• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.6.2016.tde-28072016-091805
Documento
Autor
Nombre completo
Andre Francisco Pilon
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 1984
Director
Tribunal
Candeias, Nelly Martins Ferreira (Presidente)
Colli, Anita Szochor
Goulart, Henny
Marcondes, Ruth Sandoval
Westphal, Marcia Faria
Título en portugués
Desenvolvimento na adolescência: sexualidade, interação com os pais, companheiros e sexo oposto
Palabras clave en portugués
Adolescência
Educação em Saúde
Sexualidade
Resumen en portugués
Este estudo procura conhecer percepções de jovens de ambos os sexos quanto à interação com pais, companheiros e sexo oposto, sexualidade e outros temas pertinentes à adolescência. A amos tra foi composta por 634 sujeitos, de ambos os sexos, entre 14 e 21 anos de idade, estudantes de segundo grau, de três estabelecimentos de ensino estaduais do Município de São Paulo, que responderam a um questionário especialmente elaborado,com perguntas abertas e fechadas, aplicado em agosto/setembro de 1982. Os resultados indicam que o processo de maturação psico-social dos sujeitos corresponde ao esperado em nossa cultura: valorizam o estudo, o trabalho, a família, a companhia dos pares e o relacionamento afetivo com o sexo oposto; têm auto-imagem positiva, buscando na vida realização na profissão, no amor e tudo o mais que leve a um equilíbrio pessoal. Nesse processo os jovens tem o apoio dos pais, como "pessoas mais experientes, que os ajudam em vários aspectos da vida"; a influência do grupo de companheiros predomina em relação ao lazer e entretenimentos e, entre os rapazes, no relacionamento com o sexo oposto. As dificuldades que parte dos sujeitos aponta na interação com os pais prendem-se aos estilos educativos adotados na educação dos filhos (imprevisibilidade, indiferença, crítica ou punição), havendo maior insatisfação entre as moças em relação ao pai. Na experiência de namoro predominam os aspectos afetivos e de comunicação (intimidade física a nível da genitalidade é apontada apenas por 19,6 por cento dos rapazes e 11,6 por cento das moças). Ambos os sexos concordam que determinadas condutas afetam diferentemente o prestígio de rapazes e moças, elevando-o ou rebaixando-o. Sentimentos positivos são associados à sexualidade; sentimentos negativos, menos citados, indicam algum conflito nessa área. Os companheiros estão em primeiro lugar entre as fontes atuais de informação sobre sexualidade, embora os jovens prefiram pais, professores e livros; 73,2 por cento dos rapazes afirmam ter tido relações sexuais, para 12,6 por cento das moças. Em relação à reprodução humana, os sujeitos desconhecem mais os aspectos relativos ao sexo oposto, apresentando deficiência no conhecimento de questões de saúde associadas. o trabalho sugere projetos nas áreas de Saúde, Educação em Saúde, Orientação Educacional, Aconselhamento Psicológico, Serviço Social, Promoção Humana e outras.
Título en inglés
Development in adolescence: sexuality, interaction with parents, peers and the opposite sex
Palabras clave en inglés
Adolescence
Health Education
Sexuality
Resumen en inglés
This study investigates young people's perceptions concerning their re1ationships with parents, peer group, members of the opposite sex, sexuality and other related issues. 634 High School youngsters, aged 14 to 21 years, of three public sohools of the city of S. Paulo, had a questionnaire, specially designed for the purposes of the research, submitted to them. Schools were selected considering areas of high and low economic affluence. Results indicate that the psycho-social maturation process of the subjects follows the expectations of our culture: they value study, work, family, peer group company, dating; they maintain a positive self-image, looking forward to love, professional achievement and everything conducive to personal balance. Adolescents look to their parents' support as "more experienced people, who help them with different life problems"; peer group influence prevails in entertainment and spare time; among boys, in relationships with the opposite sex. Difficulties in relationships with parents, felt by some subjects, were due to educational styles (unpredictable, critical, punitive or indiferent). Girls show more insatisfaction with their fathers than boys. Dating is emotionally satisfactory to both sexes; physical intimacy with sexual relations is mentioned by 19,6 per cent of boys and 11,6 per cent of girls as part of dating experience. Both sexes agree that prestige of boys and girls is affected by a range of behaviours in different ways. Positive feelings are associated with sexuality; negative feelings, less often mentioned, indicate some degree of conflict in this area. Peers are the most frequent source of sex information, although parents, teachers and books seem to have the preference of subjects. 73,2 per cent of boys and 12,6 of girls refer to experience in sexual relations. The adolescents lack information on human reproduction, particularly on aspects related to the opposite sex, as well as on health issues in general. The study suggests the development of projects in several areas: Health, Health Education, Educational Guidance, Psychological Counseling, Social Work and Human Promotion.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-07-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.