• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.6.2019.tde-11022020-105519
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Dias Assoni
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Sarti, Flávia Mori (Presidente)
Marchioni, Dirce Maria Lobo
Silva, Ana Amélia Benedito
Tse, Marcos Livio Panhoza
Título em português
Características do mercado mundial de carnes vermelhas: evolução de redes de comércio bilaterais e associação com indicadores de saúde em nível populacional
Palavras-chave em português
Carnes Vermelhas
Comércio Internacional
Consumo Alimentar
Doenças Crônicas Não Transmissíveis
Nutrição
Saúde Pública
Resumo em português
Introdução. A partir do início dos anos 2010, os setores de produção de carne bovina e suína foram beneficiados por políticas de oferta de crédito subsidiado pelo governo brasileiro, sob justificativa de fortalecimento da indústria nacional no contexto de relações de comércio exterior. A atuação do governo resultou em incremento do grau de concentração de mercado em nível nacional, entretanto, há evidências contraditórias quanto aos efeitos do consumo de carnes vermelhas na saúde humana, suscitando várias discussões sobre produção, comércio e consumo de produtos cárneos. Objetivo. Descrever a evolução do mercado mundial de carnes vermelhas nas últimas décadas por meio de análise de redes complexas; assim como investigar a associação entre disponibilidade de calorias de alimentos de origem animal e especialmente calorias de carnes vermelhas em relação aos indicadores de saúde populacional. Métodos. Trata-se de estudo retrospectivo longitudinal ecológico, realizado por meio de análise de dados secundários de comércio bilateral em nível mundial da Food and Agriculture Organization, assim como identificação de associação entre disponibilidade de calorias de alimentos de origem animal e carnes vermelhas em relação a indicadores de saúde populacional em diferentes países, provenientes da World Health Organization (WHO) e World Bank (WB). Resultados. Observou-se aumento de comercialização de carne vermelha processada em 60% e de carne vermelha in natura em 55% nas redes de trocas bilaterais no mercado cárneo durante o período analisado (1961 a 2013). Da mesma forma, notou-se crescimento em volume de carne vermelha in natura e processada comercializada no período, indicando maior participação do produto na economia mundial. Identificou-se maior associação positiva entre disponibilidade de calorias de carnes vermelhas e redução de anemia ferropriva entre crianças e mulheres em idade fértil, em comparação com calorias de alimentos de origem animal em geral. A disponibilidade de alimentos de origem animal apresentou maior associação positiva com redução de mortalidade infantil e elevação da expectativa de vida. Por outro lado, calorias de origem animal, assim como maior oferta de lipídios de origem animal, apresentaram associação direta com aumento mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis, embora calorias provenientes de carnes vermelhas tenham apresentado associação contrária. Conclusão. Os dados mostram um crescimento substancial da comercialização e da importância da carne vermelha para economia e comércio mundial. Ademais, destaca-se diferença nas associações estabelecidas entre disponibilidade de calorias de origem animal e calorias provenientes de carne vermelha em relação aos indicadores de saúde. Apesar da polêmica envolvendo consumo de carnes, especialmente carnes vermelhas in natura e processadas, nota-se redução da ocorrência de anemia ferropriva e de mortalidade infantil, e melhora da expectativa de vida com aumento da oferta de calorias disponibilizadas na carne vermelha. Destaca-se também a importância de limites à ingestão de gordura de origem animal, tendo em vista que lipídeos de fontes animais apresentaram associação positiva com mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis.
Título em inglês
Characteristics of the international market of red meats: Evolution of bilateral trade networks and association with health indicators at population level
Palavras-chave em inglês
Chronic Non-Communicable Diseases
Food Consumption
International Trade
Nutrition
Public Health
Red Meats
Resumo em inglês
Introduction. The sectors of beef and pork production in Brazil have been benefited by subsidized credit policy of the Brazilian government from 2010 onwards, aimed at strengthening the national industry in the context of foreign trade relations. The government influence promoted a certain degree of market concentration occurred at national level; however, there is contradictory evidence regarding effects of red meat consumption in human health, raising several discussions on meat production, trade and consumption. Objective. To describe the evolution of worldwide trade of red meats during the last decades using complex networks analysis; and to investigate the association between availability of calories from animal source foods and especially calories from red meats in relation to population health indicators. Methods. Longitudinal ecological retrospective study, conducted through analysis of secondary data of bilateral trade worldwide from the Food and Agriculture Organization, and identification of association between availability of calories from animal source foods and red meats in relation to population health indicators from various countries, available from the World Health Organization (WHO) and the World Bank (WB). Results. There was an increase in commercialization of processed red meat by 60% and fresh red meat by 55% in bilateral trade networks during the period analyzed (1961-2013), indicating greater participation of the product in the world economy. There was higher positive association between availability of calories from red meats and reduction of iron-deficiency anemia among children and women in reproductive age, compared with calories from animal food sources in general. The availability of animal source foods presented higher positive association with reduction of infant mortality and increase of life expectancy. On the other hand, availability of animal food source calories and animal food source fats presented direct association with increase in mortality due to chronic non-communicable diseases, whilst higher availability of red meat calories presented inverse association. Conclusion. The data showed noticeable growth in commercialization and importance of red meat for the world economy and international trade. In addition, there were differences in association between supply of calories from animal food sources and red meats in relation to health indicators. Although there is polemic referring to meats consumption, especially in natura and processed red meats, there was reduction in the occurrence of iron-deficiency anemia and infant mortality, as well as improvement in life expectancy with increased supply of calories from red meats. The importance of limiting animal fat intake is also emphasized, given that lipids from animal source foods presented positive association with mortality due to chronic non-communicable diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AssoniAD_MTR_R.pdf (3.90 Mbytes)
Data de Publicação
2021-03-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.