• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-05032020-102735
Documento
Autor
Nombre completo
Thais Adriana do Carmo
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2002
Director
Tribunal
Nitrini, Sandra Maria Ottati de Oliveira (Presidente)
Castro, Lia Lusitana Cardozo de
Lieber, Nicolina Silvana Romano
Santos, Vânia dos
Simões, Maria Jacira Silva
Título en portugués
Perfil de utilização de medicamentos na gestação: um estudo farmacoepidemiológico no município de Piracicaba
Palabras clave en portugués
Estudo Farmacoepidemiológico
Gestação
Indicadores de Prescrição
Medicamentos
Resumen en portugués
A utilização de medicamentos por gestantes deve ser considerado como um problema de saúde pública. Revisando-se a literatura percebe-se que se trata de um comportamento de alto risco terapêutico pois existem inúmeras lacunas sobre suas conseqüências ao feto e à gestante. Neste sentido, a utilização de medicamentos no período de gravidez deve ser feita com muita cautela. Os estudos farmacoepidemiológicos podem contribuir para minimizar os riscos inerentes à terapia medicamentosa, traçando um perfil do consumo de medicamentos na gestação, identificando quais, quantos e como estão sendo utilizados os medicamentos, propiciando uma avaliação e apontando medidas de intervenção. Partindo desses pressupostos, o objetivo deste trabalho foi traçar um perfil de consumo de medicamentos em gestantes usuárias do Sistema Único de Saúde do município de Piracicaba, através de um estudo transversal, utilizando-se os indicadores de prescrição selecionados pela Organização Mundial de Saúde e a classificação de medicamentos segundo risco ao feto do Food and Drug Administration. Encontrou-se que 61,6% das entrevistadas utilizaram pelo menos um medicamento na semana anterior a pesquisa e 18,6% delas referiram ter se automedicado. Na consulta de pré-natal 44,7% receberam prescrição medicamentosa, sendo os grupos de medicamentos mais prescritos aqueles que atuam sobre o sistema hematopoiético (34,9%) e os antiinfecciosos (21,2%). Preocupa o fato de que, do total de medicamentos prescritos, 77,7% apresentavam alguma inadequação, incluindo medicamentos absolutamente contra-indicados na gravidez (1,5%). Estes dados sugerem uma medicalização da gestação e a necessidade de medidas de intervenção para uma utilização racional dos medicamentos no pré-natal.
Título en inglés
Not available
Palabras clave en inglés
Drugs
Pharmacoepidemiologic Studies
Pregnancy
Prescription's Indicators
Resumen en inglés
The drug use by pregnant must be considered as a public health problem. Revising literature it is noticed that it deals with a behaviour of high therapeutical risk therefore it does innumerable gaps on its effects to the embryo and the pregnant. In this way, a drug use in pregnancy must be made caution. Pharmacoepidemiologic studies can contribute to minimize the inherent risks the drug use, tracing a pattern on the drug consumption in the pregnancy, identifying which, how many and pointing measured of intervention. Leaving for estimated, the objective of this study was to trace a pattern of drug consumption in using pregnant 's Health Public System of the city of Piracicaba, SP, through study using the descriptive prescription's indicator - WHO and Food and Drug Administration's classification of drug risk to embryo. One met that: 61,6% of the pregnant women they utones had used at least one drug in the previous week to research and 18,6% of then related self-administered. In medical's consultation 44,7% had received drug prescription, being the groups of drug mores prescribed those the antianemics (34,9%) and the antiinfectives (21,2%). Ones wory the fact of that, of the prescribed drugs, 77,7% presented some problem, including drugs absoluted no used in the pregnancy (1,5%). lt suggests large drug use during pregnancy and necessary intervention measures need for a rational use of drugs in the pregnancy.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
DR_564_Carmo_2002.pdf (5.38 Mbytes)
Fecha de Publicación
2020-03-05
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.