• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2013.tde-23052013-105359
Documento
Autor
Nome completo
Mônica Yamada
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Rogero, Marcelo Macedo (Presidente)
Hassimotto, Neuza Mariko Aymoto
Ong, Thomas Prates
Título em português
Efeito da ingestão do extrato aquoso de erva-mate (Ilex paraguariensis) sobre a resposta inflamatória do tecido adiposo branco de ratos alimentados com ração hiperlípidica
Palavras-chave em português
Dieta Hiperlipídica
Erva-Mate
Inflamação
Obesidade
Resistência Insulínica
Tecido Adiposo
Resumo em português
Introdução - A dieta hiperlipídica é uma das principais causas da obesidade, provocando importantes alterações metabólicas, como aumento de gordura corporal, dislipidemia e resistência à ação da insulina. Além disso, a obesidade gera um quadro inflamatório crônico e de baixa intensidade no tecido adiposo branco, que é caracterizado pela ativação de vias inflamatórias, como a via do fator de transcrição nuclear kappa B (NF-kB), que é responsável pela transcrição de genes com ação pró-inflamatória, como o fator de necrose tumoral (TNF)-alfa e a proteína quimiotática para monócitos (MCP)-1. A erva-mate (Ilex paraguariensis) contém compostos bioativos, como o ácido clorogênico, a quercetina e o kaempferol, os quais apresentam a capacidade de modular a expressão de genes envolvidos na resposta inflamatória. Objetivo - Investigar o efeito da ingestão do extrato aquoso de erva-mate sobre os parâmetros metabólicos e sobre a resposta inflamatória no tecido adiposo branco de ratos alimentados com ração hiperlipídica. Material e métodos - Ratos machos Wistar foram submetidos à ração controle ou hiperlipídica por 12 semanas. Após esse período, 12 animais de cada grupo foram eutanasiados, constituindo os grupos baseline. O restante dos animais foi distribuído em quatro grupos que receberam, por gavagem, o extrato aquoso de erva-mate (1 g/kg massa corporal/dia) ou água, durante quatro semanas. Após esse período, todos os animais foram eutanasiados. Durante a 12a e a 16a semana do protocolo experimental, os animais foram submetidos ao teste oral de tolerância à glicose e ao teste intraperitoneal de tolerância à insulina. A partir do sangue, foram determinadas as concentrações de glicose, de insulina e de biomarcadores inflamatórios, bem como o perfil lipídico. A composição corporal foi determinada por meio da análise química da carcaça. A partir do tecido adiposo periepididimal, foi avaliada a expressão das proteínas chaves envolvidas na inflamação crônica e na resistência à ação da insulina, por Western blot, bem como a expressão gênica de adipocinas por PCR em tempo real. Resultados - A ração hiperlipídica provocou aumento da adiposidade, alteração do perfil lipídico, intolerância à glicose e inflamação sistêmica. No tecido adiposo periepididimal, a ração hiperlipídica provocou redução da fosforilação da AKT nos animais estimulados agudamente com insulina. A ingestão do extrato aquoso de erva-mate, por quatro semanas, reduziu o ganho de peso corporal e melhorou o perfil lipídico nos animais alimentados com a ração hiperlipídica em relação ao correspondente grupo tratado com água. Contudo, o extrato aquoso de erva-mate não foi capaz de reverter as demais alterações metabólicas provocadas pela ingestão da ração hiperlipídica. Conclusão - A ingestão da ração hiperlipídica promoveu alterações metabólicas, todavia, não induziu inflamação crônica no tecido adiposo periepididimal. Por outro lado, a ingestão do extrato aquoso de ervamate foi capaz de reduzir o ganho de peso corporal e melhorar o perfil lipídico dos animais que consumiram a ração hiperlipídica
Título em inglês
Effect of yerba mate (Ilex paraguariensis) aqueous extract on inflammatory response in white adipose tissue of high-fat diet-fed rats
Palavras-chave em inglês
Adipose tissue
High-Fat Diet
Inflammation
Insulin Resistance
Obesity
Yerba Mate
Resumo em inglês
