• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.61.2018.tde-06102020-120644
Documento
Autor
Nome completo
Victor Prado Curvêllo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2018
Orientador
Banca examinadora
Soares, Simone (Presidente)
Almeida, Ana Lúcia Pompéia Fraga de
Atta, Maria Teresa
Nary Filho, Hugo
Título em inglês
Comparative analysis of dental arches stability in patients with cleft lip and palate after rehabilitation treatment
Palavras-chave em inglês
Cleft lip
Dental implants
Denture partial fixed
Mouth rehabilitation
Resumo em inglês
While the maxillary growth and development in patients with cleft lip and palate (PLC) is very studied at early age, the literature lacks studies at adulthood. The study of dental arches after oral rehabilitation with dental prostheses is necessary in this group of patients to verify the stability of the interdisciplinary treatment performed. This study aimed to evaluate the stability of dental arches in adults with cleft lip and palate who received orthodontic treatment and were rehabilitated with dental prostheses compared with adults who received implant-supported prosthesis and conventional fixed partial dentures, both in the area of cleft lip and palate The group rehabilitated with implants was composed of 20 patients (7 males, 13 females; mean age of 25 years) and the group rehabilitated with a conventional fixed partial denture consisted of 15 patients (8 females and 7 males; mean age of 25 years). The dental casts were scanned with a laser scanner in the two proposed treatment phases: T1- immediately after completion of orthodontic treatment and T2- at least 1 year after oral rehabilitation with dental prostheses. The stability evaluation comprised the subtraction of T2 from T1 measurements ( = T2-T1). All linear, inter-canine, inter-molar and total arch length measurements were performed digitally. The independent t-test compared the groups between the times (p0.05). Among groups, the stability comparison showed statistically differences in inter-canine measurements, but non-significant differences in inter-molar distance and total arch length. Adults with cleft lip and palate rehabilitated with fixed partial and implant-supported dentures had a difference in dental arch stability. Fixed partial prosthesis provided a greater linear dimensional stability of dental arches in this group of individuals
Título em português
Análise comparativa da estabilidade dos arcos dentários em pacientes com fissura labiopalatina após tratamento reabilitador
Palavras-chave em português
Fenda labial
Implantes dentários
Prótese parcial fixa
Reabilitação bucal
Resumo em português
O crescimento e desenvolvimento da maxila em pacientes com fissura labiopalatina (FLP) tem sido muito estudado na idade precoce, porém em idade adulta há uma escassez de trabalhos. O estudo dos arcos dentários após a reabilitação oral com próteses dentárias se faz necessário nesse grupo de pacientes, com o intuito de verificar a estabilidade do tratamento interdisciplinar realizado. O objetivo do estudo foi avaliar a estabilidade dos arcos dentários em pacientes com fissura labiopalatina que receberam tratamento ortodôntico e foram reabilitados com prótese dentárias, comparando os pacientes que receberam uma prótese sobre implante com indivíduos que receberam uma prótese parcial fixa convencional, ambas na área da fissura labiopalatina. O grupo reabilitado com implantes foi composto por 20 pacientes (7 do sexo masculino, 13 do sexo feminino e idade média de 25 anos) e o grupo reabilitado com uma prótese parcial fixa convencional foi composto por 15 pacientes (8 do sexo feminino e 7 do sexo masculino e idade média de 25 anos). Os modelos de gesso foram digitalizados com um scanner a laser nas duas fases de tratamento propostas: T1- imediatamente após a conclusão do tratamento ortodôntico e T2- pelo menos 1 ano após a reabilitação oral com próteses dentárias. A subtração das medidas no tempo 2 pelo tempo 1 caracterizou a equação delta (= T2-T1), para a avaliação da estabilidade. Todas as lineares, inter-canino, inter-molar e comprimento total do arco foram realizadas digitalmente. O teste t independente foi utilizado para a comparação dos grupos e entre os tempos (p0,05). Houve diferença estatística na comparação da estabilidade entre os grupos para medições inter-canino, mas não houve diferença na distância inter-molares e no comprimento total do arco. Há diferença na estabilidade dos arcos dentários de pacientes com fissura labiopalatina em idade adulta, reabilitados com prótese parcial fixa e prótese sobre implante, sendo que a prótese parcial fixa consiste em um tratamento que conferiu maior estabilidade dimensional linear dos arcos dentários nesse grupo de pacientes
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.