• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2021.tde-22042021-091258
Documento
Autor
Nombre completo
Camila Ragne Torreglosa
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2021
Director
Tribunal
Chiavegatto Filho, Alexandre Dias Porto (Presidente)
Antunes, José Leopoldo Ferreira
Galante, Andréa Polo
Sarti, Flávia Mori
Título en portugués
Análise de custo-efetividade do Programa Alimentar Brasileiro Cardioprotetor (BALANCE): um estudo clínico randomizado, multicêntrico em indivíduos com doença cardiovascular
Palabras clave en portugués
Avaliação Econômica
Custo
Dieta
Doença Cardiovascular
Padrão Alimentar
Resumen en portugués
O padrão alimentar associado à redução da mortalidade e de fatores de risco para doença cardiovascular inclui ingestão adequada de cereais integrais, frutas, leguminosas, legumes, nozes, sementes, peixe e consumo reduzido de carne vermelha e carne processada. Embora essa recomendação seja a melhor evidência do efeito benéfico entre dieta e doença coronariana, profissionais da saúde devem considerar que a disponibilidade e acessibilidade dos alimentos. O programa alimentar brasileiro cardioprotetor (BALANCE) é um estudo clínico randomizado que propõe a adoção de uma dieta com potencial cardioprotetor e acessível à população brasileira. Outras propostas de dietas cardioprotetoras foram feitas ao redor do mundo e mostraram ser eficazes na prevenção das doenças cardiovasculares e redução da mortalidade. No entanto, quando implementadas fora dos países de origem tornam-se impraticáveis pela baixa acessibilidade e adaptação cultural. Esta tese será apresentada sob a forma de três artigos científico. No primeiro foi realizada uma análise transversal do início do estudo BALANCE sobre o custo direto com despesas diárias alimentares e a qualidade da dieta. Não foi observada associação entre o custo direto e o índice de qualidade da dieta revisado (IQD-R), assim como não foi observada diferença entre a adesão aos escores do IQD-R. O segundo artigo realizou uma análise de custo-efetividade da alimentação adotada pelos participantes com maior adesão ao protocolo ao longo de 36 meses. Foram considerados apenas despesas diárias para a compra dos alimentos e a efetividade foi medida pelo IQD-R. Na linha de base, os custos médios foram iguais (U$ 3,9/dia) e o IQD-R foi de 53,5 e 51,8 pontos no nos grupos BALANCE e controle, respectivamente. Após um período de três anos, a intervenção foi associada a uma economia de custo média de US $ 0,31/dia (IC 95%: -0,59; -0,44) e um aumento médio do IQD-R de 4,38 (IC 95%: 2,81; 5,95). O terceiro artigo analisou o custo-efetividade do estudo BALANCE em todos os participantes, utilizando a perspectiva da sociedade e um horizonte temporal de 36 meses. Foram considerados custos diretos médicos (hospitalizações, procedimentos e exames) e custos diretos não médicos (gastos do paciente). Após 36 meses, a diferença no custo total entre as intervenções foi de -R$ 151,9 (IC 95%: -R$ 493,3; R$ 190,50). A dieta adotada pelo grupo BALANCE foi associada a uma economia média de R$ 415,53 (IC95% -687,79; -139,78). A diferença em LYs foi de 0,011 anos (IC 95%: -0,025; 0,046) de LYGs. A relação custo-efetividade incremental foi - R$ 14.098,63 por LYG (IC 95%: -156.178; 154.864). A análise de custo-efetividade do estudo BALANCE mostrou neutralidade em relação ao grupo controle. No entanto, o custo com a dieta adotada no grupo BALANCE foi menor ao longo do tempo e a melhor qualidade da dieta não se associou a maior despesa com alimentos. Esses achados podem estimular a adesão e recomendações da estratégia de educação nutricional BALANCE em um cenário de saúde pública.
Título en inglés
Cost-effectiveness analysis of the Brazilian Cardioprotective Diet Program (BALANCE): a randomized, multicenter clinical study in individuals with cardiovascular disease
Palabras clave en inglés
Cardiovascular Disease
Cost
Diet
Dietary Pattern
Economic Evaluation
Resumen en inglés
The dietary pattern associated with reduced mortality and risk factors for cardiovascular disease includes adequate intake of whole grains, fruits, legumes, vegetables, nuts, seeds, fish and reduced consumption of red meat and processed meat. Although this recommendation is the best evidence of the beneficial effect between diet and coronary heart disease, healthcare professionals should consider food availability and accessibility. The Brazilian Cardioprotective Nutritional Program Trial (BALANCE Program) is a randomized clinical study that proposed a cardiovascular-protector diet suited for the Brazilian population. Other cardiovascular protector diets were implemented outside of Brazil and were shown to be effective for the prevention of cardiovascular diseases and the reduction of mortality rates, but became unfeasible when implemented outside their countries. This thesis is presented in the form of three papers. In the first, a cross-sectional analysis of the BALANCE trial baseline was performed, considering the direct cost of daily food expenses and the quality of the diet. There was no association between direct cost and Brazilian Health Eating Index Revised (BHEI-R), as well as with adherence to BHEI-R scores. The second article carried out a cost-effectiveness analysis of the food adopted by the participants with greater adherence to the protocol over 36 months. Only daily expenses for the purchase of food were considered, and effectiveness was measured by the BHEI-R. At baseline, the average costs were equal (U$3.9/day), and BHEI-R were 53·5 and 51·8 points, in the BALANCE Program and control groups, respectively. After a three-year period, the intervention was associated with an average cost saving of U$0·31/day (95%CI: -0·59; -0·04) and an average increase of BHEI-R of 4·38 (95%CI: 2·81; 5·95). The third article analyzed the cost-effectiveness of the BALANCE study with all participants, using the perspective of the society and a 36-month time horizon. Direct medical costs (hospitalizations, procedures and examinations), direct non-medical costs (patient expenses) and indirect costs (deaths) were considered. After 36 months, difference in total interventions cost was -R$151.9 (CI 95%: -R$ 493.3; R$190.50). The diet adopted by BALANCE group was associated with a mean cost saving of R$415.53 (CI95% -687.79; -139.78). Difference in LYs was 0.011 years (CI 95%: -0.025; 0.046) of LYGs. The incremental cost-effectiveness ratio was - R$ 14.098,63 per LYG (CI95%: -156.178; 154.864). Cost-effectiveness analysis from the BALANCE study showed neutrality compared to the control group. However, diet adopted in the BALANCE group saved money over time and better diet quality was not associated with higher food expenditure. This finding may encourage the adherence and recommendations of BALANCE nutritional education strategy in a public health scenario.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
TorreglosaCR_DR_R.pdf (3.31 Mbytes)
Fecha de Publicación
2021-04-22
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.