• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.64.2014.tde-04112014-153404
Documento
Autor
Nome completo
Mauricio Lamano Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2014
Orientador
Banca examinadora
Camargo, Plinio Barbosa de (Presidente)
Piccolo, Marisa de Cassia
Gomes, Eduardo Pereira Cabral
Martinelli, Luiz Antonio
Vieira, Simone Aparecida
Título em português
Incremento diamétrico arbóreo em diferentes grupos funcionais e produção de serapilheira em duas florestas tropicais brasileiras
Palavras-chave em português
Amazônia
Dendrometria
Floresta tropical
Grupos funcionais
Mata Atlântica
Resumo em português
A alocação de C em biomassa aérea é uma importante via do fluxo de elemento em ecossistemas terrestres. Uma forma de monitorar este processo é por meio de bandas dendrométricas que subsidiam informações relevantes sobre o perfil de incremento diamétrico arbóreo ao longo do tempo. Porém, este monitoramento se torna mais eficientes quando realizados sob a ótica de grupos funcionais, uma vez que florestas tropicais apresentam alta diversidade biológica. No entanto, deve-se considerar que a perda de carbono para o ambiente, seja em termos de respiração autotrófica, mortalidade ou produção de serapilheira, também é um atributo importante na dinâmica de florestas tropicais. Desta forma, torna-se crucial o monitoramento da entrada e saída de C em ecossistemas terrestres tropicais. O objetivo deste trabalho foi avaliar o perfil de incremento diamétrico arbóreo (IDA) e a produção de serapilheira em duas florestas tropicais brasileiras. Primeiramente instalaram-se 850 bandas dendrométricas em árvores de uma comunidade da floresta Amazônica (FAMZ). Na floresta Atlântica (FAT) foram instaladas 1532 bandas em árvores localizadas em três fitofisionomias ao longo de um gradiente altitudinal (100, 400 e 1000 metros de altitude). Para a estimativa da serapilheira 64 coletores foram espalhados aleatoriamente numa área de 20 ha da FAMZ e 40 coletores por nível de altitude foram espalhados na FAT. Na floresta Atlântica as árvores localizadas no meio do gradiente (400 m) foram as que apresentaram maior incremento diamétrico arbóreo anual, seguido pela comunidade a 100 m e por fim a comunidade localizada na maior altitude. As árvores apresentaram redução de incremento diamétrico arbóreo durante a estação de menor índice pluviométrico e menor temperatura média do ar. Na floresta Amazônica as árvores amostradas apresentaram menor taxa de incremento arbóreo durante a estação seca, que também é a mais quente. Em geral, temperatura e precipitação foram as variáveis ambientais que apresentaram grande influência no perfil de incremento diamétrico arbóreo, sendo que na FAT a temperatura atuou positivamente na taxa de incremento diamétrico arbóreo dos indivíduos amostrados a 400 e 1000 metros de altitude e na FAMZ esta variável interferiu negativamente no desenvolvimento das árvores. Em ambas as florestas a precipitação foi correlacionada positivamente com o perfil de crescimento das árvores. A análise de ordenação mostrou que em ambas as florestas houve um forte agrupamento das árvores dentro dos subgrupos funcionais, destacando assim sua a eficiência na análise de respostas ambientais em ecossistemas tropicais. A produção de serapilheira foi 20% maior na FAMZ do que na FAT. A principal fração representada na serapilheira total foi a folha. Novamente a temperatura foi uma variável ambiental importante no aporte do material decíduo. Estes resultados trazem importantes contribuições sobre o uso de grupos funcionais em estudos que visem a alocação de biomassa em florestas tropcais, além de trazer uma comparação entre a dinâmica de crescimento arbóreo nas duas maiores florestas tropicais brasileiras
Título em inglês
Tree diametric increment in different functional groups and litterfall production in two Brazilian tropical forests
Palavras-chave em inglês
Amazon
Atlantic Forest
Dendrometry
Functional groups
Tropical Forest
Resumo em inglês
Allocation of C in aboveground biomass is an importantpathway of the element flow in terrestrial ecosystems. One way to monitor this process is through dendrometric bands that support relevant information about tree diametric increment over time. However, this monitoring becomes more efficient when performed in functional groups, since tropical forests have high biodiversity levels. However, one must consider that the loss of carbon to the atmosphere, either in terms of autotrophic respiration, mortality or litter production, is also an important attribute in the dynamics of tropical forests. Thus, it is crucial to monitor the incoming and outgoing of C in tropical terrestrial ecosystems. The goal of this study was to evaluate the tree diametric increment rate and litterfall in two Brazilian tropical forests. Firstly,850 dendrometric bands ware installed on trees of a community in the Amazon rainforest (FAMZ). In the Atlantic forest (FAT) 1532 bandswere installedon trees located in three vegetation types along an altitudinal gradient (100, 400 and 1000 ma.s.l.). For litterfall, 64 collectors were placed randomly over an area of 20 ha in FAMZ and 40 collectorswere scattered per level altitude in the FAT. In the Atlantic forest trees located in the middle of the gradient (400 m a. s. l.) showed the greatest annual diametric increase, followed by trees located at 100 m (a.s.l.) and finally trees located at 1000 m (a.s.l.). During the dry season and lower mean airtemperature trees showed slow growth. In the Amazon forest the sampled trees had slower growth rate during the dry season, which was the hottest season. In general, temperature and precipitation were the environmental variables that had great influence on the tree diametric growth. The air temperature acted positively on the growth rate of individuals sampled at 400 and 1000 meters altitude in the FAT and in the FAMZ this variable showed negative effect on tree growth. In both forests precipitation was positively correlated with the tree growth rate. Ordination analysis showed that in both forests there was a strong grouping of trees within the functional subgroups, thus highlighting its efficiency in the analysis of environmental responses in tropical ecosystems. Litterfall production was 20% higher in FAMZ than in the FAT. The main fraction of total litterfall was leave. Again the temperature was an important environmental variable in the production of the deciduous material. These results provide important contributions on the use of functional groups in studies seeking at biomass allocation in tropcais forests, besides bringing a comparison between the dynamics of tree growth in the two largest Brazilian rainforests
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-12-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.