• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-01102020-233042
Documento
Autor
Nome completo
Cláudia Raulino Tramontt
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Jaime, Patrícia Constante (Presidente)
Bertolin, Maria Natacha Toral
Loch, Mathias Roberto
Louzada, Maria Laura da Costa
Título em português
Impacto de uma intervenção educativa para implementação do guia alimentar para a população brasileira na atenção básica em saúde
Palavras-chave em português
Atenção Primária à Saúde
Estudos de Intervenção
Guias Alimentares
Prática Profissional
Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação
Resumo em português
Introdução: A implementação do Guia Alimentar para a população brasileira (GAB) é uma estratégia para qualificação do trabalho em saúde pública para ampliação do escopo de ações de promoção da alimentação adequada e saudável. Objetivo: Avaliar o impacto de uma intervenção educativa baseada no GAB no conhecimento, auto-eficácia (AE), eficáciacoletiva (EC) e orientação alimentar de equipes multiprofissionais atuantes na Atenção Primária em Saúde (APS). Métodos: Ensaio comunitário controlado, envolvendo 24 profissionais de saúde de diferentes áreas, divididos em grupo controle (GC) e intervenção (GI). O GI recebeu uma oficina educativa de 16 horas sobre o GAB, guiada por protocolo validado. Foram produzidos três manuscritos sobre a avaliação do impacto da intervenção educativa. Artigo 1: Conhecimento, AE e EC para utilização do GAB foram avaliados via escala autoadministrada, variando de 0 a 16 pontos, previamente validada, preenchida antes e após dois meses da intervenção educativa. Teste t pareado foi utilizado para comparação intragrupo no T0 versus T1, e os efeitos da intervenção intergrupos foram estimados por análises de regressão linear. Artigo 2: A orientação alimentar desempenhada pelos participantes baseada no GAB foi aferida mediante observação direta das práticas dos profissionais, durante dois meses antes e depois da intervenção, coletada por instrumento previamente validado. Utilizou-se teste de Kruskal-Wallis para comparação intragrupo no T0 versus T1, e os efeitos da intervenção intergrupos foram estimados por análises de regressão linear generalizada, com 95% de IC. Artigo 3: Recorte transversal do momento pós intervenção para avaliação da correlação entre conhecimento, AE e utilização das recomendações do GAB na prática dos profissionais de saúde. Resultados: Artigo 1: os participantes do GI obtiveram 59 e 52,8% pontos a mais no conhecimento e na AE, respectivamente, em relação ao GC, no entanto, esse aumento não foi significativo para garantir o impacto da intervenção na análise de regressão linear intergrupos no conhecimento, AE e EC (β= 1,18; IC -1.80 a 4.17; β=3,57; IC= -4.15 a 11.29 e β= -2.11, IC= -5.92 to 10.12, respectivamente). Artigo 2: A regressão com interação tempo e grupo, mostrou efeito positivo da intervenção educativa no escore de orientação alimentar baseadas no GAB no GI no modelo bruto (β = 1,36 e p = 0,017) e ajustado por categoria profissional (β = 1,36 e p = 0,020). A abordagem sobre o GAB aumentou significativamente nos profissionais não nutricionistas (p= 0,007) e em atividades não relacionadas diretamente à temática da alimentação/nutrição (p=0,028), no GI na variação de tempo (T1-T0). Não foram encontradas diferenças significativas no GC. Artigo 3: Correlação positiva e moderada entre AE orientação alimentar baseadas no GAB dos profissionais (r=0,45; p=0,03) foi encontrada. Conhecimento obteve fraca correlação com orientações alimentares baseadas no GAB (r= 0,34; p=0,11). Diferença significativa foi obtida entre as médias do escore de orientação alimentar no grupo de baixa AE (AE<63,36) comparada ao de alta AE (p=0,02). Conclusões: Embora a intervenção educativa não tenha demonstrado impacto significativo no conhecimento, AE e EC dos profissionais de saúde, ela foi capaz de impactar as práticas e o desenvolvimento da autonomia dos profissionais de saúde, que pareceram reconhecer a interdisciplinaridade da nutrição e passaram a disseminar recomendações baseadas no GAB em vários cenários e situações da APS.
Título em inglês
Impact of an educational intervention to implement the dietary guidelines for the Brazilian population in primary health care
Palavras-chave em inglês
Dietary Guidelines
Intervention Studies
Nutrition and Food Programs and Policies
Primary Health Care
Professional Practice
Resumo em inglês
Introduction: The implementation of the Dietary Guidelines for the Brazilian population (GAB) is a strategy for qualifying public health work to expand the scope of actions to promote adequate and healthy food. Objective: To evaluate the impact of an educational intervention based on GAB on knowledge, self-efficacy (EC), collective efficacy (EC) and dietary counseling of multiprofessional teams working in Primary Health Care. Methods: Controlled community trial, involving 24 health professionals from different areas, divided into a control group (CG) and intervention (IG). The GI received a 16-hour educational workshop on the GAB, guided by a validated protocol. Three manuscripts were produced on the evaluation of the impact of educational intervention. Article 1: Knowledge, AE and EC for using the GAB were assessed via a self-administered scale, ranging from 0 to 16 points, previously validated, completed before and after two months of the educational intervention. Paired t-test was used for intragroup comparison at T0 versus T1, and the effects of intergroup intervention were estimated by linear regression analysis. Article 2: The dietary counseling performed by the participants based on the GAB was assessed through direct observation of the professionals' practices, for two months before and after the intervention, collected by a previously validated instrument. Kruskal-Wallis test was used for intragroup comparison at T0 versus T1, and the effects of intergroup intervention were estimated by generalized linear regression analysis, with 95% CI. Article 3: Cross-section of the postintervention moment to assess the correlation between knowledge, AE and use of GAB recommendations in the practice of health professionals. Results: Article 1: IG participants obtained 59 and 52.8% more points in knowledge and in AE, respectively, in relation to CG, however, this increase was not significant to guarantee the impact of the intervention in the linear regression analysis intergroups in knowledge, AE and EC (β = 1.18; CI -1.80 to 4.17; β = 3.57; CI = -4.15 to 11.29 and β = -2.11, CI = -5.92 to 10.12, respectively). Article 2: The regression with time and group interaction, showed a positive effect of the educational intervention on the GAB food-based GI score in the crude model (β = 1.36 and p = 0.017) and adjusted by professional category (β = 1, 36 and p = 0.020). The GAB approach increased significantly in non-nutritionist professionals (p = 0.007) and in activities not directly related to the theme of food / nutrition (p = 0.028), in the GI in time variation (T1-T0). No significant differences were found in the CG. Article 3: Positive and moderate correlation between AE dietary guidance based on the professionals' GAB (r = 0.45; p = 0.03) was found. Knowledge obtained a weak correlation with dietary guidelines based on GAB (r = 0.34; p = 0.11). Significant difference was obtained between the means of the food orientation score in the low LA group (LA <63.36) compared to the high LA group (p = 0.02). Conclusions: Although the educational intervention demonstrated no significant impact on the knowledge, AE and EC of health professionals, it was able to impact the practice and autonomy development of health professionals, who seemed to recognize the interdisciplinarity of nutrition and began to disseminate recommendations based on the Guidelines in various scenarios and situations of primary care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TramonttCR_DR_O.pdf (3.68 Mbytes)
Data de Publicação
2020-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.