• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2019.tde-24072019-160109
Documento
Autor
Nome completo
Selma Pinheiro Machado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Ferretti-Rebustini, Renata Eloah de Lucena (Presidente)
Rodriguez, Roberta Diehl
Suemoto, Claudia Kimie
Talarico, Juliana Nery de Souza
Título em português
Associação entre Doença Arterial Coronariana e Demência Vascular definitiva
Palavras-chave em português
Arteriosclerose
Demência Vascular
Doença Arterial Coronariana
Enfermagem
Idoso
Resumo em português
Introdução: As Doenças Cardiovasculares (DCV) têm sido implicadas como fatores de risco para demência em idosos. Estudos clínicos demostraram que existe associação entre a história de Doença Arterial Coronariana (DAC) e demência, notadamente a Demência Vascular (DV). A associação de DAC prévia com a DV definitiva ainda não foi estudada. Objetivo: Verificar qual a frequência de DAC prévia em indivíduos com DV e verificar se existe associação entre DAC e DV definitiva. Método: Trata-se de um estudo observacional em corte transversal onde 707 casos foram submetidos à autópsia encefálica e exame neuropatológico. O histórico de saúde (dados demográficos, clínicos e perfil cognitivo, comportamental e funcional) foram obtidos por meio de entrevista clínica com informante imediatamente após o óbito, mediante consentimento informado. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e foram usados testes de associação e comparação de médias e medianas. Assumindo a DV como variável dependente e a DAC como variável independente, foi construído um modelo de regressão logística para obter o Odds Ratio (OR) da DAC em relação à DV. Resultados: Dos 707 casos, 50,6% eram homens e a idade média foi 73,16 ± 11,79 anos. A frequência de DV definitiva foi de 37,6% e 18% dos pacientes com DV tiveram DAC prévia. O OR da DAC para predizer DV definitiva foi de 1,57 vezes (IC 95% 1,0002,467; p<0,05). Conclusão: A DAC prévia está associada à DV definitiva, aumentando sua chance de ocorrência em 1,66 vezes. Estudos que analisem a interação entre DAC e outros fatores de risco cardiovascular (FRCV) como preditores de DV definitiva são necessários, com vistas à melhor elucidação não só do papel de cada fator associado à ocorrência de DV, como também dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos que futuramente favorecerão a implementação de estratégias de prevenção e controle de DV em idosos.
Título em inglês
Association between coronary artery disease with definitive vascular dementia
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis
Coronary artery disease
Elderly
Nursing
Vascular dementia
Resumo em inglês
Introduction: Cardiovascular diseases (CVD) have been implicated as risk factors for dementia in the elderly. Clinical studies have shown that there is an association between the history of coronary artery disease (CAD) and dementia, notably vascular dementia (DV). The association of prior CAD with definitive DV has not been studied. Objective: To verify the frequency of prior CAD in individuals with DV and to verify if there is an association between CAD and definitive DV. Method: This is a cross-sectional observational study in which 707 cases were submitted to a brain autopsy and neuropathological examination. The health history (demographic, clinical and cognitive, behavioral and functional data) was obtained by means of a clinical interview with an informant immediately after death, with informed consent. Data were analyzed using descriptive statistics and association and comparison tests of means and medians were used. Assuming DV as the dependent variable and CAD with the independent variable, a logistic regression model was constructed to obtain the Odds Ratio (OR) of the CAD in relation to DV. Results: Of the 707 cases, 50.6% were men and the mean age was 73.16 ± 11.79 years. The definitive DV frequency was 37.6% and 18% of DV patients had previous CAD. The DAC OR to predict final DV was 1,57 (95%CI 1,0002,467; p<0,05). Conclusion: Previous CAD is associated with definitive DV, increasing its chance of occurrence by 1.66 times. Studies that analyze the interaction between CAD and other cardiovascular risk factors (CRF) as predictors of definitive DV are necessary to better elucidating not only the role of each factor associated with the occurrence of DV, but also the pathophysiological mechanisms involved in the future will favor the implementation of strategies for prevention and control of DV in the elderly.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Selma_Machado.pdf (2.12 Mbytes)
Data de Publicação
2019-12-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.