• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2017.tde-15052017-152634
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Albiero Leandro da Rocha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Ciosak, Suely Itsuko (Presidente)
Braz, Elizabeth
Duarte, Yeda Aparecida de Oliveira
Fracolli, Lislaine Aparecida
Zangari, Wellington
Título em português
Movimento e equilíbrio no envelhecimento: familia, espiritualidade e resiliência
Palavras-chave em português
envelhecimento
espiritualidade
família
Idoso
resiliência psicológica
Resumo em português
O conceito de resiliência foi adaptado às ciências humanas como a capacidade do indivíduo responder positivamente às adversidades da vida, relacionando-se com a família e a espiritualidade. Considerando a espiritualidade como o que confere significado a existência e o seu potencial em promover a resiliência para o enfrentamento de dificuldades, como as mudanças decorrentes do envelhecimento, desenvolveu-se o presente estudo, cujo objetivo foi: compreender a resiliência e a espiritualidade na reorganização da família frente ao envelhecimento. Procurou-se ainda, conhecer a condição socioeconômica, cultural, a composição familiar, as mudanças que ocorreram na dinâmica familiar e as estratégias de enfrentamento do idoso e sua família, frente ao envelhecimento. Foi realizado um estudo descritivo, prospectivo, sob os pressupostos da pesquisa qualitativa. Em entrevista, aplicou-se um questionário com dados socioeconômico e questões norteadoras para apreender os significados do envelhecimento para o idoso e seu familiar. Foi elaborado um genograma, seguido da aplicação do Mini-Mental, Índex de Katz, Escala de Depressão de Yesavage. Inicialmente foi mapeado 294 idosos residentes no território atendidos por uma equipe de saúde da família de uma Unidade Básica de Saúde do bairro do Teotônio Vilela, município de São Paulo. Dentre estes, foram entrevistados 23 idosos e igual número de familiares, totalizando 46 indivíduos. Os discursos foram analisados com auxílio do programa WebQDA 2.0 e da técnica de análise de conteúdo. Dos idosos entrevistados, 78,3% residiam em domicílio próprio, com pelo menos mais um familiar. A Unidade de saúde é utilizada por 69,6% dos idosos. Dos idosos, 91,3% foram mulheres, 43,5% tinham entre 71 e 80 anos, maioria católicas, aposentadas e com renda entre um a três salários mínimos O Mini-Mental, revelou que 34,8% dos participantes tinham pontuação considerada normal e o aspecto emocional, avaliado pela Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage mostrou 26,1% com pontuação sugestiva de depressão. Pelo Índice de Katz, 87,0% dos idosos foram classificados como independentes. Os familiares eram em sua maioria do sexo feminino (82,6%), filhas e acima dos 50 anos. Os discursos revelaram que entre as mudanças individuais decorrentes do envelhecimento, as mudanças cognitivas e físicas impactaram no aumento da dependência e na condição socioeconômica da família. A família, a confiança e os vínculos estabelecidos foram responsáveis por dar sentido à vida dos idosos. A espiritualidade esteve presente significando a existência e em alguns casos, foi expressada através da religiosidade e de sentimentos de felicidade, promovendo a resiliência. Compreendendo a espiritualidade como o que dá sentido a vida e a resiliência como a força advinda da superação das adversidades, conclui-se que não há como ser resiliente sem sentido ou motivo para viver. A enfermagem tem o objetivo de oferecer cuidados holísticos ao ser humano. A família, a comunidade e as relações que o indivíduo estabelece ao longo da vida interferem no modo de viver e encarar as adversidades. Compreender o idoso inserido neste contexto pode potencializar os vínculos estabelecidos entre os pacientes, a família e a equipe de enfermagem, favorecendo a adesão aos tratamentos e a promoção de saúde.
Título em inglês
Movement and balance in the aging: family, spirituality and resilience
Palavras-chave em inglês
Aged
aging
family
psychological resilience
spirituality
Resumo em inglês
The concept of resilience has been adapted to the human sciences as the ability of an individual to respond positively to the adversities of life, relating with family and spirituality. Considering spirituality as what concedes meaning to the existence and its potencial in promoting resilience to the coping of difficulties such as the changes that result from aging, the present study was developed, which objective has been: to comprehend resilience and spirituality in the family reorganization facing the aging process. It was tried, to know the socio economical and cultural conditions, family composition, the changes that occurred in the family dynamics, and the strategies of coping, of the elder and their family, with the aging process. It was made a descriptive, prospective, study of the assumptions of the qualitative research. In interview, it was applied a questionary with socio economical data, and questions guiding to the apprehension of the meanings of aging to the elder and their family. It was elaborated a genogram, followed by the application of the Mini-Mental, Katz Index, Yesavage Scale of Depression. Initially it was mapped 295 elders residents of the territory attended by a family health team of Basic Health Unit, of Teotonio Vilela neighborhood, in the city of São Paulo. Amongst these, 23 elders were interviewed, and the correspondent number of families, totalizing 46 individuals. The answers were analyzed with the help of WebQDA 2.0, and the technique of content analysis. Of the interviewed elders, 78,3% lived in their own property, with at least one more relative. The health Unit is used by 69,9% of the elders. From the elders, 91,3% were women, 43,5% were between 71 and 80 years old, a majority of catholics, retired and with an income between one and three minimal wages. Mini-Mental revealed that 34,8% of participants had punctuation considered normal, and the emotional aspect, evaluated by Yesavage Geriatric Depression Scale, has shown that 26,1% had punctuation suggesting depression. By Katz Index, 87% of the elders were classified as independents. The families were in their majority women (82,6%), daughters and above 50 years old. The answers revealed that among the individual changes incurring from the aging process, the cognitive and physical changes affected in the increasing of dependency, and the social economical condition of the family. The family, its confidence and the stablished bonds were responsible for giving meaning to the elders lives. Spirituality has been present, giving meaning to the existence, and in some cases, has been expressed through religiosity and feelings of happiness, promoting resilience. Comprehending spirituality as what gives meaning to life and resilience as the strength arising from overcoming adversities, it has been concluded that there is no possibility of being resilient without a reason or motivation for living. Nursing has the objective of offering holistic care to the human being. Family, community and the relations that an individual satellites throughout life interfere in the way of living and facing adversities. Comprehending the elder in this context may power the bonds stablished among patients, family and the nursing team, favoring the accession to the treatments and health promotion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Tese_Ana_Carolina.pdf (2.18 Mbytes)
Data de Publicação
2017-05-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.