• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.7.2017.tde-19062017-181613
Documento
Autor
Nome completo
Fábio da Costa Carbogim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Püschel, Vilanice Alves de Araujo (Presidente)
Becerril, Lucila Cárdenas
Cruz, Dina de Almeida Lopes Monteiro da
Moura, Manoel Oriosvaldo de
Passos, Ivan Carlin
Título em português
O ensino do Pensamento Crítico para estudantes de enfermagem: uma intervenção educativa piloto
Palavras-chave em português
Educação em enfermagem
Enfermagem
Estudo de Intervenção
Metodologia
Pensamento
Resumo em português
Introdução: Na enfermagem, pensamento crítico representa um conjunto de habilidades e disposições desejáveis para o raciocínio clínico e a tomada de decisão. Objetivo: criar, aplicar e avaliar intervenção educativa para graduandos em enfermagem com enfoque em primeiros socorros, para desenvolvimento de habilidades e disposições de pensamento crítico, baseadas no Problem Based Learning e orientadas pelo Modelo de Ensino Ativo para o Desenvolvimento do Pensamento Crítico. Método: metodologia mista, com abordagem quantitativa e qualitativa. Na abordagem quantitativa, estudo de intervenção educativa, randomizado, unicego, paralelo, com dois braços. Na abordagem qualitativa, estudo exploratório e descritivo. Participaram da pesquisa 102 estudantes. A alocação das turmas, controle (n = 50) e intervenção (n = 52), ocorreu randomização. Ao grupo controle foi ensinado o Suporte Básico de Vida, por meio do Problem Based Learning, para o grupo intervenção, o mesmo conteúdo e método, acrescido do Modelo de Ensino Ativo para o Desenvolvimento do Pensamento Crítico. A coleta de dados foi realizada antes e depois da intervenção educativa, pelos testes California Critical Thinking Skills Test e California Critical Thinking Dispositions Inventory e 25 questões objetivas em relação à Primeiros Socorros e Suporte Básico de Vida. A coleta de dados qualitativa ocorreu por meio de quatro questões norteadoras. Para os dados quantitativos, foram utilizados os testes Kolmogorov-Smirnov, Levene e Ancova, Teste t pareado e para amostras independentes. Para análise qualitativas, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin. Resultados: para a California Critical Thinking Dispositions Inventory, houve diferença significativa para subescala analiticidade com a variável gênero F(1,97) = 6,44, (p = 0,013), dentro do grupo intervenção. Houve diferença significativa para subescala maturidade com a variável gênero F(1,97) = 4,18, (p = 0,043) no grupo intervenção. Em relação ao teste California Critical Thinking Skills Test, não houve variações significativas entre o pré e o pós-teste para ambos os grupos. Na aplicação do Teste t pareado, constatou-se diferença significativa para o grupo intervenção no escore Analiticidade (p = 0,043) do teste California Critical Thinking Dispositions Inventory e Análise (p = 0,025) do teste California Critical Thinking Skills Test. Para as questões objetivas, no pré-teste, não foram observadas diferenças significativas entre os grupos intervenção e controle para nenhum dos escores de Suporte Básico de Vida, Primeiros Socorros e Total (Suporte Básico de Vida + Primeiros Socorros). No pós-teste foram observadas diferenças estatisticamente significativas nos escores dos grupos controle e intervenção no Suporte Básico de Vida (6,54 ± 1,37 vs. 8.11 ± 1,25; t = -6,070; p < 0,0001, respectivamente) e Total - Suporte Básico de Vida + Primeiros Socorros (19,06 ± 1,93 vs. 20,98 ± 1,81; t = -5,185; p < 0,0001, respectivamente). A análise das falas dos participantes permitiu constatar que, em relação ao curso, os métodos aplicados para o desenvolvimento do pensamento crítico, ajudaram a organizar o pensamento, analisar, planejar e tomar decisões apropriadas em Primeiros Socorros. Conclusões Recomenda-se fortemente novos estudos sobre pensamento crítico que repliquem resultados bem-sucedidos, que tenham duração maior que um dia, possibilitando tempo hábil para assimilação, mobilizações reflexivas e metacognitivas.
Título em inglês
Teaching of Critical Thinking for Nursing Students: an educational intervention pilot
Palavras-chave em inglês
Clinical Trial
Education; Nursing
Methodology
Nursing
Thinking
Resumo em inglês
Introduction: In nursing, the critical thinking is a set of desirable skills and dispositions that can be learned to achieve clinical reasoning and appropriate decision-making. Objective: to create, to implement and to evaluate an educational intervention for students in nursing with focus on first aid for the development of critical thinking skills and dispositions. Methodology: It is a mixed methodology, involving. The quantitative approach, carried out a study of educational intervention, randomized, uni-blind, parallel, with two arms. In the qualitative approach, there was an exploratory and descriptive study. The study participants were 102 nursing undergraduate students. The allocation of the groups, control (n = 50) and intervention (n = 52) occurred by randomization. The control group was taught the Basic Life Support, through Problem Based Learning, for the intervention group, the same content and method, plus the Active Teaching Model for the Development of Critical Thinking. Data collection was performed before and after the educational intervention, applying the California Critical Thinking Skills Test and California Critical Thinking Dispositions Inventory to evaluate and 25 objective questions to assess knowledge regarding First Aid and Basic Life Support. Qualitative data collection occurred through four guiding questions. For the quantitative analysis, the following tests were used: Kolmogorov-Smirnov, Levene, ANCOVA, Paired t-test and independent samples. For the analysis of the qualitative data, we used the content analysis technique proposed by Bardin. Results: for California Critical Thinking Dispositions Inventory, there was a significant difference in subscale analyticity and the gender variable F(1.97) = 6.44 (p = 0.013) in the intervention group. There was a significant difference to maturity subscale with gender variable F(1.97) = 4.18 (p = 0.043) in the intervention group. Regarding the California Critical Thinking Skills Test, no significant differences. In applying the t paired test, there was a significant difference in the intervention group analyticity score (p = 0.043) of the California Critical Thinking Dispositions Inventory test and analysis (p = 0.025) of the California Critical Thinking Skills Test. In the pre-test, significant differences were observed between the intervention and control groups for any of the Basic Life Support scores, First Aid and Total (Basic Life Support+ First Aid) (p > 0.05). In the pretest, significant differences were observed between the intervention and control groups for any of the Basic Life Support scores, First Aid and Total (Basic Life Support+ First Aid). In the post-test, statistically significant differences were observed in the scores of the control group and intervention in SBV (6.54 ± 1.37 vs. 8.11 ± 1.25; t = -6.070, p < 0.0001, respectively) and Total - Basic Life Support+ First Aid (19.06 ± 1.93 vs. 20.98 ± 1.81, t = -5.185, p < 0.0001, respectively). The speech analysis allowed us to establish that, in relation to the course, the methodologies developed for the development of the critical thinking. Conclusions: New studies are strongly recommended. Ones on critical thinking that replicate successful results, which are longer than one day, allowing time for assimilation, reflective and metacognitive
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.