• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.6.2016.tde-15042016-144352
Documento
Autor
Nombre completo
Paulette Cherez Douek
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Leone, Claudio (Presidente)
Bertoli, Ciro João
Escobar, Ana Maria de Ulhoa
Gallo, Paulo Rogerio
Strufaldi, Maria Wany Louzada
Título en portugués
O crescimento no primeiro ano de vida e o excesso de peso no início da idade escolar
Palabras clave en portugués
Crescimento
Criança
Obesidade
Risco
Sobrepeso
Resumen en portugués
INTRODUÇÃO - A obesidade é uma preocupação de saúde pública cada vez mais importante, em todo o mundo. A obesidade infantil, por sua vez, vem sendo associada a um alto risco de agravos infantis e de obesidade e doenças crônicas não transmissíveis na fase adulta. Admite-se que o início da vida seja um momento crítico e determinante para o risco do indivíduo desenvolver sobrepeso ou obesidade. Entretanto, não está definido se existe algum período de maior vulnerabilidade na fase pós-natal e qual seria o melhor marcador do crescimento da criança para indicar uma possível intervenção precoce que possa minimizar o risco de desenvolver excesso de peso ou obesidade. OBJETIVO - Analisar as relações existentes entre indicadores antropométricos de crescimento no primeiro ano de vida e o desenvolvimento de excesso de peso no início da idade escolar. MÉTODOS - Estudo de uma coorte histórica de uma unidade básica de saúde em São Paulo, Brasil. Os momentos analisados foram aos três, seis e doze meses e aos sete anos de idade. Avaliou-se a velocidade de crescimento e o crescimento alcançado durante o primeiro ano de vida frente aos desfechos: excesso de peso e obesidade aos sete anos de idade. As variáveis foram analisadas estatisticamente através do Coeficiente de Correlação de Pearson e das curvas ROC, além de terem sido estimadas a sensibilidade, a especificidade e o risco relativo. RESULTADOS - Os Coeficientes de Correlação de Pearson do ganho de peso por ganho de comprimento nos períodos de 0 a 3 meses, 0 a 6 meses e 0 a 12 meses foram, respectivamente, 0,23 (IC 95 por cento : 0,13 a 0,33), 0,29 (IC 95 por cento : 0,19 a 0,39) e 0,34 (IC 95 por cento : 0,24 a 0,43), todos significantes estatisticamente. Os Coeficientes de Correlação de Pearson do escore z do Índice de Massa Corpórea (IMC) para 3, 6 e 12 meses foram, respectivamente, 0,39 (IC 95 por cento : 0,29 a 0,48), 0,41 (IC 95 por cento : 0,32 a 0,50) e 0,42 (IC 95 por cento : 0,33 a 0,51). Para excesso de peso na idade escolar, a utilização do marcador escore z do IMC aos 12 meses maior que 0,49 apresentou sensibilidade de 68,29 por cento (IC 95 por cento : 59,3 por cento a 76,4 por cento ), especificidade de 63,51 por cento (IC 95 por cento : 56,6 por cento a 70,0 por cento ) e risco relativo estimado de 2,31 (IC 95 por cento : 1,69 a 3,17). Para obesidade, o mesmo marcador apresentou sensibilidade de 76,47 por cento (IC 95 por cento : 62,5 por cento a 87,2 por cento ), especificidade de 56,89 por cento (IC 95 por cento : 50,9 por cento a 62,7 por cento ) e risco relativo estimado de 3,49 (IC 95 por cento : 1,90 a 6,43). CONCLUSÕES - O primeiro trimestre de vida se revelou como sendo o período mais crítico, entre os estudados, para o desenvolvimento de sobrepeso ou obesidade no início da idade escolar. No entanto, o escore z do IMC acima de 0,49 aos 12 meses de vida se mostrou como o melhor marcador para esses dois desfechos.
Título en inglés
The growth in the first year and overweight at early school age
Palabras clave en inglés
Child
Growth
Obesity
Overweight
Risk
Resumen en inglés
INTRODUCTION - Obesity is a public health concern increasingly important worldwide. Childhood obesity, in turn, has been linked to a high risk of childhood diseases and obesity and chronic diseases in adulthood. It is assumed that the beginning of life is a critical and decisive time for the individuals risk of developing overweight or obese. However, it is not clear whether there is a period of greatest vulnerability at the early stage of postnatal life and which would be the best indicator of the child's growth to indicate a possible early intervention that can minimize the risk of overweight and obesity. OBJECTIVE Analyze the relationship between anthropometric parameters of growth in the first year of life and the presence of overweight at early school age. METHODS - A historical cohort study of a basic health unit in São Paulo, Brazil. The moments analyzed were at three, six and twelve months, and seven years old. It was evaluated the growth rate and the growth achieved during the first year of life compared to the outcomes: overweight and obesity at seven years old. The variables were statistically analyzed using Pearson Correlation Coefficient, ROC curves, sensitivity, specificity and relative risks. RESULTS - The Pearson Correlation Coefficients between the ratio of weight gain per height gain in 0-3 months, 0-6 months and 0-12 months were respectively 0.23 (95 per cent CI: 0.13 the 0.33), 0.29 (95 per cent CI: 0.19 to 0.39) and 0.34 (95 per cent CI: 0.24 to 0.43), all statistically significant. The Pearson Correlation Coefficients of body mass index (BMI) z scores for 3, 6 and 12 months were respectively 0.39 (95 per cent CI: 0.29 to 0.48), 0.41 (95 per cent CI: 0.32 to 0.50) and 0.42 (95 per cent CI: .33-.51). For overweight schoolchildren, the use of Z score of BMI at 12 months greater than 0.49 had a sensitivity of 68.29 per cent (95 per cent CI: 59.3 per cent to 76.4 per cent ), specificity of 63.51 per cent (95 per cent CI: 56.6 per cent to 70.0 per cent ) and estimated relative risk of 2.31 (95 per cent CI: 1.69 to 3.17). For obesity, the same marker had a sensitivity of 76.47 per cent (95 per cent CI: 62.5 per cent to 87.2 per cent ), specificity of 56.89 per cent (95 per cent CI: 50.9 per cent to 62.7 per cent ) and estimated relative risk of 3.49 (95 per cent CI: 1.90 to 6.43). CONCLUSIONS - The first three months of life is probably the most crucial period for the development of overweight or obesity at early school age. However, BMI z scores above 0.49 at 12 months of life proved to be the best indicator for these two outcomes.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-06-01
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.