Introduction - High-fat diet is one of the main causes of obesity, inducing significant metabolic changes, such as increased fat mass, dyslipidemia and insulin resistance. Furthermore, obesity is associated with a chronic state of low-grade inflammation in white adipose tissue, which is characterized by activation of inflammatory pathways, like nuclear factor kappa B (NF-kB) pathway, implicated in the transcription of many genes with pro-inflammatory action, such as tumor necrosis factor (TNF)-alpha and monocyte chemotatic protein (MCP)-1. Yerba mate (Ilex paraguariensis) contains bioactive compounds, such as chlorogenic acid, quercetin and kaempferol that have the ability to modulate genes envolved in inflammatory response. Objective - To investigate the effect of yerba mate aqueous extract consumption on metabolic parameters and on inflammatory response in white adipose tissue of high-fat diet-fed rats. Material and methods - Male Wistar rats were submitted a control or a high-fat diet for 12 weeks. After this period, 12 rats of each group were euthanized, constituting the baseline groups. The remainder animals were distributed into four groups, which received by intragastric gavage the yerba mate aqueous extract or vehicle (1 g/kg body weight/day) for four weeks and then, all animals were euthanized. Oral glucose and intraperitoneal insulin tolerance tests were performed at 12 and 16 weeks of experimental protocol. Blood glucose, insulin, lipid profile and inflammatory markers were measured. Water, lipid, protein and ash content were analyzed by carcass chemical composition. Periepididymal adipose tissue were employed to evaluate key proteins involved in inflammatory and insulin signaling pathway by Western blot, and adipokines gene expression by real time PCR. Results - High-fat diet induced body adiposity, dyslipidemia, glucose intolerance and systemic inflammation. In periepididymal fat, high-fat diet decreased AKT phosphorylation in rats acutelly stimulated with insulin. The consumption of yerba mate aqueous extract for four weeks reduced body weight gain and improved lipid profile in high-fat diet group compared to non-treated group. However, yerba mate did not repair others dysfunctions induced by high-fat feeding. Conclusion - High-fat feeding produced some metabolic dysfunctions, but did not induce chronic inflammation in periepididymal adipose tissue. On the other hand, the yerba mate aqueous extract consumption reduced body weight gain and improved lipid profile of rats fed a high-fat diet
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MonicaYamada.pdf (2.63 Mbytes)
Data de Publicação
2013-06-21
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • JACOB, PATRÍCIA SILVA, et al. Isocaloric intake of a high-fat diet promotes insulin resistance and inflammation in Wistar rats [doi:10.1002/cbf.2894]. Cell Biochemistry and Function [online], 2013, vol. 31, p. 244-253.
  • BORGES, M. C., et al. Pôster: Effect of diet-induced obesity on the inflammatory response of peritoneal macrophages from Wistar rats. In International Conference on Nutrigenomics and 10th International Conference on Mechanisms of Mutagenesis and Anticarcinogenesis, Guarujá SP, 2010. Program and Abstract book., 2010. Abstract.
  • BORGES, M. C., et al. Pôster: Influência do consumo de erva-mate sobre marcadores inflamatórios em um modelo experimental de obesidade. In World Nutrition Rio 2012, Rio de Janeiro, 2012. Anais do World Nutrition, 2012.., 2012. Resumo.
  • Borges, Maria C., et al. Pôster: Diet-induced obesity inhibits nf-kappa b activation in lps-stimulated peritoneal macrophages of wistar rats. In 4th Congress of the International Society of Nutrigenetics/Nutrigenomics (INSS), Pamplona, 2010. Journal of Nutrigenetics and Nutrigenomics., 2010. Abstract.
  • FUJII, T. M. M., et al. Pôster: Effect of yerba mate (ilex paraguariensis) aqueous extract on adiposity and on the expression of proteins involved in inflammatory response of the white adipose tissue from rats fed with a high-fat diet. In International Conference on Nutrigenomics and 10th International Conference on Mechanisms of Mutagenesis and Anticarcinogenesis,, Guarujá SP, 2010. Program and abstract book., 2010. Abstract.
  • JACOB, P. S., et al. Pôster: Efeito da ingestão de dieta hiperlipídica e do extrato aquoso de erva-mate (Ilex paraguariensis) sobre a expressão de proteínas envolvidas na via de sinalização do NF-kB no fígado de ratos Wistar. In 9º Simpósio Latino Americano de Ciências dos Alimentos (SLACA), Campinas, 2011. . Anais do 9º SLACA, 2011.., 2011. Resumo.
  • NORDE, M. M., et al. Pôster: Efeito da ingestão do extrato aquoso de erva-mate (Ilex paraguariensis) sobre a resposta inflamatória e sobre a resistência à insulina de ratos submetidos à ração hiperlipídica. In 9º Simpósio Latino Americano de Ciências dos Alimentos (SLACA), Campinas, 2011. Anais do SLACA, 2011.., 2011. Resumo.
  • JACOB, PATRÍCIA SILVA, et al. Nutrigenômica e Nutrigenética. In Julio Tirapegui. Nutrição: fundamentos e aspectos atuais. Organizador.3. São Paulo : Atheneu, 2013{Volume}. cap. 1, p. 391-411.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-23052013-105359/
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.