• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.7.2020.tde-24022021-150118
Documento
Autor
Nome completo
Suzana Aparecida da Costa Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Santos, Vera Lucia Conceicao de Gouveia (Presidente)
Domenico, Edvane Birelo Lopes de
Firmino, Flávia
Püschel, Vilanice Alves de Araujo
Título em português
Terapia tópica para controle da dor em ferida neoplásica maligna: revisão de escopo
Palavras-chave em português
Controle de dor
Dor
Enfermagem
Estomaterapia
Ferida neoplásica maligna
Revisão de escopo
Terapia tópica
Resumo em português
Introdução: Pacientes com câncer, principalmente de mama e cabeça e pescoço, podem desenvolver feridas neoplásicas malignas (FNM) como uma importante complicação. As FNM são lesões friáveis, exsudativas, fétidas e dolorosas que impactam negativamente na qualidade de vida das pessoas. Estudos mostram que todos os pacientes com FNM apresentam dor nessas lesões, a maioria com intensidade moderada a grave. A literatura tem estabelecido recomendações para o cuidado de pacientes com FNM visando ao gerenciamento ou controle dos sintomas porém embasadas em escassas evidências. Objetivo: Examinar e mapear e as evidências existentes sobre as terapias tópicas utilizadas para o controle da dor em FNM. Métodos: Revisão de escopo, conduzida de acordo com a metodologia do Joanna Briggs Institute (JBI). Foram pesquisadas as publicações nos bancos de dados CINAHL, LILACS, Embase, Scopus, Web of science e PubMed, Cochrane, NICE, Scopus, JBISRIR e literatura cinzenta, em inglês, português e espanhol e sem delimitação de tempo. Esta revisão considerou estudos realizados com pacientes, a partir de 18 anos de idade, com dor em FNM. A busca foi realizada em três etapas. Após as buscas, todos os registros identificados foram agrupados e enviados para Mendeley (MendeleyLtd., Elsevier, Holanda). Os títulos e resumos foram examinados por dois revisores independentes. Os dados foram extraídos usando uma ferramenta de extração de dados desenvolvida pelos revisores. Após a extração dos dados, realizou- se uma reunião entre os revisores para a análise dos dados e organização das categorias que deles emergiram. Resultados: Incluíram-se 70 publicações compostas por 32 Revisões não Sistemáticas de Literatura - RNS, 20 Estudos de casos - EC, seis Ensaios Clínicos Randomizados - ECR, três Coortes Retrospectivas - CP, três Revisões Sistemáticas - RS, três Guidelines, dois Surveys e uma Coorte Retrospectiva - CR que evidenciaram 20 propostas de terapias tópicas para controle de dor em FNM, assim categorizadas: Terapias Tópicas Aplicadas nas FNM (Coberturas (41 / 58,6%), Drogas analgésicas (39 / 55,7%), Substâncias antimicrobianas (18 / 25,7%), Crioterapia (4 / 5,7%) e Terapia por Pressão Negativa (3 / 4,3%) e Terapias Tópicas aplicadas na Pele Peri-Ferida (Protetores de pele (11 / 15,7%)). A dor não foi avaliada em 68,5% dos estudos. Conclusão: Muitas são as terapias tópicas descritas nesta revisão de escopo (70 publicações incluídas) para o controle de dor em FNM, principalmente do tipo RNS (32/ 45,7%) e mesmo EC (20/ 28,5%). No entanto, existem poucos estudos primários de intervenção voltados especificamente para a avaliação da sua eficácia, com metodologias consideradas inadequadas para sustentar a prática clínica, evidenciando a necessidade de novos estudos com delineamentos mais robustos. Implicações para a prática clínica e pesquisa: Esta revisão de escopo contribui para a sistematização dos achados acerca do controle da dor em FNM, sintoma bastante frequente na plêiade que acompanha essa condição tão impactante sobre a qualidade de vida e final de vida dos pacientes por ela acometidos. Seus resultados certamente possibilitam a implementação mais adequada de atenção multiprofissional a esses pacientes bem como mostram as lacunas de investigação para suporte a uma prática mais segura.
Título em inglês
Topical therapy for pain management of malignant fungating wounds: a scoping review protocol
Palavras-chave em inglês
Malignant fungating wound
Nursing
Pain
Pain control
Scoping review
Stomatherapia
Topical therapy
Resumo em inglês
Introduction: Cancer patients, especially breast and head and neck, can develop malignant fungating wounds (MFW) as an important complication. MFW are friable, exudative, fetid, and painful lesions that negatively impact people's quality of life. Studies show that all patients with MFW have pain in these lesions, the majority with moderate to severe intensity. The literature has established recommendations for the care of patients with MFW aiming at the management or control of symptoms but based on little evidence. Objective: Examine and map and the existing evidence on topical therapies used to control pain in NFM. Methods: Scoping review, conducted according to the Joanna Briggs Institute (JBI) methodology. Publications were searched in the CINAHL, LILACS, Embase, Scopus, Web of Science and PubMed, Cochrane, NICE, Scopus, JBISRIR, and gray literature databases in English, Portuguese and Spanish and without time limits. This review considered studies carried out with patients, from 18 years of age, with pain in NMF. The search was carried out in three stages. After the searches, all identified records were grouped and sent to Mendeley (MendeleyLtd., Elsevier, Netherlands). Titles and abstracts were examined by two independent reviewers. The data were extracted using a data extraction tool developed by the reviewers. After extracting the data, a meeting was held between the reviewers to analyze the data and organize the categories that emerged from them. Results: 70 publications comprising 32 non-systematic literature reviews - RNS, 20 case studies - EC, six randomized clinical trials - ECR, three retrospective cohorts - CP, three systematic reviews - RS, three guidelines, two Surveys, and a Retrospective Cohort - CR that showed 20 proposals for topical therapies for pain control in FNM, categorized as follows: Topical Therapies Applied in MFW (Dressing (41 / 58.6%), Analgesic Drugs (39 / 55.7%), Substances antimicrobials (18 / 25.7%), Cryotherapy (4 / 5.7%) and Negative Pressure Therapy (3 / 4.3%) and Topical Therapies applied to Peri-Wound Skin (Skin Protectors (11/15, 7%)). Pain has not been evaluated in 68.5% of the studies. Conclusion: There are many topical therapies described in this scoping review (70 publications included) for pain control in NFM, mainly of the RNS type (32 / 45.7%) and even EC (20 / 28.5%). However, there are few primary studies interventions aimed specifically at assessing their effectiveness, with methodologies considered inadequate to support clinical practice, highlighting the need for further studies with more robust designs. Implications for clinical practice and research: This scoping review contributes to the systematization of the findings of pain control in MFW, a very common symptom in the crowd that accompanies this condition that has such an impact on the quality of life and end of life of patients through it affected. Its results certainly enable the most appropriate implementation of multi-professional care for these patients, as well as showing the research gaps to support a safer practice.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Suzana_Ferreira.pdf (2.00 Mbytes)
Data de Publicação
2021-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.