• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.6.2012.tde-12032012-114447
Documento
Autor
Nombre completo
Moacyr Miniussi Bertolino Neto
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2012
Director
Tribunal
Reis, Alberto Olavo Advincula (Presidente)
Nicacio, Maria Fernanda de Silvio
Yasui, Silvio
Título en portugués
Atenção em saúde mental: identificação e acompanhamento de pessoas com problemas de saúde mental por equipes da Estratégia de Saúde da Família
Palabras clave en portugués
Acolhimento
Atenção Primária à Saúde
Estratégias
Saúde Coletiva
Saúde Mental
Resumen en portugués
Introdução: A Estratégia de Saúde da Família se apresenta como possibilidade de acompanhamento em saúde mental de pessoas em sofrimento psíquico, se integrando à rede de saúde e facilitando, por meio do acolhimento, ações intersetoriais de inclusão social. Contudo, pouco se sabe acerca das atuações de equipes da Estratégia de Saúde da Família naquilo que condiz com a problemática de saúde mental. Dessa feita, intentou-se verificar se essas equipes observam problemas de saúde mental e se elas acompanham esses problemas. Caso as equipes estejam efetivamente acompanhando questões de saúde mental, propõe-se, então, descrever que procedimentos e orientações existem para realizar tais ações. Essas descrições permitiriam, em ultima instância, estabelecer em que medida as equipes da ESF definiram relações de trocas e trabalho com as equipes de saúde mental da rede formal de assistência. Objetivo: Descrever o acompanhamento de pessoas com problemas de saúde mental por equipes da Estratégia de Saúde da Família. Método: Foram utilizados dados da pesquisa quali-quatitaiva de corte transversal Condições de Acolhimento e Resolutividade de Problemas de Saúde Mental Infanto-Juvenil na Estratégia de Saúde da Família. O campo foi constituído por cinco municípios das três Regiões Metropolitanas e do Interior do Estado de São Paulo. Foram definidos como sujeitos 823 e retidos para efeito da investigação 729 profissionais das equipes da Estratégia de Saúde da Família desses municípios. Aos sujeitos aplicou-se um questionário de tipo misto com 56 perguntas. Os dados foram ajustados de modo proporcional à representatividade numérica de cada categoria profissional. Resultados: os sujeitos dizem observar pessoas com problemas de saúde mental na população assistida e relatam acompanha-los com ações de atenção à saúde mental. As orientações para tal prática ocorrem principalmente em reuniões da própria equipe. Os procedimentos previstos para o acompanhamento dessas pessoas mais mencionado é discussão com a própria equipe. Nas relações entre as equipes é possível inferir a existência de hierarquização e fragmentação da atenção ao sujeito. Considerações Finais: Os profissionais da Estratégia de Saúde da Família, voltados ao atendimento da saúde geral da população no âmbito da atenção básica, observam e acompanham pessoas com problemas de saúde mental. Seus procedimentos nesse último âmbito revelam, entretanto, vieses ligados provavelmente tanto à movimentos iniciais da história da saúde mental quanto ao investimento deficitário e não sistemático na compreensão das políticas de saúde gestadas no interior da lógica da Reforma Psiquiátrica. A despeito disso, observa-se que o modelo de funcionamento da Estratégia de Saúde da Família, em decorrência de sua capilaridade no seio da população, mostra-se cheio de promessas para o direcionamento da atenção em saúde à problemas de saúde mental em proximidade com as necessidades da população
Título en inglés
Mental Health Attention in Family Health Strategy: a description according to the teams view
Palabras clave en inglés
Mental Health Strategies
Primary Health Care
Public Health
User Embracement
Resumen en inglés
Introduction: Family Health Strategy is a possibility of following people with mental health suffering integrated to the health network which is able to facilitate, throughout user embracement, intersection actions of social inclusion. However, little is known about the Family Health Strategy teams interventions related to mental health problems. This study aimed to verify if these workers can observe mental health problems and if they follow these problems. In case the teams are effectively dealing with mental health issues, it is proposed to describe the procedures and existing orientations to do these actions. These descriptions might permit to establish if ESFs teams do or do not do an integrated intervention with mental health teams belonging to the formal assistance network. Objective: describe the intervention procedures of people with mental health problems by Family Health Teams. Method: Data from the quali-quantitative cross-sectional study named Epidemiologic and Social demographic characteristics of patients of the CAPSi from São Paulo state have been used. Data were collected in five cities from the State of São Paulo three metropolitan cities and two from the countryside. 823 workers were defined as the research subjects, but 729 professional from Family Health Strategy from these cities were considered in this study. A mixed questionnaire containing 56 questions was applied in the subjects. Data has been adjusted proportionally to each professional category. Results: the subjects observe mental health problems in the population assisted and follow them with mental health interventions. The orientations received to do so take place especially in team meetings. The most mentioned procedure used to follow these people is discussion of cases with the teams. Considering the relationship between different teams and services it is possible to infer that fragmentation of care is present as well as hierarchical relations. Conclusion: Professionals from Family Health Strategy, focused on general health attention of people in primary care, observe and follow people with mental health problems. Their procedures, concerning mental health reveal, however, issues probably connected with the movements presented in the early history of mental health and with the low and not continuous investments in this area according to the comprehension of health politics inserted in the context of Psychiatric Reform. Nevertheless, Family Health Strategy model, because of its potential in the middle of the population, can be considered a great promise in order to re-direct mental health problems interventions according to peoples demand
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2012-03-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.