• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2010.tde-13012011-153541
Documento
Autor
Nome completo
Janaina Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Vargas, Divane de (Presidente)
Luis, Margarita Antonia Villar
Oliveira, Marcia Aparecida Ferreira de
Título em português
Atitudes e conhecimentos de enfermeiros frente ao álcool, alcoolismo e alcoolista: estudo comparativo entre dois grupos
Palavras-chave em português
Alcoolismo
Atitudes
Conhecimentos
Enfermeiros
Resumo em português
Introdução: O consumo mundial do alcool e de outras substancias psicoativas vem crescendo significativamente nas ultimas decadas, fenomeno que tem contribuido para o aumento da carga de doencas em todo o mundo. No Brasil, os levantamentos realizados sobre o uso de álcool e drogas vem apontando elevadas taxas de dependentes dessas substancias, fato que tem contribuido para ampliar o contato dos profissionais da saude, dentre eles, os enfermeiros, com situacoes que envolvem o uso e o abuso de substancias psicoativas, independente do local onde atuem. O fato justifica a importancia da realizacao de estudos para investigar as atitudes e os conhecimentos desses profissionais frente ao alcool, o alcoolismo e ao alcoolista. Objetivo: verificar e comparar as atitudes e os conhecimentos de dois grupos de enfermeiros frente ao alcool, ao alcoolismo e ao alcoolista. Método: Tratou-se de um estudo exploratório de abordagem quase-experimental, realizado com uma amostra de 280 enfermeiros, destes, 140 foram submetidos a um curso de capacitacao na area de alcool e outras drogas e constituiram o Grupo experimental. Na coleta de dados, foram aplicados um questionario sociodemografico, um questionario de conhecimento e a Escala de Atitudes frente ao alcool, alcoolismo e alcoolista EAFAAA. Para verificar e comparar as atitudes e os conhecimentos entre os dois grupos, procederam-se analises estatísticas descritivas e para analisar a associacao entre as variaveis do estudo e as atitudes e conhecimentos, procedeu-se uma analise por Regressão logistica. Todas as analises foram feitas por meio do pacote SPSS versão 17.0. Resultados: A amostra final contou com 185 participantes, 101 enfermeiros do grupo controle e 84 do grupo experimental. Os participantes de ambos os grupos tenderam a apresentar atitudes mais positivas, observando-se uma discreta predominancia de atitudes positivas no GE. Com relacao aos conhecimentos, nao foram observadas diferenças significativas entre os dois grupos. Os maiores preditores para atitudes positivas encontrados neste estudo foram possuir preparo para atuar com dependentes quimicos (z=2,895), ter recebido maior carga-horaria durante a graduacao sobre a tematica alcool e outras drogas (z=2,202) e possuir pos-graduacao (z=1,806). Conclusão: O nivel de conhecimento influencia diretamente nas atitudes de enfermeiros frente ao alcool, alcoolismo e ao alcoolista, a relacao entre as atitudes e conhecimentos e proporcional, ou seja, quanto maior o conhecimento maior a tendencia de apresentar atitudes mais positivas. Enfermeiros que receberam maior carga horaria de conteudos relacionados ao tema durante a formacao profissional, apresentaram atitudes mais positivas e melhor conhecimento frente ao tema do estudo do que aqueles que nao receberam nenhuma formacao ou a receberam-na em menor carga horaria.
Título em inglês
Attitudes and knowledge of nurses towards alcohol, alcoholism and alcoholics: a comparative study between two groups
Palavras-chave em inglês
Alcoholism
Attitudes
Knowledge
Nurse
Resumo em inglês
Introduction: Global consumption of alcohol and other psychoactive substances has significantly increased in recent decades. This phenomenon has contributed to increase the disease burden around the world. In Brazil, surveys on alcohol and drugs use have appointed high rates of dependence on these substances, a fact that has contributed to increase health professionals contact, including nurses, with situations that involve psychoactive substance use and abuse, independently of their place of work. This fact justifies the importance of research on these professionals attitudes and knowledge regarding alcohol, alcoholism and alcoholics. Aim: to verify and compare attitudes and knowledge regarding alcohol, alcoholism and alcoholics in two groups of nurses. Method: An exploratory study with a quasi-experimental approach was carried out in a sample of 280 nurses, 140 of whom were submitted to a training course in alcohol and other drugs, who constituted the Trial group (TG). For data collection, a socio-demographic questionnaire was applied, as well as a knowledge questionnaire and the Scale of Attitudes towards alcohol, alcoholism and alcoholics EAFAAA. To verify and compare attitudes and knowledge between both groups, descriptive statistical analyses were carried out. To check for associations between the study variables and the attitudes and knowledge, logistic regression analysis was applied, using SPSS version 17.0. Results: The final sample included 185 participants, 101 nurses in the control group and 84 in the trial group. Participants in both groups tended to present more positive attitudes, showing a slight predominance of positive attitudes in the TG. Regarding knowledge, no significant differences were observed between the two groups. The main predictors of positive attitudes found in this study were being prepared to work with chemical addicts (z=2.895), having received more hours on alcohol and other drugs in the undergraduate program (z=2.202) and having a graduate degree (z=1.806). Conclusion: The knowledge level directly influences the nurses attitudes towards alcohol, alcoholism and alcoholics, the relation between attitudes and knowledge is proportional, i.e. the greater the knowledge, the stronger the trend to present more positive attitudes. Nurses who received more hours of contents on the theme during their professional education displayed more positive attitudes and better knowledge on alcohol, alcoholism and alcoholics than those who did not receive any or less hours of education.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Janaina_Soares.pdf (633.07 Kbytes)
Data de Publicação
2011-02-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.