• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2020.tde-01032021-130822
Documento
Autor
Nome completo
Ágata Nunes Brito
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Santos, Marcelo José dos (Presidente)
Mira, Vera Lucia
Moraes, Edvaldo Leal de
Paggiaro, André Oliveira
Título em português
Representação social da doação de pele para transplante
Palavras-chave em português
Curativos biológicos
Doação de órgãos e tecidos
Pele
Transplante de pele
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A ocorrência de tragédias envolvendo grandes queimados colocou luz ao problema da escassez de pele nos bancos de tecidos do país para atender altas demandas. Apesar das vantagens da utilização de pele de doador falecido no tratamento de queimados, não é fácil a obtenção desses enxertos em razão das baixas taxas de doação do tecido no Brasil. Esse fato pode estar relacionado à representação que a doação de pele tem no imaginário das pessoas. OBJETIVO: Conhecer as representações sociais de familiares de doadores de órgãos a respeito da doação de pele e analisar as convergências e divergências das representações sociais entre os familiares que consentiram e os que recusaram a doação de pele para transplante. MÉTODO: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo e de abordagem qualitativa, realizado com 20 familiares de doadores de órgãos, em situação de morte encefálica, que autorizaram ou não a extração de pele para transplante. Após a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, os dados foram obtidos por meio de entrevista gravada, transcrita e submetida à Técnica de Análise do Discurso do Sujeito Coletivo fundamentada pela Teoria das Representações Sociais de Serge Moscovici. RESULTADOS: Após análise dos dados, emergiram quatro Ideias Centrais e seus respectivos Discursos do Sujeito Coletivo: Os meios de circulação da informação como elementos para a construção da representação da doação de pele; As representações da doação de pele; Influências da representação da doação de pele na tomada de decisão; Propostas de dissipação do conhecimento sobre a doação de pele para a (re)construção de representações sociais. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Este estudo evidencia a importância que os meios de comunicação têm na construção da representação social da doação de pele e que no imaginário dos familiares que consentiram e que não autorizaram a extração desse tecido, a doação de pele é composta, tanto por representações positivas, quanto negativas. As representações podem ter pesos distintos e influenciar na tomada de decisão. Esta investigação, destaca, ainda, de modo inédito, a representação de animalização do doador que pode ser motivo de recusa para a doação de pele. Campanhas educativas realizadas por órgãos governamentais e profissionais de saúde esclarecendo que a doação de pele pode salvar vidas e que a extração dos enxertos desse tecido não altera a aparência do doador falecido, podem ser os primeiros passos para a mudança desse cenário, pois, contribuem para a (re)construção de representações mais positivas quanto à doação de pele.
Título em inglês
Social representation of skin donation for transplantation
Palavras-chave em inglês
Biological Dressings
Skin
Skin Transplantation
Tissue and Organ Procurement
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The occurrence of tragedies involving major burns, highlighted the problem of skin scarcity in the country's tissue banks to meet high demands. Despite the advantages of using deceased donor skin to treat burns, it is not easy to obtain results due to the low rates of tissue donation in Brazil. This fact may be related to the representation that skin donation has in people's imagination. OBJECTIVE: Knowing the social representations of family members of organ donors regarding skin donation and analyze the convergences and divergences of social representations between family members who consented and those who refused to donate skin for transplantation. METHOD: This is an exploratory, descriptive study with a qualitative approach, carried out with 20 family members of organ donors, in a situation of brain death, who authorized or not the extraction of skin for transplantation. After approval by the Research Ethics Committee, the data were obtained through a recorded interview, transcribed and submitted to the Collective Subject Discourse Analysis Technique based on Serge Moscovici's Theory of Social Representations. RESULTS: After analysis, four Central Ideas and respective Discourses of the Collective Subject emerged: The means of circulation of information as elements for the construction of the representation of skin donation; Representations of skin donation; Influences of the representation of skin donation in decision making; "Proposals for dissipating knowledge about skin donation for the reconstruction of social representations". FINAL CONSIDERATIONS: This study highlights the importance that the media has in the construction of the social representation of skin donation and that in the imagination of family members who consented and did not authorize the extraction of this tissue, skin donation is composed, both by representations positive and negative. Representations may have different weights and influence decision making. This investigation also highlights, in an unprecedented way, the representation of the donor's animalization which can be a reason for the refusal to donate skin. Educational campaigns carried out by government agencies and health professionals clarifying that skin donation can save lives and that the extraction of grafts from this tissue does not alter the appearance of the deceased donor, may be the first steps to change this situation, as they contribute to rebuild more positive representations about skin donation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Agata_Nunes_Brito.pdf (1,007.68 Kbytes)
Data de Publicação
2021-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.