• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.7.2020.tde-09122019-143850
Documento
Autor
Nome completo
Ellen Regina Sevilla Quadrado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Tronchin, Daisy Maria Rizatto (Presidente)
Baptista, Patricia Campos Pavan
Bohomol, Elena
Melleiro, Marta Maria
Nishi, Fernanda Ayache
Schveitzer, Mariana Cabral
Título em português
Estratégias para apoiar profissionais de saúde na condição de segunda vítima: uma revisão de escopo
Palavras-chave em português
Cultura de segurança
Enfermagem
Estratégias de apoio
Profissionais de saúde
Segunda vítima
Segurança do paciente
Resumo em português
Introdução: A segurança do paciente pode ser contextualizada e discutida sob distintas vertentes do conhecimento, tendo como cerne uma assistência segura e de qualidade. Todavia, os erros e os eventos adversos estão presentes no ambiente do cuidado, e os profissionais de saúde são suscetíveis às falhas, que podem causar danos ao paciente/família, ao trabalhador e à organização de saúde. Objetivo: Analisar o conhecimento produzido acerca das estratégias destinadas a promover apoio aos profissionais de saúde na condição de segunda vítima. Método: Trata-se de uma revisão de escopo baseada no modelo do Joanna Briggs Institute; para a coleta de dados, realizou-se um levantamento bibliográfico em portais, bases de dados, diretórios e buscadores acadêmicos, totalizando 20 sítios de busca, compreendendo a produção entre janeiro de 2000 e junho de 2017, nos idiomas inglês, português e espanhol. A amostra correspondeu a 41 estudos. Os dados foram coletados no período entre 30 de novembro de 2017 e 11 de janeiro de 2018, por meio de um formulário. Para a seleção do material, empregou-se o diagrama de fluxo Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses, contando com a participação de dois revisores independentes para análise e seleção dos documentos a serem incluídos nesta pesquisa. Os achados extraídos foram sumarizados e analisados, de acordo com a estatística descritiva e a síntese narrativa. Resultados: Os estudos evidenciaram que 41 (100%) eram de âmbito internacional; 36 (87,8%) encontravam-se no idioma inglês, 20 (48,8%) foram oriundos de pesquisa secundária, 19 (46,3%) de primária e 2 (4,9%) relatos de experiência. A abordagem quantitativa predominou nos estudos primários e nos secundários, a maior parte foi de conteúdo teórico-reflexivo. No que tange às estratégias de apoio, estas foram agrupadas nas categorias: programas e serviços, ferramentas, guias e intervenções/ações. A maior parte dos estudos referiu o emprego dos programas/serviços como o forYOU, o Medically Induced Trauma Support Services e o Resilience in Stressful Events e das intervenções e ações representadas, sobretudo, pelo diálogo com os pares, familiares, amigos e gestores. Relativo aos sentimentos experienciados pelos profissionais de saúde, os estudos abordaram, majoritariamente, culpa, tristeza, vergonha, medo, frustração, ansiedade, insegurança, com repercussão na vida pessoal e profissional. Conclusões: Esta pesquisa propiciou identificar as estratégias destinadas a apoiar as segundas vítimas no contexto das organizações e reconhecer a multidimensionalidade de elementos que envolvem os profissionais de saúde nesta condição. Outrossim, foi possível constatar a inexistência de estudos no cenário nacional, tornando-se imperativo investigar, discutir, refletir e conhecer a dimensão do fenômeno segunda vítima junto aos trabalhadores e gestores nos serviços de saúde, bem como aos órgãos formadores e entidades de classe.
Título em inglês
Strategies to support health professionals in second victim status: a scope review
Palavras-chave em inglês
Health professionals
Nursing
Patient safety
Safety culture
Second victim
Support strategies
Resumo em inglês
Introduction: Patient safety can be contextualized and discussed under different strands of knowledge, having as a base a safe and quality care. However, errors and adverse events are present in the care setting, and health professionals are susceptible to failures, which can cause harm to patients/families, workers and the health organization. Objective: Analyze the knowledge produced in terms of strategies to promote support to health professionals as second victims. Method: This is a scope review based on the Joanna Briggs Institute model. For the collection of data, a structured search strategy was used in the portals, databases, directories and academic searchers, totaling 20 search sites, comprising the production between 2000 and June 2017, limited to the English, Portuguese and Spanish. The sample corresponded to 41 studies. The data were collected in the period between November 2017 and January 2018, through a data extraction tool. For the material selection, the flow diagram Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyzes were used, with the participation of two independent reviewers to analyze and select the documents to be included in this research. The extracted findings were summarized and analyzed, according to descriptive statistics and narrative synthesis. Results: The studies showed that 41 (100%) were of international scope; 36 (87.8%) were in the English language, 20 (48.8%) came from secondary research, 19 (46.3%) from primary research and 2 (4.9%) from experience reports. The quantitative approach predominated in primary and secondary studies, most of which were of theoretical-reflexive content. Regarding support strategies, these were grouped into the categories: programs and services, tools, guides, and interventions/actions. Most studies have reported on the use of programs and services such as forYOU, Medically Induced Trauma Support Services and Resilience in Stressful Events and the interventions and actions represented, above all, by dialogue with peers, family members, friends, supervisors and risk managers, and professional training. Concerning the feelings experienced by the second victims, the studies addressed, mainly, guilt, sadness, shame, fear, frustration, anxiety, and insecurity with repercussion in personal and professional life. Conclusions: This research aimed to identify strategies to support the second victims in the context of organizations and to recognize the multidimensionality of elements that involve health professionals in this condition. Moreover, it was possible to verify the lack of studies in the national scenario, making it imperative to investigate, discuss, reflect and know the dimension of the second victim phenomenon with the workers and managers in the health services, as well as to the training bodies and class entities.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Ellen_RS_Quadrado.pdf (3.28 Mbytes)
Data de Publicação
2020-01-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.