• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.7.2010.tde-04012011-113830
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Silva de Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Püschel, Vilanice Alves de Araujo (Presidente)
Bocchi, Edimar Alcides
Ide, Cilene Aparecida Costardi
Título em português
Conhecimento e significado da doença: as expressões de pessoas com insuficiência cardíaca
Palavras-chave em português
Conhecimento
Educação em saúde
Enfermagem cardiológica
Insuficiência cardíaca
Resumo em português
Introdução e Objetivos: Este estudo teve como objetivos: caracterizar um grupo de pessoas com Insuficiência Cardíaca (IC) acompanhado em ambulatório de um hospital de alta complexidade em cardiologia, segundo perfil sócio-demográfico, perfil de saúde e de tratamento; identificar o conhecimento das pessoas com IC sobre o tratamento farmacológico e não farmacológico e analisar o conhecimento e o significado que atribuem à doença. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa qualitativa. Foram entrevistados 42 pacientes que atenderam aos critérios de inclusão, utilizando-se um questionário semiestruturado, cujos dados foram analisados por meio da análise de conteúdo e discutidos à luz do referencial teórico da educação em saúde e da aprendizagem significativa. O projeto de pesquisa foi aprovado pela Comissão de Ética do HCFMUSP. Resultados: Da análise de conteúdo das entrevistas emergiram três categorias que evidenciaram o Conhecimento da Doença, o Conhecimento do Tratamento e o Significado de Ter e Viver com a IC. Do conhecimento sobre a doença emergiram uma gama de significados atribuídos à doença que extrapolaram o conhecimento, uma vez que o fato de serem perguntados sobre a doença foi o canal necessário para poderem expressar o significado da IC em suas vidas. Em relação ao conhecimento do tratamento as respostas são permeadas por uma disponibilidade interna para se cuidar, para evitar a descompensação da doença e manter a vida motivada pela fé, pela família e pelos profissionais. O significado de ter e viver com a IC trouxe modificações na vida dos entrevistados de ordem física, emocional e social, o que gera incertezas e projeto de vida interrompido. Em geral, essas modificações são carregadas de sentidos e de emoções geradas pelas mudanças do hábito e estilo de vida, caracterizadas por limitações relacionadas às manifestações clínicas da IC, depressão, medo da morte e mudanças no convívio social e trabalho. Considerações Finais: Os resultados da pesquisa abrem perspectivas para a ressignificação da prática do enfermeiro no acompanhamento de pessoas com IC, uma vez que intervenções educativas feitas de forma sistematizada a partir do conhecimento e do significado da doença expresso pelas pessoas com insuficiência cardíaca poderão contribuir para melhor enfrentamento e manejo da doença pelos sujeitos envolvidos, profissionais e pacientes.
Título em inglês
Knowledge and Meaning of the disease: Expressions of people with heart failure (HF)
Palavras-chave em inglês
Cardiac nursing
Health education
Heart failure
Knowledge
Resumo em inglês
Introduction and Objectives: The objective of this study was to characterize a group of people with Heart Failure (HF), followed in an outpatient hospital of high complexity in cardiology, according to socio-demographic profile, health profile and treatment; to identify peoples knowledge about HF regarding pharmacological and non-pharmacolocical treatment and analyze this knowledge and meaning that they attribute to the disease. Methods: This was a qualitative study where forty two (42) patients were interviewed who each met the inclusion criteria, using a semi-structered questionairre, and data was analyzed using content analysis and discussed in light of the theoretical framework of health education and meaningful learning. This research project was approved by the HCFMUSP Ethics Commission. Results: The following three (3) categories emerged during content analysis of the interviews: the Knowledge of the disease, the Knowledge of the Treatment and the Meaning of Having and Living with HF. In the category, the Knowledge about the Disease, a range of meanings emerged, attributed to the disease, that had surpassed the knowledge, since the fact of being asked about the disease was the channel required in order to express the meaning of HF in their lives. With respect to, the Knowledge about the Treatment, responses are suffused with an inner necessity to be careful, to avoid decomposition of the disease and sustain life motivated by faith, family and the professionals. And finally, the Significance of Having and Living with HF, has brought changes in the lives of the respondents from physical, emotional and social development , which creates uncertainty and projects an interrupted life. In general, these changes are laden with meanings and emotions generated by changes of habits and lifestyle, characterized by the limitations related to the clinical manifestations of heart failure, depression, fear of death and changes in social life and work. Final Considerations: The results of this study open perspectives for the reframing of nursing practices in monitoring patients with HF, since educational interventions performed in a systematic way, beginning with the Knowledge and the Meaning of the Disease, expressed by people with HF, may contribute to better coping and managment of the disease by the individuals involved, professionals and patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-02-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.