• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.61.2021.tde-28102021-122809
Documento
Autor
Nome completo
Andreia Fernandes Emilio Laposta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2021
Orientador
Banca examinadora
Soares, Simone (Presidente)
Almeida, Ana Lúcia Pompéia Fraga de
Biella, Vivian de Agostino
Lopes, José Fernando Scarelli
Título em português
Avaliação da simetria dos arcos dentários em pacientes com fissura labiopalatina reabilitados com prótese parcial fixa na região da fenda, após tratamento ortodôntico
Palavras-chave em português
Estética
Fenda labial
Fissura palatina
Reabilitação
Reabilitação bucal
Resumo em português
O presente trabalho avaliou a simetria dos arcos dentários de pacientes com e sem fissura labiopalatina através da comparação e correlação entre os lados direito e esquerdo dos arcos dentários (maxila e mandíbula), após tratamento ortodôntico/reabilitador utilizando uma prótese parcial fixa de 3 elementos na região da fenda. O estudo transversal, observacional, retrospectivo incluiu 15 pacientes com fissura labiopalatina submetidos a tratamento ortodôntico e reabilitados com uma prótese parcial fixa (GPPF) e 20 pacientes sem fissura labiopalatina submetidos a tratamento ortodôntico (GNF). Todos os pacientes (n=35) foram inicialmente diagnosticados com mordida cruzada anterior e/ou posterior e submetidos a mecânica ortodôntica semelhante. Os critérios de exclusão foram cirurgia ortognática, presença de síndromes e documentação incompleta. A simetria do arco foi avaliada utilizandose modelos dentários digitalizados com um scanner a laser (R700TM; 3Shape). Três medidas lineares foram determinadas em cada um dos lados (direito e esquerdo): distância incisivo-canino (INC), canino-molar (CM) e incisivo-molar (INM) avaliadas através do programa Vectra Analysis Module (VECTRA H1; Canfield Scientific, Inc). O teste t-pareado e o coeficiente de correlação de Pearson (r-value), significância = 0.05, foram utilizados para comparação entre os lados direito e esquerdo do arco, de acordo com o fator grupo e sexo. No grupo GPPF o teste t-pareado não apresentou nenhuma diferença em nenhum dos lados em nenhum arco, entretanto a única região que apresentou correlação moderada foi a região posterior de mandíbula (CM: r=0,56; INM, r=0,57). Já no grupo GNF, tanto a maxila quanto a mandíbula foram consideradas simétricas apresentando correlação forte em todas as medidas lineares. No grupo GPPF, o sexo feminino apresentou correlação moderada na maxila em duas das três medidas lineares avaliadas (INC e CM: r=0,57 e r=0,59, respectivamente) e forte em todas as medidas lineares mandibulares (INC, CM e INM: r=0,82, r=0,69 e r=0,78, respectivamente). Já no sexo masculino nenhuma medida linear apresentou correlação. O grupo GNF tanto no sexo feminino como no masculino, a maxila foi considerada simétrica e somente na mandíbula do sexo masculino na região posterior não se verificou correlação (CM e INM: r=0,38 e r=0,55, respectivamente). Os pacientes que receberam uma prótese fixa, na região anterior de maxila, não apresentaram simetria desejada após o tratamento, sendo que esse resultado foi obtido devido a assimetria verificada no sexo masculino.
Título em inglês
Symmetry evaluation of dental arch in cleft lip and palate patients rehabilitated with a fixed partial denture in the cleft region after orthodontic treatment
Palavras-chave em inglês
Aesthetics
Cleft lip
Cleft palate
Oral rehabilitation
Rehabilitation
Resumo em inglês
The present study aimed to evaluate the dental arch symmetry in cleft and non-cleft patients by comparing and correlating the right and left sides of dental arches (maxilla and mandible) after orthodontic/rehabilitative treatment with a three-unit fixed partial dental prosthesis in the cleft region. The cross-sectional, observational, retrospective study included 15 patients with cleft lip and palate undergoing orthodontic treatment and rehabilitated with a fixed partial denture (GPPF) and 20 patients without cleft lip and palate undergoing orthodontic treatment (GNF). All patients (n = 35) were initially diagnosed with anterior and/or posterior crossbite and underwent similar orthodontic mechanics. Exclusion criteria were orthognathic surgery, presence of syndromes also incomplete documentation. Exclusion criteria were orthognathic surgery, presence of syndromes and incomplete documentation. The arch symmetry was assessed using dental models digitized with a laser scanner (R700TM; 3Shape). Three linear measurements were established on each side (right and left): incisive-canine (INC), canine-molar (CM), and incisive-molar (INM) distance assessed using the Vectra Analysis Module program (VECTRA H1; Canfield Scientific, Inc). According to group and sex factor, the paired t-test and Pearson's correlation coefficient (r-value) compared the right and left sides of the arch with a significance level of 5%. In the GPPF group, the paired t-test did not show any difference on either side in any arch, however, the only region that showed a moderate correlation was the posterior mandible region (CM: r = 0.56; INM, r = 0.57). In the GNF group, both the maxilla and the mandible were considered symmetrical, showing a strong correlation in all linear measurements. The female gender in the GPPF group showed a moderate correlation in the maxilla in two of the three linear measures evaluated (INC and CM: r = 0.57 and r = 0.59, respectively) and strong in all the mandibular linear measurements (INC, CM, and INM: r = 0.82, r = 0.69 and r = 0.78, respectively). In the male sex, no linear measure showed a correlation. In the GNF group in both males and females, the maxilla was considered symmetrical, and only in the male mandible in the posterior region, there was no correlation (CM and INM: r = 0.38 and r = 0.55, respectively). Patients who received a fixed prosthesis, in the maxilla anterior area did not present desired symmetry after treatment, and this result was obtained by the asymmetry observed in males.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-12-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.