• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2019.tde-22022021-124537
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Barros Viegas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Zoboli, Elma Lourdes Campos Pavone (Presidente)
Fracolli, Lislaine Aparecida
Pereira, Juliana Guisardi
Schveitzer, Mariana Cabral
Título em português
Possibilidades de uso de ferramentas de abordagem familiar na construção da SAE na APS: o genograma funcional
Palavras-chave em português
Atenção primária a saúde
Enfermagem Familiar
Relações familiares
Saúde da família
Resumo em português
INTRODUÇÃO: No Brasil, a Atenção Primária a Saúde (APS) está estruturada por meio da Estratégia de Saúde da Família (ESF). Ao organizar o processo de cuidado a ESF deve se levar em conta a diversidade cultural, religiosa, racial, social e familiar dos usuários no território. O cuidado à saúde da família deve levar em conta o contexto social e histórico, para compreender como este impacta ou mesmo determina a dinâmica familiar. A saúde familiar pode ser entendida como um estado dinâmico de mudança de bem-estar, incluindo fatores biológicos, psicológicos, espirituais, sociológicos e cultural do sistema familiar, referindo-se tanto aos indivíduos quanto a toda unidade familiar. A avaliação da saúde familiar envolve, portanto, a avaliação simultânea dos membros da família e de todo o sistema familiar. Segundo algumas pesquisas, há um despreparo da equipe de ESF para assistir as famílias, prevalecendo ainda na prática um modelo hegemônico, ou seja, curativo e individual da assistência. No entanto, há algumas ferramentas de abordagem familiar apontadas na literatura para trabalho em APS como o genograma, o FIRO, o PRACTICE, o APGAR familiar e o ecomapa. OBJETIVO: Propor possibilidades de uso de ferramentas de abordagem familiar para a enfermagem na ESF. MÉTODO: Revisão sistematizada tipo Scooping Review. Foi feito um levantamento primário para identificar os textos originais das ferramentas: APGAR Familiar, FIRO, PRACTICE, genograma, ecomapa. O propósito era chegar aos documentos primários feitos pelos propositores das ferramentas de abordagens ao apresentá-las pela primeira vez em publicações, com vistas a discutir as concepções, funções, relações e perspectivas de família presentes. RESULTADOS: Foram encontradas todas as referências originais das ferramentas de abordagem familiar. As propositoras do PRACTICE basearam-se na teoria dos sistemas, e trazem um conceito de família nuclear tradicional, hierarquizada. O APGAR de família também construído com base na teoria de sistemas, contudo adota um conceito de família mais abrangente, que não leva em conta os laços sanguíneos. Os propositores do Family FIRO basearam-se na ferramenta FIRO®, para propor uma estratégia de terapia familiar. Esta ferramenta também adota uma visão de família hierarquizada, com limites e regras bem estipulados. O genograma e ecomapa foram excluídos da análise das categorias da revisão por terem seu arcabouço teórico bastante conhecido e estudado, bem como seu uso difundido na ESF, podendo ser usado, junto com as demais ferramentas, como recursos gráficos para retratar as relações intra e extrafamiliares. CONCLUSÃO: As ferramentas PRACTICE e FIRO tem possibilidades restritas de uso na construção da SAE na ESF, por se basearem em um tipo de família bastante diferente do que se encontra no território e por exigirem qualificação fora do escopo exigido para o enfermeiro na APS. A ferramenta APGAR de família tem mais possibilidades de uso na SAE por considerar os diversos arranjos familiares; por ser a única com tradução e validação do instrumento para a língua portuguesa; por ter sido concebida na prática clínica da Medicina de Família. Portanto, recomenda-se o uso do genograma e APGAR de maneira conjunta, formando o genograma funcional, e do ecomapa, para a construção da SAE a família na ESF, especialmente no contexto de cuidado às condições crônicas de saúde.
Título em inglês
Possibilities of using familiar approach tools in the construction of Systematization of Nursing Assistance in Primary Health Care: the functional genogram
Palavras-chave em inglês
Family Health
Family Nursing
Family Relations
Primary Health Care
Resumo em inglês
INTRODUCTION: In Brazil, Primary Health Care is structured through the Family Health Strategy. When organizing the care process the Family Health Strategy should take into account the cultural, religious, racial, social and family diversity of the users under its responsibility. By reorganizing the health work process towards family care, the Family Health Strategy takes into account the social and historical context to understand how it impacts or even determines family dynamics. Family health can be understood as a dynamic state of well-being change, including biological, psychological, spiritual, sociological, and cultural factors in the family system, referring to both individuals and the entire family unit. Family health assessment therefore involves the simultaneous assessment of family members and the entire family system. According to some studies, there is a lack of preparation of the Family Health Strategy team to assist families, still prevailing in practice a hegemonic model, ie curative and individual care. However, there are some familiar approach tools in the literature for Primary Health Care work that include the genogram, family life cycle, FIRO, PRACTICE, Family APGAR, network maps or ecomaps. OBJECTIVE: To propose possibilities of using family approach tools for nursing in the FHS. METHOD: This study is a systematic Scooping Review. A primary survey was made to identify the original texts of the tools: Family APGAR, FIRO, PRACTICE, genogram, ecomap. The purpose was to identify the authors / proponents of the approaches as cited in the articles that somehow mentioned the use or some discussion of these tools, especially in PHC. RESULTS: All original references of family approach tools were found. The PRACTICE proponents were based on systems theory, and bring a concept of hierarchical, traditional nuclear family. The family APGAR also built on systems theory, however adopting a broader family concept that does not take into account blood ties in line with the Ministry of Health concept. Family FIRO proponents have based it if in the FIRO® tool, which was built based on several theories, but the FIRO® is a group work instrument. The Family FIRO was built for the work of family therapy. Adopting a concept of family also hierarchized, with limits and rules in stipulated. The genogram and ecomap were excluded from the review because their theoretical framework was already known and studied, as well as their use already known and standardized in the Family Health Strategy. CONCLUSION: The PRACTICE and FIRO tools were not suitable for the construction of Systematization of Nursing Assistance in the Family Health Strategy, as they are limited as to the type of family to work on as to the theoretical framework needed for proper use. The APGAR tool proved to be adequate both in the application to various family arrangements and the translation and validation of the instrument to the Portuguese language. Therefore, it is recommended to use the genogram and APGAR together, forming the functional genogram, and the ecomap, for the construction of Systematization of Nursing Assistance in the Family Health Strategy, especially in the context of care for chronic health conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Adriana_BViegas.pdf (2.17 Mbytes)
Data de Publicação
2021-02-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.