• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.6.2012.tde-25042012-172435
Documento
Autor
Nome completo
Miriam Masako Kanashiro
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Watanabe, Helena Akemi Wada (Presidente)
Rosa, Tereza Etsuko da Costa
Westphal, Marcia Faria
Título em português
 Envelhecimento ativo: uma contribuição para o desenvolvimento de instituições  de longa permanência amigas da pessoa idosa
Palavras-chave em português
Envelhecimento
Idoso
Instituição de Longa Permanência para Idosos
Resumo em português
Introdução - Um ambiente favorável ao envelhecimento ativo deve promover a manutenção da autonomia, da independência e a qualidade de vida à medida que se envelhece. Na realidade brasileira o cuidado de longa duração a idosos ocorre, principalmente, no ambiente familiar. Entretanto, o cuidado institucional tem aumentado o que requer serviços de qualidade. Objetivo - Identificar as características essenciais para que uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) possa ser definida como amigável à pessoa idosa. Método - Pesquisa qualitativa realizada através de observação participante, pesquisa documental e entrevista individual semi-estruturada, a 20 residentes, 10 familiares de residentes e 1 cuidador de idosos de 2 ILPI, utilizando-se uma versão adaptada do protocolo metodológico de Vancouver da OMS. Através da análise do material empírico obteve-se aspectos considerados relevantes para idosos e familiares para o estabelecimento de ILPI amiga do idoso. Resultados - As instituições necessitam fazer adaptações na estrutura física para o atendimento às normas vigentes. Para os entrevistados, o mobiliário é insuficiente para a guarda de pertences pessoais e alguns são ergonomicamente inadequados. Os residentes gostariam de ser tratados com mais afeto e respeito quanto às suas individualidades. A comunicação entre as instituições e os idosos pode ser mais eficiente. As atividades de ocupação do tempo livre ofertadas dependem das habilidades dos voluntários e envolvem poucos idosos. Reuniões da equipe técnica com residentes para discussão de assuntos relacionados ao lazer, à alimentação e à vida na instituição ocorrem apenas em uma das ILPI. O número de profissionais para a prestação do cuidado desejado pelos idosos e com o ambiente foi considerado insuficiente. Houve solicitação no sentido de que o compartilhamento do dormitório seja feito entre pessoas com quadros funcional e cognitivo semelhantes. Conclusões - Identificou-se as características essenciais para que o idoso residente em ILPI possa receber atendimento integral de boa qualidade em ambiente físico e socialmente adequado e essas características essenciais podem contribuir para o desenvolvimento de ILPI amiga da pessoa idosa
Título em inglês
Active ageing: a contribution to the development of Age-friendly long-term care institutions.
Palavras-chave em inglês
Aged
Aging
Homes for the Aged
Resumo em inglês
Introduction - A favorable environment for active ageing should promote the maintenance of autonomy, independence and quality of life in life course. In Brazil long-term care for the elderly is generally offered at home; however, institutional care has increased and requires excellency of services. Objective - To identify the essential features for a Long-Term Care Institution (LTCI) can be defined as friendly to the older person. Method - Qualitative research conducted through participative observation, documentary research and individual semi-structured interview to 20 residents, 10 relatives of residents and one caregiver of two LTCI, using an adapted version of World Health Organization´s methodological Protocol of Vancouver. Through the analysis of empirical material, it obtained aspects that were considered relevant to seniors and families of residents for the establishment of an Age-friendly LTCI. Results - The institutions need to make adjustments in physical structure to fit to current legislation. To the respondents, the furniture is insufficient to keep their personal belongings and some are ergonomically inadequate. The residents would like to be treated with more affection and respect to their individuality. Communication between the institutions and the elderlies can be more efficient. Leisure activities offered depend on volunteers skills and involve few seniors. Meetings between technical staff and residents to discuss issues related to leisure, meals and to day by day life in the institution occur only on one of the LTCI. The number of professionals to take care of the environment and to deliver the desired care by the elderly was considered insufficient. Sharing dormitory with people with similar cognitive and functional status was requested. Conclusions - The essential features of a friendly LTCI were identified, so that the elderly resident can receive comprehensive care in an appropriate physical and social environment and the essential features can contribute to the development of an Age-friendly LTCI
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
KANASHIRO_MM.pdf (1.88 Mbytes)
Data de Publicação
2012-05-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.