• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.61.2020.tde-02102020-103731
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Chaves Petri Feitosa
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Bauru, 2020
Orientador
Banca examinadora
Carreira, Daniela Gamba Garib (Presidente)
Faco, Renato André de Souza
Herkrath, Fernando José
Valladares Neto, José
Título em inglês
The impact of orthognathic surgery on quality of life in oral clefts
Palavras-chave em inglês
Cleft lip
Cleft palate
Orthognathic surgery
Quality of life
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the relationships between individual, environmental, biological factors, and oral health-related quality of life (OHRQoL) in patients with cleft lip and palate (CLP) before orthognathic surgery and 6 months after surgery. The study was conducted involving 69 adults with unilateral and bilateral CLP under orthodontic treatment. Interviews and oral examinations were carried out before orthognathic surgery (baseline) and 6 months after orthognathic surgery to collect demographics (age and sex), psychological well-being, dental clinical measures (dental caries, malocclusion), social support, social networks, and socioeconomic status (family income and education) and OHRQoL (OHIP-14). Structural equation modelling was used to estimate direct and indirect associations between the variables. Reduction of malocclusion between baseline and follow-up directly predicted poor OHRQoL at follow-up ( = 0.02) whereas increase in psychological well-being between baseline and follow-up was associated with better OHRQoL at follow-up ( = -0.07). Poor OHRQoL at baseline predicted worse OHRQoL at follow-up ( = 0.28). Malocclusion at baseline was indirectly linked to poor OHRQoL at follow-up via OHRQoL at baseline, and via reduction of malocclusion ( = 0.02). Age and OHRQoL at baseline mediated the link between dental caries OHRQoL at T1. The short followup period of 6 months after orthognathic surgery, the use of a non-specific questionnaire to assess OHRQoL in patients with CLP and the sample size should be acknowledged as possible limitations of the present study. Orthognathic surgery positively impacted the quality of life. Better psychological outcomes predicted a better OHRQoL after orthognathic surgery in this population. On the other hand, a greater decrease in the severity of malocclusion can induce a worse quality of life in the first post-surgical six months
Título em português
O impacto da cirurgia ortognática na qualidade de vida de pacientes com fissura labiopalatina
Palavras-chave em português
Cirurgia ortognática
Fissura labial
Fissura palatina
Qualidade de vida
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar as relações entre fatores individuais, ambientais, biológicos e qualidade de vida relacionada à saúde bucal (QVRSB) em pacientes com fissura labiopalatina (FLP) antes da cirurgia ortognática e 6 meses após a cirurgia. O estudo foi realizado com 69 adultos com FLP unilateral e bilateral em tratamento ortodôntico. Entrevistas e exames intraorais foram realizados antes da cirurgia ortognática (T0) e 6 meses após a cirurgia ortognática (T1) para coletar dados demográficos (idade e sexo), bem-estar psicológico, medidas clínicas dentárias (cárie dentária, má oclusão), apoio social, redes sociais e status socioeconômico (renda e educação familiar) e QVRSB (OHIP-14). O modelo de equações estruturais foi utilizada para estimar associações diretas e indiretas entre as variáveis. A redução da má oclusão entre a linha de base e o acompanhamento previu diretamente uma pior QVRSB no acompanhamento ( = 0,02), enquanto o aumento no bem-estar psicológico entre a linha de base e o acompanhamento foi associado a uma melhor QVRSB no acompanhamento ( = -0,07). Uma pior OHRQoL no início do estudo previu uma pior QVRSB no acompanhamento ( = 0,28). A má oclusão na linha de base foi indiretamente ligada a uma pior QVRSB no acompanhamento via QVRSB na linha de base e pela redução da má oclusão ( = 0,02). A idade e a QVRSB na linha de base mediaram a ligação entre a cárie dentária e QVRSB no T1. O curto período de acompanhamento de 6 meses após a cirurgia ortognática e o uso de um questionário inespecífico para avaliar a QVRSB em pacientes com FLP devem ser reconhecidos como possíveis limitações do presente estudo. A cirurgia ortognática impactou positivamente a qualidade de vida. Melhores resultados psicológicos previram uma melhor QVRSB após cirurgia ortognática nesta população. Por outro lado, uma maior redução na severidade da má oclusão pode induzir a uma pior qualidade de vida nos primeiros seis meses pós-cirúrgicos
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.