also evident. All these elements point to the production of a local style deeply rooted into the tradition, maybe reflecting the aim of stressing a real social frontier.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.