• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2019.tde-26082019-100036
Documento
Autor
Nombre completo
Tatiane Guimarães Pereira
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Reis, Alberto Olavo Advincula (Presidente)
Marin, Isabel da Silva Kahn
Trape, Thiago Lavras
Zioni, Fabiola
Título en portugués
O cuidado de mães, pais e profissionais oferecidos aos bebês com síndrome congênita do Zika
Palabras clave en portugués
Relações Mãe-Filho
Saúde Mental
Saúde Pública
Resumen en portugués
Introdução: O vírus Zika surgiu de forma explosiva e pandêmica na Oceania e nas Américas. Seus efeitos acometeram, em especial, bebês com variados sinais e sintomas que culminaram no nascimento de uma nova síndrome nunca antes registrada. Dessa forma, nasce, ao mesmo tempo, os bebês acometidos e os modos de cuidado voltados a essa população. Nesse sentido, é fundamental entender as relações de cuidados implicados nesse processo respaldados pela noção de cuidado preconizada em Saúde Pública composta por vários elementos como aspectos sociais, ocupacionais, econômicos, culturais e subjetivos. O aspecto subjetivo se revela no cuidado que o sujeito oferece, além disso, possibilita ressignificar sua subjetividade, atribuindo sentidos às experiências vividas. Objetivo: Analisar a dimensão subjetiva implicada nos cuidados ofertados por pais e profissionais de saúde às crianças com síndrome congênita do Zika (SCZv). Método: Trata-se de pesquisa qualitativa com cuidadores que compõem o ambiente do bebê com SCZv: pais e profissionais de um serviço especializado no município de Campina Grande no estado da Paraíba, Brasil, cidade com alta prevalência da doença. Dois grupos de sujeitos, um com pais e mães, outro com profissionais, separadamente, participaram de entrevistas individuais e grupos focais. Realizamos também a observação participante desses sujeitos inseridos nas atividades do serviço. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e de discurso articulados com a perspectiva winnicottiana. Resultados e discussão: A atenção foi caracterizada pelo esforço da atuação interdisciplinar, busca pela horizontalidade construída a partir da concepção de que 'o mosquito nos uniu', resultando em estreita proximidade entre os cuidadores. A mídia e a ciência registraram o cuidado nascente, ora cooperando com informações aos pais e profissionais, ora os expondo e reduzindo-os a notificações epidemiológicas. O cuidado produziu e foi produzido pelos modos de subjetivar de cada cuidador envolvido, ao mesmo tempo assumiu similaridades entre mães, pais e profissionais. As mães-mulheres carregam o peso das representações sociais da maternidade percebidas como congênitas, expressas pela centralidade do cuidado. Em cenário de protagonismo materno, a presença paterna é quase ausente na maioria das famílias, mas quando há, os pais se mostram bastante atuantes no cuidado. Tais ações paternas são moldadas pela lógica masculina, como o apoio emocional dirigido à mulher, mas a não expressão das próprias emoções, além de atividades predominantes fora do lar. Outros cuidadores com posição destacada foram as profissionais. Sensibilizadas pela causa, ultrapassam a execução em si do trabalho e atuam em prol das famílias também na esfera pessoal. Diante das intensidades, sem recursos científicos, a principal intervenção da equipe foi o amor. Os cuidadores em geral mostram sentimentos intensos de alegria pelo cuidado visto como missão, medo do futuro e tristeza diante dos estigmas que proliferam sobre os bebês acometidos pela SCZv. Em contexto Zika, o afeto demonstra ser contagioso e exerce influência na intensa presença do cuidador. Considerações Finais: O que sobrevive, após situação de emergência, é o desejo dos cuidadores pela inserção efetiva dos bebês em sua comunidade com direitos assegurados. Pensar no futuro dessa população é refletir sobre a efetivação do apoio psicossocial e da disponibilidade de todas as instâncias para um olhar digno aos bebês e seus cuidadores. Embora o surto tenha acabado, assim como os holofotes midiáticos e acadêmicos, as histórias e os efeitos permanecem vivos.
Título en inglés
The care of mothers, parents and professionals offered to babies with Zika congenital syndrome
Palabras clave en inglés
Mental Health
Mother-Child Relations
Public Health
Resumen en inglés
Introduction: The Zika virus emerged explosively and pandemic in Oceania and the Americas. Its effects affected, in particular, babies with varied signs and symptoms that culminated in the birth of a new syndrome never before registered. In this way, the babies affected and the modes of care directed to this population are born at the same time. In this sense, it is fundamental to understand the care relationships implied in this process backed up by the notion of public health care, composed of several elements such as social, occupational, economic, cultural and subjective aspects. The subjective aspect is revealed in the care that the subject offers that makes it possible to re-signify its subjectivity, attributing meanings to the lived experiences. Objective: To analyze the subjective dimension involved in the care offered by parents and health professionals to children with Zika congenital syndrome. Method: This is a qualitative research with caregivers that compose the environment of the baby with Zika congenital syndrome: parents and professionals of a specialized service in the city of Campina Grande in the state of Paraíba, Brazil, city with high prevalence of the disease. Two groups of subjects, one with parents and one with professionals, separately, participated in individual interviews and focus groups. We also performed the participant observation of these subjects included in the service activities. The data were submitted to the analysis of content and discourse articulated with the Winnicottian perspective. Results and discussion: Attention was characterized by the effort of the interdisciplinary action, search for horizontality built from the conception that 'the mosquito united us', resulting in close proximity between caregivers. The media and science have recorded nascent care, sometimes cooperating with information to parents and professionals, sometimes exposing them and reducing them to epidemiological reporting. Care produced and was produced by the modes of subjectivation of each caregiver involved, at the same time assumed similarities between mothers, fathers and professionals. Mothers-women carry the weight of the social representations of motherhood perceived as congenital, expressed by the centrality of care. In a scenario of maternal role, the presence of the father is almost absent in most families, but when there is, parents are very active in care. Such paternal actions are shaped by masculine logic, such as the emotional support directed at the woman, but the non-expression of one's own emotions, as well as activities predominant outside the home. Other caregivers with a prominent position were the professionals. Sensitized by the cause, the professionals surpass the actual execution of the work and act in favor of the families also in the personal sphere. Faced with intensities, without scientific resources, the main intervention of the team was love. Caregivers in general show intense feelings of joy for care seen as mission, fear of the future and sadness in the face of the stigmata that proliferate over the babies affected by SCZv. In the Zika context, letting oneself be affected proves to be contagious and exerts influence in the intense presence of the caregiver. Final Concerns: The surviving scenario, after an emergency situation, is the desire of the caregivers for the effective insertion of the infants in their community with assured rights. To think about the future of this population is to reflect on the effectiveness of the psychosocial support and the availability of all instances for a decent look at the babies and their caregivers. Although the outbreak has ended, as well as the media and scholarly spotlight, the stories and effects remain alive.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Liberación
2021-08-25
Fecha de Publicación
2019-08-26
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.