• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2020.tde-01032021-114215
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane Maria Talala Zogheib
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Baptista, Patricia Campos Pavan (Presidente)
Almeida, Mirian Cristina dos Santos
Júnior, Arthur Bittes
Melleiro, Marta Maria
Título em português
Engagement e adesão ao Programa de Qualidade de Vida em trabalhadores de enfermagem
Palavras-chave em português
Enfermagem
Engajamento
Qualidade de Vida
Saúde do Trabalhador
Resumo em português
Introdução: Nas últimas décadas, com o adoecimento dos trabalhadores e elevados índices de absenteísmo, o olhar para a criação de programas focados na Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) vem sendo amplamente discutido e implantado em muitas empresas. Ademais, considerar que programas dessa natureza também podem influenciar no engajamento dos trabalhadores devido à redução do estresse tem sido outro aspecto valorizado, uma vez que o desgaste psíquico é um desafio contínuo no mundo do trabalho, inclusive para os serviços de saúde, haja vista o impacto de trabalhadores saudáveis e engajados na qualidade da assistência. Objetivos: Identificar a adesão dos trabalhadores da enfermagem as ações do Programa Bem-Estar (PBE); identificar o nível de engajamento dos trabalhadores da enfermagem; associar as dimensões do engajamento com a adesão dos trabalhadores da enfermagem e conhecer a percepção dos trabalhadores sobre o Programa Bem-Estar (PBE). Método: Trata-se de um estudo exploratório, transversal, realizado em um hospital geral, terciário, filantrópico sem fins lucrativos na cidade de São Paulo, SP, entre outubro e novembro de 2019. A população foi constituída por trabalhadores de enfermagem do local de estudo. Para coleta de dados foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário de Caracterização do Trabalhador, a Escala de Engajamento no Trabalho de Utrecht (UTRECHT WORK ENGAGEMENT SCALE UWES), Instrumento de Percepção dos Trabalhadores sobre o Programa de Qualidade de Vida e Planilha de Pontuação da Adesão do Programa de Qualidade de Vida oferecido pela instituição. Resultados: Quanto ao Programa de Qualidade de Vida, foi possível verificar que dos 334 trabalhadores que permaneceram no estudo ,152 trabalhadores de enfermagem (45,5%) são aderentes ao Programa de Qualidade de vida oferecido pela instituição. O escore global de Engajamento no Trabalho apresentou média de 4,62 pontos (dp=0,98 pontos) e mediana de 4,85 pontos, variando de 0,94 a 6,00 pontos. Quanto às dimensões, o maior nível de engajamento foi observado na dimensão Dedicação (média=4,93 pontos; dp=1,04 pontos), seguido pelo Vigor (média=4,65 pontos; dp=1,09 pontos) e Concentração (média=4,33; dp=1,06). Não houve correlação estatisticamente significativa entre engajamento e adesão ao programa de qualidade de vida institucional. Conclusão: Apesar do trabalhador da saúde lidar diariamente com o processo de saúde e doença, este estudo sugere que o trabalhador é engajado com seu trabalho, independente do cuidado com sua própria saúde, segundo os componentes avaliados no programa de qualidade de vida da instituição.
Título em inglês
Engagement and Adherence to the Quality of Life Program in Nursing Workers
Palavras-chave em inglês
Engagement
Nursing
Quality of life
Worker\'s health
Resumo em inglês
Introduction: In recent years, the illness of workers and high rates of absenteeism have given rise to the creation of programs focused on Quality of Life at Work (QWL) being discussed and implemented in several companies. Furthermore, considering that quality of life programs can influence the engagement of workers due to the reduction of stress has been observed, since psychological exhaustion is a continuous challenge in the world of work, including for health services, given the impact of healthy workers engaged in the quality of care. Objectives: To identify the adherence of nursing workers to the actions of the Wellness Program (PBE); identify the level of engagement of nursing workers; associate the dimensions of engagement with the adhesion of nursing workers and know the workers' perception of the Well-Being Program (PBE). Method: This is an exploratory, cross-sectional study, carried out in a general, tertiary, philanthropic non-profit hospital in the city of São Paulo, SP, in the period from October to November 2019. The population consisted of nursing workers from the place of study. For data collection, the following instruments were used: Worker Characterization Questionnaire, Utrecht's Work Engagement Scale (UTRECHT WORK ENGAGEMENT SCALE - UWES), Workers' Perception Instrument on the Quality of Life Program and Adhesion Scoring Worksheet the Quality of Life Program offered by the institution. Results: As for the Quality of Life Program, it was possible to observe that of the 334 workers who remained in the study, 152 nursing workers (45.5%) are adherents to the Quality of Life Program offered by the institution. The global score for Engagement at Work showed an average of 4.62 points (SD = 0.98 points) and a median of 4.85 points, ranging from 0.94 to 6.00 points. As for dimensions, the highest level of engagement was observed in the Dedication dimension (mean = 4.93 points; sd = 1.04 points), followed by Vigor (mean = 4.65 points; sd = 1.09 points) and Concentration (mean = 4.33; SD = 1.06). There was no statistically significant correlation between engagement and adherence to the institutional quality of life program. Conclusion: Although the health worker lives daily with the health and disease process, this study suggests that the worker is engaged with his work, regardless of the care for his own health, according to the components evaluated in the institution's quality of life program.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cristiane_Zogheib.pdf (2.14 Mbytes)
Data de Publicação
2021-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.