• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.7.2018.tde-05112018-132533
Documento
Autor
Nombre completo
Clariana Vitoria Ramos de Oliveira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2018
Director
Tribunal
Fujimori, Elizabeth (Presidente)
Koller, Silvia Helena
Sato, Ana Paula Sayuri
Toriyama, Aurea Tamami Minagawa
Verissimo, Maria De La Ó Ramallo
Título en portugués
Avaliação do desenvolvimento infantil com foco nos determinantes sociais
Palabras clave en portugués
Atenção primária à saúde
Desenvolvimento infantil
Enfermagem de Atenção Primária
Estudos epidemiológicos
Saúde da criança
Resumen en portugués
Introdução: Apesar das estratégias mundiais de saúde propostas para promover a saúde infantil, mais de 200 milhões de crianças menores de cinco anos não conseguem atingir o seu potencial máximo de desenvolvimento em decorrência de pobreza, más condições de saúde, nutrição e cuidados deficientes. No Brasil, os poucos estudos conduzidos buscam encontrar associação entre diversos fatores de risco e atrasos no desenvolvimento infantil, mas com dificuldade na identificação das raízes sociais desse processo. Além disso, apesar do acompanhamento do desenvolvimento infantil integrar a assistência à criança na Atenção Básica desde a década de 80, ainda são necessários avanços no seu acompanhamento. Justifica-se, pois, aprofundar os conhecimentos na rede de determinantes sociais relacionados a prováveis problemas no desenvolvimento de crianças cadastradas na atenção básica. Objetivos: Analisar a evolução história do acompanhamento do desenvolvimento infantil na atenção primária e os instrumentos propostos para orientar essa ação no Brasil; analisar associação entre prováveis problemas de desenvolvimento infantil e determinantes sociais em município do estado de São Paulo; e analisar os domínios do desenvolvimento infantil (maturativo, psicomotor, social e psíquico) e sua associação com grupos sociais e características maternas/paternas e infantis. Métodos: Análise documental de instrumentos oficiais referentes ao acompanhamento do desenvolvimento infantil, realizada mediante comparação com testes de triagem utilizados para detectar desvio/alteração no desenvolvimento infantil. Estudo transversal que analisou dados da 1ª fase de investigação mais ampla, aprovada por Comitê de Ética em Pesquisa. Etapa empírica foi desenvolvida em Itupeva, SP, Brasil, em amostra representativa de 348 crianças menores de 3 anos de idade, cadastradas nas 12 unidades básicas de saúde do município. Os dados foram coletados por entrevistas realizadas com as mães no período de fevereiro a abril de 2013. Dados do desenvolvimento infantil foram obtidos por meio da Ficha de Acompanhamento do Desenvolvimento proposto pelo Ministério da Saúde em 2002, que para cada uma das 11 faixas etárias, apresenta quatro marcos relativos aos domínios do desenvolvimento (maturativo, psicomotor, social e psíquico). Considerou-se Desenvolvimento Esperado para Idade, crianças com todos os marcos do desenvolvimento presentes e Provável Problema de Desenvolvimento, crianças com falha em alcançar algum marco do desenvolvimento. Utilizou-se Índice de Reprodução Social para classificar as famílias em quatro grupos sociais. A partir de uma base teórico-metodológica-operacional foram formados grupos sociais homogêneos segundo formas semelhantes de trabalhar e viver. Análises univariada e múltipla foram realizadas com o programa STATA 14.0. Na análise múltipla, foi utilizada regressão logística, tendo como base um modelo teórico definido a priori, respeitando a hierarquia do processo de determinação existente. Resultados: Foram apresentados três manuscritos em resposta aos objetivos: Manuscrito 1: Análise da Ficha de Acompanhamento do Desenvolvimento de 2002 e do Instrumento de Vigilância do Desenvolvimento da Criança de 0 a 3 anos, de 2010, mostrou 44 marcos de desenvolvimento, sendo que apenas 14 mantiveram-se iguais de 2002 para 2010. Os dois instrumentos trazem um marco para cada domínio por faixa etária, os quais em 2002 eram classificados como maturativo, psicomotor, social e psíquico, mas que em 2010 não foram especificados, apesar de adaptados de 2002. Em comparação com Denver II e ASQ-3, observou-se que 5 marcos de 2002 não se encontram em nenhum deles: Começa a diferenciar dia e noite, Distancia-se da mãe sem perdê-la de vista, Aceita a companhia de outras crianças, mas brinca isoladamente, Começa o controle esfincteriano e Altera momentos agressivos com cooperativos, o que foi ajustado no Instrumento de 2010. Ter o Instrumento de Vigilância do Desenvolvimento em documento que fica em posse dos cuidadores é um ganho, pois facilita o acesso a informações dos estágios de desenvolvimento da criança, porém é fundamental a incorporação dessa avaliação na prática profissional. Manuscrito 2: Constatou-se elevada prevalência de Provável Problema de Desenvolvimento (29%), que se distribuiu heterogeneamente nos diferentes Grupos Sociais, sendo que o grupo social dos menos favorecidos apresentou maior chance (OR:2,64; IC:1,18-5,91) em relação aos demais grupos, após ajuste para variáveis de confusão. Manuscrito 3: O Grupo Social dos menos favorecidos concentrou maior proporção de crianças com provável problema de desenvolvimento nos domínios maturativo (OR:3,05; IC:1,08-8,56), psicomotor (OR:3,11; IC:1,05-9,17) e social (OR:2,44; IC:1,02-5,84). Considerações finais: Os resultados confirmaram as hipóteses iniciais de que crianças dos grupos sociais menos favorecidos são as que apresentam maior chance para alterações no desenvolvimento infantil. Como implicações para a prática, destaca-se a necessidade de continuar a se investir na utilização dos instrumentos propostos pelo Ministério da Saúde, no âmbito da atenção básica, sendo imprescindível sua valorização pelos profissionais e gestores de saúde. No ensino, ressalta-se a importância de disciplinas que abordem o desenvolvimento infantil, na teoria e na prática, para a formação de profissionais aptos a consolidarem o acompanhamento do DI em sua prática, para identificação precoce de possíveis problemas de atraso no desenvolvimento e consequente intervenção efetiva. Aponta-se a necessidade de pesquisas que ampliem a compreensão dos motivos que levam os profissionais a não preencherem o instrumento de acompanhamento do desenvolvimento infantil. Por fim, espera-se que os resultados contribuam para sensibilizar profissionais e gestores para a importância da consolidação dos cuidados relacionados ao desenvolvimento infantil.
