• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.6.2020.tde-17022020-133522
Documento
Autor
Nome completo
Fátima Aparecida Diz
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Conceição, Gleice Margarete de Souza (Presidente)
Chiaravalloti Neto, Francisco
Duarte Neto, Amaro Nunes
Masi, Eduardo de
Título em português
Análise temporal e espacial da relação entre leptospirose humana e fatores de risco no município de São Paulo, Brasil, 2007 - 2016
Palavras-chave em português
Análise de Tendência
Análise Espacial
Epidemiologia
Leptospirose
Resumo em português
A Leptospirose é uma zoonose de importância mundial e vem se consolidando também como um problema de Saúde Pública, devido aos prejuízos decorrentes da alta incidência e letalidade dos casos, podendo ocorrer de forma isolada ou em surtos epidêmicos sazonais. Fortes chuvas sazonais, ao provocarem enchentes e inundações, constituem condição favorável para o contágio, pois a bacteria Leptospira, agente etiológico da doença, pode dispersar-se facilmente no ambiente através da água. Está ligada a áreas com precárias condições de moradia e saneamento, sujeitas a enchentes e, diretamente relacionada à população de roedores sinantrópicos que albergam o agente etiológico nos rins eliminando-o constantemente no meio ambiente, contaminando solo e água. O número de casos humanos no mundo não é conhecido com exatidão, mas, estima-se que ocorram anualmente 1,03 milhão de casos clínicos com 58.900 óbitos. No Brasil é endêmica com picos epidêmicos nos meses com maior pluviosidade. No município de São Paulo, ela é transmitida geralmente, por água ou lama contaminadas no período de chuvas intensas, relacionando-se epidemiologicamente a fatores socioeconômicos, sugerindo que sua incidência possa ser usada como indicador social. O objetivo deste estudo foi descrever a ocorrência de leptospirose humana no município de São Paulo, no tempo e no espaço, entre 2007 e 2016. Trata-se de um estudo ecológico de séries temporais. Foram utilizados dados secundários, baseados nas informações do SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), entre os anos de 2007 e 2016. Foram feitas: análise descritiva; análise de tendência com modelos ajustados de regressão de Poisson com o auxílio do software R for Windows; gráfico confrontando número de casos e pluviosidade mensal; análise espacial com mapas temáticos e de intensidade de Kernel pelo software QGIS 2.16.1; estatísticas de varredura espacial, espaço-temporal e de variação espacial nas tendências temporais através do software SaTScanTM. O município de São Paulo, no período do estudo, apresentou coeficientes de incidência que variaram de 2,6/100 mil habitantes em 2009 a 1,4/100 mil habitantes em 2016. A letalidade média no período foi de 15,1%. Os resultados obtidos na análise de regressão apontaram para uma tendência de queda na incidência, mas, a letalidade apresentou-se alta. Tanto a incidência quanto a precipitação apresentaram forte comportamento sazonal, sendo maiores durante o verão. Na análise puramente espacial e na análise espaço-temporal foram identificados, respectivamente, 5 e 4 aglomerados com significância estatística, todos em áreas periféricas, mostrando que a doença ocorre, principalmente, nos extremos do município, onde reside a população mais carente e mais exposta devido, sobretudo, à ocupação desordenada. As maiores incidências da doença foram observadas em indivíduos do sexo masculino, com idade entre 20 a 59 anos (economicamente ativos), de raça/cor branca ou parda, residentes nas regiões Sul, Leste e Norte do município. Foi observada uma tendência de queda da incidência durante o período de estudo, para todas as faixas etárias e em todas as regiões. O maior risco observado e as maiores incidências ocorreram em áreas periféricas do município, principalmente nas regiões Sul, Leste e Norte.
Título em inglês
Spatial and temporal analysis of the relationship between human leptospirosis and risk factors in the municipality of São Paulo, Brazil, 2007 - 2016
Palavras-chave em inglês
Epidemiology
Leptospirosis
Spatial Analysis
Trend Analysis
Resumo em inglês
Leptospirosis is a zoonosis of worldwide importance and has been consolidating itself as a Public Health problem, due to the damages resulting from the high incidence and lethality of the cases, which may occur in isolation or in seasonal epidemic outbreaks. Heavy seasonal rains, causing flooding, are a favorable condition for contagion, as Leptospira bacteria, the etiologic agent of the disease, can easily disperse into the environment through water. It is linked to areas with poor housing and sanitation conditions, subject to flooding, and directly related to the population of synanthropic rodents that harbor the etiological agent in the kidneys, constantly eliminating it into the environment, contaminating soil and water. The number of human cases in the world is not known exactly, but it is estimated that 1.03 million clinical cases occur each year with 58.900 deaths. In Brazil it is endemic with epidemic peaks in the months with the highest rainfall. In the city of São Paulo, it is usually transmitted by contaminated water or mud during periods of heavy rainfall, epidemiologically related to socioeconomic factors, suggesting that its incidence may be used as a social indicator. The objective of this study was to describe the occurrence of human leptospirosis in the city of São Paulo, in time and space, between 2007 and 2016. This is an ecological study of time series. Secondary data were used, based on information from SINAN (Notifiable Diseases Information System), between the years 2007 and 2016. Were made: descriptive analysis; trend analysis with adjusted Poisson regression models with the aid of the R for Windows software; graph comparing number of cases and monthly rainfall; spatial analysis with thematic maps and Kernel intensity using the QGIS 2.16.1 software; spatial, spatiotemporal and spatial variation statistics on temporal trends using the SaTScanTM software. The municipality of São Paulo, during the study period, presented incidence coefficients that ranged from 2.6 / 100 thousand inhabitants in 2009 to 1.4 / 100 thousand inhabitants in 2016. The average lethality in the period was 15.1%. The results obtained in the regression analysis pointed to a downward trend in incidence, but lethality was high. Both incidence and precipitation showed strong seasonal behavior, being higher during the summer. In the purely spatial analysis and the spatiotemporal analysis, 5 and 4 clusters with statistical significance were identified, respectively, all in peripheral areas, showing that the disease occurs mainly in the extremes of the municipality, where the poorest and most exposed population live, mainly due to disordered occupation. The highest incidences of the disease were observed in males, aged 20 to 59 years (economically active), of race / color white or brown, living in the southern, eastern and northern regions of the municipality. A downward trend in incidence was observed during the study period for all age groups and in all regions. The highest risk observed and the highest incidence occurred in peripheral areas of the municipality, especially in the South, East and North regions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DizFA_MTR_R.pdf (3.44 Mbytes)
Data de Publicação
2021-04-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.