• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2020.tde-25022021-110559
Documento
Autor
Nome completo
Beatriz de Almeida Brandi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Vattimo, Maria de Fatima Fernandes (Presidente)
Borges, Fernanda Teixeira
Fonseca, Cassiane Dezoti da
Nogueira, Lilia de Souza
Título em português
Efeito do treinamento físico moderado em ratos com doença renal crônica agudizada
Palavras-chave em português
Exercício físico
Insuficiência renal crônica
Meios de contraste
Resumo em português
Introdução: A doença renal crônica (DRC) acomete mais de 130 mil brasileiros. Os insultos nefrotóxicos, tais como o uso de contraste, podem agudizar DRC e contribuir para sua progressão, aumentando as chances de o paciente necessitar de terapia renal substitutiva. A prática de treinamento físico demonstrou diversos benefícios no sistema imunológico e cardiovascular. Objetivos: Avaliar o efeito do treinamento físico na DRC agudizada (DRCa) pelo contraste iodado (CI). Métodos: Ratos da raça Wistar, machos, pesando de 250 a 330g divididos em seis grupos: SHAM: animais controle da DRC; SHAM+Exercício: animais SHAM submetidos ao treinamento aeróbico moderado; DRC: animais nefrectomizados (5/6 da massa renal); DRCa: animais DRC que receberam CI; DRC+exercício: animais DRC submetidos ao treinamento aeróbico moderado; DRCa+exercício: animais DRCa submetidos ao treinamento aeróbico moderado. Foram avaliados parâmetros de função renal, clearance de inulina e hemodinâmica renal (fluxo sanguíneo renal-FSR e resistência vascular renal- RVR; perfil oxidativo (peróxidos urinários, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico- TBARs, óxido nítrico e tióis no tecido renal) e análise histológica renal. Resultados: Animais DRC tratados com contraste, DRCa, apresentaram redução do clearance de inulina, diminuição do FSR, aumento da RVR e da excreção de metabólitos oxidativos na comparação com DRC. O estudo demonstrou que o treinamento físico no grupo DRCa+E contribuiu para melhora na função renal, na hemodinâmica renal, com redução de RVR, aumento do FSR e incremento dos parâmetros de oxidação, e na histologia renal, apresentando moderada dilatação tubular e redução do infiltrado tubulointersticial em comparação ao DRCa. Conclusão: O treinamento físico confirmou-se como terapia não farmacológica na redução da vulnerabilidade do DRC à agudização pelo contraste por melhora da função renal, da hemodinâmica renal, do estresse oxidativo e da histologia renal.
Título em inglês
Effect of the moderate training in rats with acute chronic kidney disease
Palavras-chave em inglês
Contrast Media
Exercise
Renal Insufficiency Chronic
Resumo em inglês
Introduction: Chronic kidney disease (CKD) affects more than 130.000 brazilians. Nephrotoxic insults in chronic kidney patients, such as the use of contrast, can aggravate and assist the stage of the CKD progression, increasing the chances of the patient needing kidney replacement therapy. The practice of physical training has shown several benefits in the immune and cardiovascular system. Objective: Evaluate the effect of physical training on acute CKD ( CKDa ) by iodinated contrast (IC). Methods: Male Wistar rats, weighing 250 to 330g, divided into six groups: SHAM: CKD control animals; SHAM+Exercise: SHAM animals submitted to moderate aerobic training; CKD: nephrectomized animals (5/6 of renal mass); CKDa: CKD animals that received IC; CKD+exercise: CKD animals submitted to moderate aerobic training; CKDa+exercise: CKDa animals submitted to moderate aerobic training. Parameters of renal function, inulin clearance and renal hemodinamics were evaluated (renal blood flow and renal vascular resistance), oxidative profile (urinary peroxides, substances reactive to tiobarbituric acid TBARs, nitric oxide and tiols in kidney tissue) and kidney histological analysis. Results: CKDa (CKD animals that received IC) showed reduced inulin clearance, decreased renal blood flow, increased renal vascular resistance and excretion of oxidative metabolites in comparison with CKD. The study demonstrated that physical training in the CKDa+E group contributed to an improvement in renal function, renal hemodynamics with reduction KVR and increase KBF, an increase in oxidation parameters and in renal histology, with moderate tubular dilation and reduction of interstitial tubule infiltrate compared to CKDa. Conclusion: Physical training was confirmed as a non-pharmacological therapy in reducing the vulnerability of CKD to exacerbation by contrast due to improved renal function, renal hemodynamics, oxidative stress and renal histology.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Beatriz_Brandi.pdf (1.42 Mbytes)
Data de Publicação
2021-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.