• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2013.tde-24032014-164159
Documento
Autor
Nome completo
Janaína Paula Costa da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Leone, Claudio (Presidente)
Bertoli, Ciro João
Gallo, Paulo Rogerio
Puccini, Rosana Fiorini
Reis, Alberto Olavo Advincula
Título em português
Concepção materna sobre excesso de peso infantil e o estado nutricional de seus filhos
Palavras-chave em português
Concepção
Criança Pré-Escolar
Estado Nutricional
Obesidade
Prevenção e Controle
Saúde da Criança
Sobrepeso
Resumo em português
Introdução. A prevalência da obesidade tem apresentado números cada vez mais elevados em populações mais jovens, inclusive entre as crianças de baixa idade de famílias de condição socioeconômica menos favorecida. Os determinantes deste desvio nutricional que têm sido estudados são diversos, abrangendo desde fatores genéticos até fatores ambientais. Dentre estes últimos, do ambiente que envolve a criança de baixa idade, é possível que a concepção materna acerca do excesso de peso na infância seja dos determinantes exógenos que contribuem para maior risco de desenvolver sobrepeso ou obesidade já na infância. Objetivo. Analisar as concepções maternas acerca do estado nutricional infantil verificando se as mesmas, caso sejam diferentes, podem ser fatores que contribuam para presença de sobrepeso ou obesidade em seus filhos menores de quatro anos de idade. Métodos. Estudo observacional, exploratório, transversal e quanti-qualitativo. Participaram mães de crianças em idade pré-escolar, matriculadas em creches públicas no ano de 2011. Foram entrevistadas mães de dois grupos: dezesseis mães de crianças com sobrepeso ou obesidade e quinze mães de crianças classificadas como eutróficos, segundoos pontos de corte para o índice de massa corporal recomendados pelo Ministério da Saúde, Brasil-2008. Foi utilizada a técninca de Análise de Conteúdo, com o auxílio do software Classification Hiérarchique Implicative et Cohésitive para analisar dados coletados por intermédio de entrevistas individuais semiestruturadas. Resultados. As concepções maternas acerca do excesso de peso de crianças e do estado nutricional de seus filhos se apresentam de forma diferente entre as mães de crianças pré-escolares obesas quando comparadas com as concepções das mães de crianças eutróficas. Sobre o estado nutricional infantil, mães de crianças com excesso de peso concebem que crianças magras estariam, provavelmente, mal alimentadas. Para as mães de crianças eutróficas os relatos salientam a influência familiar e genética como os principais determinantes do estado nutricional da criança. No entanto, para ambos os grupos de mães, a figura materna é concebida como tendo um papel fundamental na formação dos hábitos alimentares dos filhos, mas as mães das crianças obesas parecem não se apropriar desta concepção quando se trata de considerar os seus filhos. Conclusão. As concepções maternas acerca do estado nutricional das crianças são heterogêneas, o que inclui a apropriação das mesmas, podendo assim contribuir como um dos fatores implicados no desenvolvimento de excesso de peso e da obesidade dos seus filhos, já a partir da faixa etária pré-escolar.
Título em inglês
Maternal conception regarding overweight children and their nutritional status
Palavras-chave em inglês
Child Health
Conception
Nutritional Status
Obesity
Overweight
Preschool Child
Prevention and Control
Resumo em inglês
Introduction: The prevalence of obesity has presented numbers each day higher in younger populations, including among young children from families with less favorable socioeconomic status. The determinants of this nutritional deviation that have been studied are diverse, ranging from genetics to environmental factors. Among the latter, the environmental surroundings of the young child, it is possible that the maternal conception, regarding overweight children, is the exogenous factor that contributes to increased risk of developing overweight or obesity in childhood. Objective: Analyze maternal conceptions regarding nutritional status to verify they are the same or if different, can they be factors that contribute to the presence of overweight or obesity in children under the age of four. Methods: This was an observational, exploratory, cross-sectional quantitative-qualitative study. Participants were mothers of children of preschool age, enrolled in public kindergartens in 2011. Mothers of two groups were interviewed: sixteen (16) mothers of overweight or obese children and fifteen (15) mothers of children classified as having normal weight, according to the cutoff points for BMI recommended by the Ministry of Health, Brazil-2008. Content Analysis was the technique utilized with the help of software Classification Hiérarchique Implicative et Cohésitive to analyze data collected through semi-structured interviews. Results: Maternal conceptions, regarding overweight children and nutritional status of their children, present themselves differently among mothers of preschool overweight /obese children when compared with the conceptions of mothers of normal weight children. With respect to child nutrition, mothers of overweight children perceive that thin children are most likely malnourished. For mothers of normal weight children, reports stress the family influence and genetics as the main determinants of a childs nutritional status. However, for both groups of mothers, the mother figure is perceived as having a key role in shaping the eating habits of children, but the mothers of overweight or obese children seem to not exercise this role when it comes to considering their children. Conclusion: Maternal conceptions about the nutritional status of children are heterogeneous, which includes ownership of them, and could contribute as one of the factors involved in the development of overweight and obesity of their children from pre-school ages on.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JanainaSilva.pdf (3.86 Mbytes)
Data de Publicação
2014-04-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.