Título en inglés
Evaluation of child development with focus on social determinants
Palabras clave en inglés
Child development
Child health
Epidemiological studies
Primary Care Nursing
Primary health care
Resumen en inglés
Introduction: Despite the global health strategies proposed to promote child health, more than 200 million children under the age of five are unable to reach their full development potential because of poverty, poor health, poor nutrition and nurturing care. In Brazil, the few studies conducted seek to find an association between several risk factors and delays in child development, but with difficulty in identifying the social roots of this process. In addition, although the monitoring of child development has integrated childcare in Primary Care since the 1980s, progress is still needed in its follow-up. It is therefore justified to deepen the knowledge in the network of social determinants related to probable problems in the development of children enrolled in primary care. Objectives: To analyze the evolution of the history of childhood development monitoring in primary care and the instruments proposed to guide this action in Brazil; to analyze the association between probable child development problems and social determinants in a municipality in the state of São Paulo; and analyze the domains of child development (maturative, psychomotor, social and psychic) and association with social groups and maternal/paternal and child characteristics. Methods: Documental analysis of official instruments related to the monitoring of child development, performed through comparison with screening tests used to detect diversion/alteration in child development. A cross-sectional study that analyzed data from the first phase of the broader research, approved by the Research Ethics Committee. The empirical phase was developed in Itupeva, SP, Brazil, in a representative sample of 348 children under 3 years of age, enrolled in the 12 basic health units of the municipality. Data were collected through interviews conducted with mothers from February to April 2013. Data on infant development were collected through the "Development Follow-up Report" proposed by the Ministry of Health in 2002, which for each of the 11 tracks (developmental, psychomotor, social and psychic). It was considered Development Expected to Age, children with all developmental milestones present and Probable Developmental Problem, children failing to achieve some milestone of development. The Social Reproduction Index was used to classify the families into four social groups. From a theoretical-methodological-operational base were formed homogenous social groups according to similar ways of working and living. Univariate and multiple analyzes were performed with the STATA 14.0 program. In the multiple analysis, logistic regression was used, based on a theoretical model defined a priori, respecting the hierarchy of the existing determination process. Results: Three manuscripts were presented in response to the objectives: Manuscript 1: Analysis of the "Development Follow-up Report" of 2002 and the "Instrument for Surveillance of Child Development from 0 to 3 years of 2010", showed 44 development milestones , with only 14 remaining the same from 2002 to 2010. The two instruments bring a milestone for each domain by age group, which in 2002 were classified as maturative, psychomotor, social and psychic, but in 2010 were not specified, although adapted from 2002. Compared with Denver II and ASQ-3, it was observed that 5 of 2002 marks are not found in any of them: "It begins to differentiate day and night", "Distance from the mother without losing it of view, "" Accept the company of other children, but play alone, "" Start sphincter control "and" Change aggressive moments with cooperatives, "which was adjusted in the Instrument of 2010. Have the instrument in a document that is in the hands of caregivers is a gain, since it facilitates access to information on the stages of development of the child, but it is fundamental to incorporate this evaluation into professional practice. Manuscript 2: There was a high prevalence of Probable Development Problem (29%), which was heterogeneously distributed among the different Social Groups, and the social group of the less privileged presented a greater chance (OR: 2.64, CI 1.18 -5.91) in relation to the other groups, after adjusting for confounding variables. Manuscript 3: The Social Group of the less favored concentrated a larger proportion of children with a probable developmental problem in the maturative (OR: 3.05, CI: 1.08-8.56), psychomotor (OR: 3.11, CI: 1.05-9.17) and social (OR: 2.44; CI: 1.02-5.84). Final considerations: The results confirmed the initial hypotheses that children from the less favored social groups are the ones with the greatest chance for changes in child development. As implied.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Liberación
2020-11-20
Fecha de Publicación
2018-12-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.